12h de Sebring
17/03/2013 05:51

Di Grassi revela problema no Kers do Audi e-tron quattro e diz que poderia ter vencido nas 12h de Sebring

O brasileiro Lucas Di Grassi protagonizou um dos momentos mais emocionantes da corrida desde sábado ao ultrapassar o colega de Audi Oliver Jarvis
Warm Up, de Sebring
RENAN DO COUTO, de Sebring

A tranquilidade demonstrada por Lucas Di Grassi após as 12 Horas de Sebring passa a impressão da sensação de dever cumprido. Após a corrida mais longa de sua carreira até aqui, a primeira como piloto oficial da Audi, o brasileiro ficou feliz com o resultado e com o equilíbrio entre os dois protótipos de Ingolstadt, apesar de pensar que poderia ter conquistado mais do que o segundo lugar.

Após 12h e 364 voltas ao redor do circuito de Sebring, a diferença entre o e-tron quattro #1 e o e-tron quattro #2 foi de somente 7s6. E, não fosse um problema no Kers, “teria sido difícil ter perdido essa corrida”, declarou Di Grassi em entrevista ao Grande Prêmio.

Di Grassi liderou a prova até duas horas do fim (Foto: Facebook/Audi)

Desde o começo da prova que o protótipo que divide com Tom Kristensen e Allan McNish estava apresentando alguns problemas eletrônicos, revelou o piloto. Para piorar, uma punição recebida por McNish resultou na perda de quase 1min30s.

Mesmo assim, na hora de pesar os pontos positivos e negativos na balança, Di Grassi saiu bem contente. “Foi o começo de um aprendizado. Os pontos de acerto e de estratégia são bem diferentes do que estou acostumado. Não necessariamente o que faz o carro rápido por dez voltas vai fazer a corrida inteira”, falou.

Andar depois do pôr do sol foi outra experiência valiosíssima. “Para mim, foi muito bom. É tudo diferente: os pontos de referência mudam, o jeito que você ultrapassa, que sinaliza que vai ultrapassar, você não consegue ver se tem sujeira ou não. Isso tudo atrapalha”, explicou o paulista.

“Estou com 100% de aproveitamento em pódio na Audi, por enquanto, não posso reclamar”, completou. Di Grassi volta à pista em maio, na segunda etapa do WEC, as 6 Horas de Spa-Francorchamps, na Bélgica. Um mês depois será a vez das 24 Horas de Le Mans, na França. Nessas corridas, ele terá novos companheiros de equipe: Oliver Jarvis e Marc Gené.

O Grande Prêmio cobre ‘in loco’ as 12 Horas de Sebring, etapa da American Le Mans Series, com o repórter Renan do Couto


Últimas Notícias
sábado, 19 de agosto de 2017
Indy
Seletiva BR
Indy
F3
Rali
Indy
Indy
Nascar
Indy
F3
F3
DTM
Indy
Superbike
F1
Galerias de Imagens
Facebook