12h de Sebring
22/03/2015 11:50

Ao lado de Barbosa e Bourdais, Fittipaldi vence e se torna primeiro brasileiro ganhador das 12 Horas de Sebring

Atuais campeões na United SportsCar, Christian Fittipaldi e João Barbosa, ainda ao lado Sébastien Bourdais, faturaram as 12 Horas de Sebring neste sábado (22). Com a vitória, Fittipaldi se tornou o primeiro brasileiro a vencer a tradicional prova de longa duração
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro
Aos campeões o que for dos campeões. O trio formado pelos atuais conquistadores da United SportsCar, Christian Fittipaldi e João Barbosa, mais Sébastien Bourdais, venceu as 12 Horas de Sebring, segunda etapa da temporada da categoria, na classificação geral. Assim, Fittipaldi se torna o primeiro brasileiro a vencer a prova.
 
Não foi a vitória mais disputada do mundo. Fittipaldi/Barbosa/Bourdais já liderava na segunda das 12 horas da corrida. Durante a nona hora, abriram mais de uma confortável volta. Dessa forma, o trio da Action Express não deu qualquer chance de ser batido pela vitória.
 
Para ficar com a segunda colocação, os irmãos Ricky e Jordan Taylor, ao lado de Max Angelelli, precisaram superar problemas de freios que enfrentaram em dado momento da prova de longa duração. Foi Ricky quem assumiu o segundo lugar após a penúltima sequência de paradas nos boxes. Primeiro ele passou Richard Westbrook e, em seguida, Scott Dixon.
O carro #5 da Action Express, vitorioso das 12 Horas de Sebring de 2015 (Foto: Divulgação)
Assim como os dois primeiros colocados, o terceiro, formado por Westbrook, Michael Valiante e Mike Rockenfeller, também acelerava um protótipo Corvette. Foi bem no final que eles conseguiram superar a Ganassi de Dixon, Marshall Pruet e Joey Hand, quarto colocados.
 
Entre os protótipos LMP2, o mais rápido foi o #57 Krohn, pilotado por Olivier Pla, Nic Jonsson e Tracy Krohn, que ocupou a oitava colocação geral. Bem no início, enquanto Pla guiava o protótipo pela primeira vez, o carro chegou a liderar, mas não pôde manter o ritmo e terminou com seis voltas de defasagem.
 
Na categoria GT Le Mans, o mesmo trio vencedor de Daytona voltou a vencer: Ryan Briscoe, Jan Magnussen e Antonio García. Já o trio formado pelo brasileiro Augusto Farfus, Dick Werner e Bill Auberlen teve problemas na suspensão traseira e foi apenas o oitavo mais rápido da categoria.
 
A pancada forte das 12 Horas de Sebring ficou por conta de outro brasileiro, Oswaldo Negri, que bateu forte durante a segunda hora da prova. Apesar de força da batida, Negri foi liberado do Centro Médico da pista logo após uma rápida checagem.
 

Últimas Notícias
sábado, 25 de março de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
sexta-feira, 24 de março de 2017
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook