Brasileiro de Marcas
20/11/2016 09:30

Salas faz prova impecável para conquistar vitória dominante na corrida 2 do Brasileiro de Marcas em Curvelo

Guilherme Salas soube bem o que fazer na corrida 2 do Brasileiro de Marcas neste domingo (2). Neste domingo, o piloto largou da pole-position, manteve boa vantagem ao longo da corrida e recebeu a bandeira quadriculada na primeira posição. Nonô Figueiredo foi o segundo, com Vicente Orige completando o pódio
Warm Up
NATHÁLIA DE VIVO, de São Paulo
Não deu para ninguém no Circuito dos Cristais. Na manhã deste domingo (20), Guilherme Salas fez boa saída, manteve sua boa vantagem durante toda a prova e cruzou a linha de chegada na primeira colocação.
 
Na segunda corrida do final de semana do Brasileiro de Marcas em Curvelo, foi Guilherme Salas quem largou da pole-position. Quem saia ao seu lado era Nonô Figueiredo.
 
A primeira disputa do dia no Circuito dos Cristais foi marcada por bom tempo no circuito. Além de sol forte, as temperaturas estavam bastante agradáveis no novo autódromo brasileiro.
 
Assim que a largada foi autorizada, Salas conseguiu se manter na ponta e manter a primeira posição do pelotão. Nonô também conseguiu ficar atrás do ponteiro, enquanto Choate, que estava em terceiro, quase acertou o muro. No entanto, sem grandes problemas, voltou para o traçado em 14º.
Guilherme Salas em Curvelo (Foto: Duda Bairros/Vicar)

Quem fez uma grande saída de prova foi Gabriel Casagrande, que tem provado estar adaptado ao Circuito dos Cristais. Após vencer no sábado, acabou largando em oitavo no domingo. O piloto, no entanto, não encontrou problemas, e logo na primeira volta da disputa ele pulou para o terceiro posto.
 
Enquanto isso, na frente, o titular da Greco mostrava grande ritmo na prova. O competidor do carro #21 já anotava uma vantagem de 1s197 para o adversário do Chevrolet #11. Casagrande era terceiro, com Beto Monteiro e Felipe Tozzo completando o top-5.
 
Na volta 3, um toque aconteceu entre Tozzo e Monteiro. O piloto do carro #57 foi tentar ultrapassar o competidor do #55, que acabou tocando o Ford. Ele acabou espalhando e quase escapando da pista, mas no fim perdeu apenas duas posições.
 
Após a grande ação vista no início da disputa em Curvelo, as posições começaram a se manter no pelotão. Salas seguia em primeiro, seguido por Nonô, Casagrande, Vicente Orige e Carlos Souza.
 
No sétimo giro, enfim, Casagrande alcançou Figueiredo. A distância agora era de apenas 0s2, e o titular da C2 Team começou a dar investidas em cima do adversário da Onze Motorsports. Com pontuação empatada na classificação, Nonô fazia de tudo para barrar o jovem piloto.
 
De repente, com seis minutos para as bandeiras quadriculadas tremularem no circuito, Casagrande se encontrou com problemas. O piloto vinha lento na pista e começou a perder posições no pelotão, até que parou totalmente no traçado.
 
Na reta final da corrida, poucas coisas mudavam no traçado. Salas já sustentava uma vantagem superior a 3s em cima de Nonô, que também estava mais de 6s à frente de Orige, o terceiro colocado. As coisas acabaram terminando deste jeito em Curvelo.

Últimas Notícias
quinta-feira, 19 de outubro de 2017
MotoGP
MotoGP
quarta-feira, 18 de outubro de 2017
Indy
F1
MotoGP
F1
F1
Seletiva BR
MotoGP
F1
MotoGP
Copa Grande Prêmio
Stock Car
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook