12h de Sebring
22/03/2015 11:50

Ao lado de Barbosa e Bourdais, Fittipaldi vence e se torna primeiro brasileiro ganhador das 12 Horas de Sebring

Atuais campeões na United SportsCar, Christian Fittipaldi e João Barbosa, ainda ao lado Sébastien Bourdais, faturaram as 12 Horas de Sebring neste sábado (22). Com a vitória, Fittipaldi se tornou o primeiro brasileiro a vencer a tradicional prova de longa duração
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro
Aos campeões o que for dos campeões. O trio formado pelos atuais conquistadores da United SportsCar, Christian Fittipaldi e João Barbosa, mais Sébastien Bourdais, venceu as 12 Horas de Sebring, segunda etapa da temporada da categoria, na classificação geral. Assim, Fittipaldi se torna o primeiro brasileiro a vencer a prova.
 
Não foi a vitória mais disputada do mundo. Fittipaldi/Barbosa/Bourdais já liderava na segunda das 12 horas da corrida. Durante a nona hora, abriram mais de uma confortável volta. Dessa forma, o trio da Action Express não deu qualquer chance de ser batido pela vitória.
 
Para ficar com a segunda colocação, os irmãos Ricky e Jordan Taylor, ao lado de Max Angelelli, precisaram superar problemas de freios que enfrentaram em dado momento da prova de longa duração. Foi Ricky quem assumiu o segundo lugar após a penúltima sequência de paradas nos boxes. Primeiro ele passou Richard Westbrook e, em seguida, Scott Dixon.
O carro #5 da Action Express, vitorioso das 12 Horas de Sebring de 2015 (Foto: Divulgação)
Assim como os dois primeiros colocados, o terceiro, formado por Westbrook, Michael Valiante e Mike Rockenfeller, também acelerava um protótipo Corvette. Foi bem no final que eles conseguiram superar a Ganassi de Dixon, Marshall Pruet e Joey Hand, quarto colocados.
 
Entre os protótipos LMP2, o mais rápido foi o #57 Krohn, pilotado por Olivier Pla, Nic Jonsson e Tracy Krohn, que ocupou a oitava colocação geral. Bem no início, enquanto Pla guiava o protótipo pela primeira vez, o carro chegou a liderar, mas não pôde manter o ritmo e terminou com seis voltas de defasagem.
 
Na categoria GT Le Mans, o mesmo trio vencedor de Daytona voltou a vencer: Ryan Briscoe, Jan Magnussen e Antonio García. Já o trio formado pelo brasileiro Augusto Farfus, Dick Werner e Bill Auberlen teve problemas na suspensão traseira e foi apenas o oitavo mais rápido da categoria.
 
A pancada forte das 12 Horas de Sebring ficou por conta de outro brasileiro, Oswaldo Negri, que bateu forte durante a segunda hora da prova. Apesar de força da batida, Negri foi liberado do Centro Médico da pista logo após uma rápida checagem.
 

Últimas Notícias
terça-feira, 17 de janeiro de 2017
Indy
F1
F1
Indy
F-E
F1
F1
World Series
F1
F1
Warm Up
F1
F1
segunda-feira, 16 de janeiro de 2017
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook