Brasileiro de Turismo
12/12/2016 05:30

Bicampeão do Brasileiro de Turismo, Campos celebra “temporada sensacional”, mas coloca futuro em dúvida

Márcio Campos se sagrou bicampeão do Brasileiro de Turismo e mostrou que é um dos bons nomes no automobilismo brasileiro. O gaúcho, porém, ainda não sabe como será seu 2017
Warm Up, de Interlagos
GABRIEL CURTY, de Interlagos
PEDRO HENRIQUE MARUM, de Interlagos
 

Márcio Campos provou em 2016 que é, sim, um dos bons pilotos do automobilismo brasileiro. Após ter muito sucesso no Mercedes-Benz Challenge, o gaúcho brilhou no Brasileiro de Turismo, sacramentando o bicampeonato consecutivo neste domingo (11). Porém, o futuro de Campos segue incerto e o piloto não está tão confiante assim acerca das possibilidades.
 
Márcio exaltou o trabalho do time ao GRANDE PRÊMIO e recordou que o ritmo de classificação cresceu muito na metade final da temporada. 
 
"A temporada foi sensacional. A parte final do campeonato a gente dominou. Nas quatro últimas etapas a gente fez três poles e a de sábado só não veio por detalhe", disse. 
 
Para Campos, seu desempenho foi ainda melhor que no ano de seu primeiro título, quando chegou em Interlagos com folga maior na classificação do campeonato. Quem também subiu de rendimento foi a Motortech, sua equipe e time de Gabriel Robe, seu grande rival na temporada.
 
"Meu desempenho eu diria que foi muito melhor que o do ano passado, quando tive bem mais folga na prova final. Acho que a Motortech se consolidou nessa prova como a grande equipe da categoria", afirmou.
Márcio Campos festeja com a Motortech o título do Brasileiro de Turismo (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
A única coisa que incomoda o agora bicampeão é a falta de perspectiva no automobilismo. Campos se queixou da falta de oportunidades de ingressar na Stock Car, o que seria o caminho natural para um cara de sucesso no Brasileiro de Turismo.
 
"Não estou muito satisfeito com o automobilismo. Eu sou atual campeão da categoria e não tive oportunidade de subir para a Stock. Provavelmente ano que vem será igual pelo que eu estou vendo", admitiu.
 
Márcio deixou claro que, para 2017, só duas opções lhe agradam: subir para a Stock Car ou receber para correr mais um ano no Brasileiro de Turismo.
 
"Se for do jeito que eu fiz esse ano, não vou fazer o campeonato de novo, prefiro ficar parado. Ou eu ganho dinheiro com o Brasileiro de Turismo ou eu subo para a Stock. Se não acontecer isso, vou ficar parado no ano que vem", contou.
 
Por outro lado, Robe mostrou que ainda quer fazer bastante dentro do Brasileiro de Turismo, falando em buscar o título da categoria.
 
"A temporada foi muito boa, consistente. Quatro vitórias, fui um dos que mais ganhei corridas, então não tenho o que reclamar da temporada. Em alguns detalhes a equipe e eu falhamos, então serve de aprendizado. É só minha segunda temporada, admito que eu tenho muito a evoluir ainda, a cada ano. E continuar brigando por esse título", disse.



Últimas Notícias
sexta-feira, 23 de junho de 2017
Indy
F2
Indy
Indy
Indy
F1
F1
Indy
MotoGP
F1
F1
F1
F1
Indy
F1
Galerias de Imagens
Facebook