20 anos sem Senna
01/05/2014 18:05

Frank Williams chega ao Hospital Maggiore após morte de Senna e se recusa a falar com imprensa

Frank Williams, chefe do time que leva seu sobrenome, chegou ao Hospital Maggiore, em Bolonha, pouco após o anúncio da morte de Ayrton Senna. Britânico não quis falar com a imprensa
Warm Up
JULIANA TESSER, de São Paulo
Pouco após o anúncio da morte de Ayrton Senna, Frank Williams, dono da equipe que leva seu sobrenome, chegou ao Hospital Maggiore, em Bolonha, onde o brasileiro foi atendido após o acidente em Ímola. O britânico se recusou a falar com os veículos de imprensa.

Ainda no início da prova deste domingo (1), Ayrton, que liderava a disputa, passou reto na curva Tamburello e bateu forte contra o muro, em um ponto da pista onde a velocidade chega aos 300 km/h. Atendido na pista, o tricampeão foi transferido de helicóptero ao Maggiore, onde foi imediatamente levado para a UTI do setor de reanimação.
Frank Williams esteve no Hospital Maggiore neste domingo (Foto: Getty Images)
Ainda na pista, Senna teve uma parada cardíaca e a circulação comprometida. Ele foi submetido a uma traqueostomia e já chegou ao Maggiore em coma, sendo direcionado ao setor de reanimação.

Às 17h55, os médicos declararam que Ayrton estava em coma profundo. Dez minutos depois, Maria Tereza Fiandri, médica-chefe do setor de reanimação, anunciou que o piloto não mais tinha atividade cerebral, com a morte declarada às 18h42.
Últimas Notícias
sábado, 25 de fevereiro de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
MotoGP
F1
Nascar
F1
F1
Superbike
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook