Brasileiro de Marcas
05/06/2016 14:14

Nonô segura pressão de Casagrande e fecha fim de semana do Brasileiro de Marcas com vitória em Santa Cruz do Sul

Com o Chevrolet Cruze #11, Nonô Figueiredo usou e abusou da experiência ao segurar a pressão de Gabriel Casagrande desde o começo da corrida, mas cruzou a linha de chegada na frente e comemorou a vitória na corrida 2, sendo o sexto vencedor diferente nas seis provas do campeonato. Gustavo Martins terminou em nono, uma posição à frente de Guilherme Salas, e segue líder da temporada
Warm Up, de Santa Cruz do Sul
FERNANDO SILVA, de Santa Cruz do Sul
Nonô Figueiredo fechou no topo do pódio o fim de semana da terceira etapa da temporada 2016 do Brasileiro de Marcas. A corrida que fechou a rodada dupla em Santa Cruz do Sul, na manhã deste domingo (5) chegou a ser adiada em razão da densa neblina na região do autódromo gaúcho, mas acabou sendo realizada sem problemas. Na prova, Nonô tirou proveito de uma confusão na primeira curva, passou William Starostik e, na base da experiência, segurou a pressão de Guilherme Salas para cruzar a linha de chegada na frente após 18 voltas. 
 
Statostik completou o pódio e terminou em terceiro. Assim, o top-3 teve a Chevrolet no topo, graças ao triunfo de Nonô, e a Renault com o segundo lugar de Casagrande e o terceiro de Starostik. A marca francesa confirmou a boa forma depois de vencer com Guilherme Salas no último sábado.
 
Nonô foi o sexto vencedor diferente em seis corridas disputadas até agora na temporada. Tal equilíbrio também se reflete na classificação do campeonato. Gustavo Martins, que terminou a prova deste domingo em nono, soma agora 96 pontos, apenas dois a mais em relação a Casagrande. Thiago Marques aparece com 88, seguido por Vicente Orige, empatado com Nonô, ambos com 79.
 
A quarta rodada dupla da temporada está marcada para os dias 25 e 26 de junho, no último fim de semana do mês, em Tarumã, também no Rio Grande do Sul.
Nonô Figueiredo faturou mais uma vitória no Brasileiro de Marcas (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
Saiba como foi a corrida 2 do Brasileiro de Marcas em Santa Cruz do Sul
 
A pole-position em Santa Cruz do Sul, obedecendo a regra do grid invertido, foi de Ricardo Gargiulo, parceiro de Renan Guerra no Chevrolet Cruze #55. A posição foi herdada depois que Daniel Kaefer foi punido na corrida 1 e perdeu o quinto lugar. Guerra subiu para oitavo e garantiu a pole para o parceiro na manhã deste domingo. 
 
Mas foi uma largada conturbada, com vários pilotos escapando na curva 1 do circuito gaúcho. O incidente acabou entrando em investigação por parte da direção de prova, mas os comissários consideraram como ‘largada ok’. De pole, Gargiulo caiu para 13º. Quem levou a melhor foi William Starostik, que pulou para a ponta, ultrapassando também Nonô Figueiredo. Outro que ficou para trás foi Guilherme Salas, vencedor da corrida de sábado, que caiu de oitavo para 11º.
 
Na sequência, Nonô tomou a ponta de Starostik na base da experiência. Casagrande também fez a ultrapassagem e subiu para segundo, deixando Starostik em terceiro, seguido por Daniel Kaefer e Thiago Marques, que fechava o top-5.
 
Com o passar das voltas, Nonô tinha de lidar não só com a pressão de Casagrande, mas também com a baixa temperatura do asfalto, que estava com apenas 14ºC. 
 
Mais atrás, Salas se recuperava bem e se colocava definitivamente na condição de grande nome do fim de semana. O piloto de Jundiaí avançava para sétimo lugar depois de passar Fabio Carbone e lutava com Carlos Souza pelo sexto lugar. Duelo entre Honda e Renault em Santa Cruz do Sul. Gustavo Martins, líder do campeonato, vinha em décimo.
 
Na volta 8, Salas emparelhou com Souza, que vinha por dentro, e tentou a ultrapassagem para ganhar a sexta colocação. Mas os dois pilotos se tocaram, com Salas levando a pior. O jovem da Greco-Renault rodou e ficou parado na grama antes de retornar à pista. Já o piloto da Honda seguiu normalmente seu curso. O incidente passou a ser investigado pela direção de prova, mas os comissários não puniram nenhum dos dois.
 
Enquanto Nonô rumava para a vitória e segurava a pressão de Casagrande em Santa Cruz, Salas vinha em décimo ao superar Marcelo di Tripa. Mais atrás, Patrick Choate, parceiro de Luiz Razia no Toyota Corolla #33 da RZ, lutava com Thiago Klein, da Paraguay Racing, também com um Toyota Corolla.
 
A corrida também tinha um duelo entre o Ford Focus de Felipe Tozzo, que vinha em oitavo, e Gustavo Martins, que buscava ao menos somar pontos importantes na sua luta pelo título. Mas Martins não conseguiu fazer a ultrapassagem.
 
No fim das contas, após 18 voltas, Nonô até conseguiu abrir alguma vantagem e segurou Casagrande para cruzar a linha da chegada e vencer em Santa Cruz do Sul. Foi um triunfo que mostra o equilíbrio da categoria, que tem seis vencedores diferentes nas seis corridas desta temporada. Casagrande fechou em segundo, 1s839 atrás de Nonô, enquanto Statostik completou o pódio, formado pela Chevrolet no topo e a Renault em dose dupla.
 
A quarta etapa da temporada 2016 do Brasileiro de Marcas está marcada para os dias 25 e 26 de junho, em Viamão, também no Rio Grande do Sul.
PADDOCK GP #31 DEBATE F1, INDY E NASCAR

Últimas Notícias
domingo, 26 de fevereiro de 2017
F1
Superbike
MotoGP
sábado, 25 de fevereiro de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
MotoGP
F1
Nascar
F1
F1
Superbike
Galerias de Imagens
Facebook