12h de Sebring
16/03/2013 00:41

Fässler e McNish batem recorde da pista de Sebring e vibram com batalha apertada na classificação

A briga entre os dois carros da Audi pela pole-position para as 12 Horas de Sebring foi boa e terminou com uma diferença mínima separando Marcel Fässler, o vencedor, de Allan McNish, o perdedor
Warm Up, de Sebring
RENAN DO COUTO, de Sebring

“O que são 10 cm após 6 km?”, indagou Allan McNish. Assim o escocês definiu a briga que protagonizou com o companheiro de Audi Marcel Fässler pela pole-position para as 12 Horas de Sebring. Na corrida deste sábado (16), é o tcheco quem vai largar na frente.

Prova de quão boa foi a disputa é que ambos superaram em mais de 1s o recorde de classificação da pista (1min44s974), registrado em 2007 por Marco Werner, ex-piloto da Audi. No fim das contas, a diferença entre Fässler e McNish foi de nove milésimos. O novo recorde é 1min43s886. Em corrida, a melhor marca já registrada pertence a Sébastien Bourdais, que correu pela Peugeot em 2009: 1min43s274. É bem possível que os e-tron quattro quebrem mais esse tabu neste fim de semana.

(Foto: Facebook/Audi)

Vencedor do duelo, Fässler comemorou. “Não importa qual tenha sido a distância, o importante é estar na frente no fim”, declarou ao Grande Prêmio. “Foi uma boa classificação. A volta foi muito boa e a briga entre Allan e eu foi muito apertada, nove milésimos de segundo nos separaram, mas estou feliz por ter batido ele”, continuou.

Apesar da derrota e de uma pontinha de desapontamento, McNish também mostrou empolgação. “Foi uma boa batalha. Eu estava rápido, foi o melhor tempo em classificações aqui em Sebring. Eu estou feliz com a minha performance, apenas um pouco desapontado por Marcel ter sido nove milésimos de segundo mais rápido”, falou o escocês ao GP.

Tanto Fässler, quanto McNish disseram que o balanço do e-tron quattro está melhor para uma situação de corrida do que para a tomada de tempos. "Saía um pouquinho de frente", apontou o segundo colocado no grid.

E, se McNish já venceu quatro vezes as 12 Horas de Sebring, Fässler espera colocar seu nome na lista de vencedores no ano em que a Audi se despede da prova. “Espero que possamos brigar pela vitória. Vamos entrar para a história se vencermos a última corrida de LMP1 em Sebring. Espero colocar meu nome e o da equipe nessa lista”, finalizou.

A largada para a 61ª edição das 12 Horas de Sebring acontece às 11h45 (de Brasília) deste sábado. Fässler, no Audi #1, vai dividir o carro com Benoît Tréluyer e Oliver Jarvis. McNish tem como parceiros no Audi #2 Tom Kristensen, maior vencedor da prova, e o brasileiro Lucas Di Grassi.

O Grande Prêmio cobre ‘in loco’ as 12 Horas de Sebring, etapa da American Le Mans Series, com o repórter Renan do Couto


Últimas Notícias
segunda-feira, 16 de outubro de 2017
MotoGP
Seletiva BR
Copa Grande Prêmio
F1
F1
Copa Grande Prêmio
F1
F1
MotoGP
F1
F1
MotoGP
Nascar
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook