Brasileiro de Turismo
10/12/2016 05:00

Campos, Robe, Cozzi, Coelho e Rimbano: quem são os candidatos ao título da temporada do Brasileiro de Turismo

O Brasileiro de Turismo chega à prova final em Interlagos com cinco candidatos ao título. Com pontuação dobrada na etapa paulista, Márcio Campos, Gabriel Robe, Marco Cozzi, Edson Coelho e Pietro Rimbano lutam pelo caneco
Warm Up, de Interlagos
GABRIEL CURTY, de Interlagos
 

O Brasileiro de Turismo chega à última prova de 2016 com a briga pelo caneco em aberto. Por conta da pontuação dobrada, cinco pilotos ainda têm chances matemáticas de título neste final de semana em Interlagos.
 
Líder do campeonato, Márcio Campos só depende de si mesmo para conquistar o bicampeonato. Companheiro de Motortech, Gabriel Robe também só precisa de uma vitória. Enquanto isso, combinações mais complicadas colocam Marco Cozzi, Edson Coelho e Pietro Rimbano no bolo. 
 
A corrida que define o grande campeão da temporada 2016 do Brasileiro de Turismo acontece no domingo, abrindo as atividades em Interlagos. O GRANDE PRÊMIO apresenta os cinco postulantes ao título.
Márcio Campos lidera o campeonato e só depende de si para ser bicampeão (Foto: Duda Bairros)
Nome:
Márcio Campos
Idade: 30 anos
Cidade: Farroupilha, Rio Grande do Sul
Principais resultados: Tricampeão do Mercedes-Benz Challenge e Campeão do Brasileiro de Turismo em 2015.
Resultados no Brasileiro de Turismo: 12 vitórias, 5 poles e 22 pódios
Classificação na temporada: 1º (187 pontos - 4 vitórias e 3 poles)
 
Como avalia a temporada até aqui?
 
A temporada é muito boa, o desempenho é muito bom. Eu esperava estar melhor em questão de pontuação, levando em conta o desempenho que eu considero ser ainda melhor que o do ano passado. A gente está sempre rápido de classificação, então acho que o desempenho está muito bom.
 
Qual é a sua estratégia para a final?
 
Vencer a corrida. Acho que a diferença de quatro pontos é muito pequena, então minha mentalidade é de fazer a pole e buscar a vitória. O histórico desse campeonato e a última etapa mostraram que as coisas são bastante conturbadas, tem bastante acidente, confusão... então, a melhor maneira de sair fora disso é largando na frente.
 
Quem você acha que é seu maior adversário?
 
Gabriel Robe, com certeza. Ele tem feito um campeonato sensacional. É meu companheiro de equipe e também meu principal adversário.
 
Quais seus planos para 2017?
 
Meu plano é sempre subir para a Stock Car, mas não tenho uma perspectiva muito boa. A crise acabou afetando muito os negócios, não tenho nada definido. Mas, vamos ver, ou eu fico aqui ou vou para a Stock Car.
Gabriel Robe é o segundo colocado com quatro pontos a menos que o companheiro (Foto: Victor Eleuterio)
Nome:
Gabriel Robe
Idade: 19 anos
Cidade: Pelotas, Rio Grande do Sul
Principais resultados: Bicampeão Brasileiro e Campeão Sul-Americano de Kart.
Resultados no Brasileiro de Turismo: 4 vitórias, 1 pole e 12 pódios
Classificação na temporada: 2º (183 pontos - 4 vitórias e 1 pole)
 
Como avalia a temporada até aqui?
 
A temporada é muito boa. Chegar disputando o título com chances reais de ser campeão prova que ela foi muito boa. Tive alguns altos e baixos, algumas quebras que me deixaram um pouco menos confortável, mas não tenho do que me queixar, foi um belo ano.
 
Qual é a sua estratégia para a final?
 
A estratégia é fazer o meu papel. Se eu ganhar a corrida, não vou depender do resultado de nenhum outro piloto, então a estratégia do final de semana é acertar o carro da melhor forma possível para sair daqui campeão.
 
Quem você acha que é seu maior adversário?
 
Meu principal adversário é o Márcio Campos, meu companheiro de equipe. Estou só quatro pontos atrás dele, então, nossa amizade de pista desses últimos dois anos fica um pouco de lado agora, mas o respeito sempre continua o mesmo. Agora tem um campeonato em jogo e nós vamos com tudo para buscar esse título.
 
Quais seus planos para 2017?
 
Acredito que os planos de todos os pilotos do grid do Brasileiro de Turismo são os mesmos: chegar à Stock Car. A gente está trabalhando para alcançar esse objetivo mas, caso ele não se concretize, espero ficar no Brasileiro de Turismo, que é uma categoria muito disputada e com pilotos de alto nível. Vamos ver o que aparece depois dessa final.
Marco Cozzi é terceiro com uma corrida pro fim da temporada (Foto: Victor Eleuterio)
Nome: Marco Cozzi
Idade: 35 anos
Cidade: São Paulo, São Paulo
Principais resultados: Vice-campeão do Brasileiro de Turismo em 2013
Resultados no Brasileiro de Turismo: 6 vitórias, 2 poles e 18 pódios
Classificação na temporada: 3º (162 pontos)
 
Como avalia a temporada até aqui?
 
A temporada é boa. Consegui fazer o ano inteiro sem cometer erros, mas acabamos tendo quatro erros da equipe que nos impossibilitou de estar em primeiro e bem mais afastados no campeonato. Mas foi um campeonato bom, trabalhamos muito, era um trabalho novo. Viemos praticamente de último como equipe e estamos aí disputando o título.
 
Qual é a sua estratégia para a final?
 
A estratégia agora é ganhar em casa, já que não vencemos esse ano. Agora queremos pole e vitória em casa, já que não depende mais só da gente. Precisamos fazer a nossa parte, ganhar aqui de qualquer jeito.
 
Quem você acha que é seu maior adversário?
 
Márcio Campos.
 
Quais seus planos para 2017?
 
Ano que vem eu quero participar de dois campeonatos. Espero correr no Turismo e também na Porsche, agregar mais uma categoria.
Edson Coelho é quarto com uma corrida pro fim da temporada (Foto: Fernanda Freixosa)
Nome: Edson Coelho 
Idade: 22 anos
Cidade: João Monlevade, Minas Gerais 
Principais resultados: Campeão Mineiro de Kart, terceiro lugar no Mercedes-Benz Challenge e terceiro lugar no Brasileiro de Turismo
Resultados no Brasileiro de Turismo: 2 vitórias, 1 pole e 15 pódios
Classificação na temporada: 4º lugar (159 pontos - 2 vitórias e 1 pole)
 
Como avalia a temporada até aqui?
 
A temporada foi positiva. Não chegamos com os resultados que a gente esperava na final por conta de algumas adversidades, principalmente depois da corrida de Interlagos. Eu tive três resultados muito ruins e cheguei aqui em condições desfavoráveis. Mas, de modo geral, foi uma temporada bacana.
 
Qual é a sua estratégia para a final?
 
É vencer a qualquer custo. Dependo de uma combinação de resultados, mas eu quero fazer a minha parte. Minha expectativa é de ganhar a corrida e, se Deus quiser, vou brigar pelo título.
 
Quem você acha que é seu maior adversário?
 
Esse ano não tem como pontuar quem é o maior adversário. Lógico que, pela pontuação, o Márcio e o Robe são os que eu preciso me preocupar mais, mas, entre eles, é muito difícil falar algo. São dois pilotos muito rápidos.
 
Quais seus planos para 2017?
 
Continuar na pista. Tenho convites inclusive para estar na Stock Car, esse é o principal objetivo. O que me impede de concretizar isso é o apoio financeiro, então é o que eu estou buscando, estou atrás de patrocínio para concretizar minha ida para a Stock em 2017.
Pietro Rimbano é quinto, mas ainda pode buscar o caneco (Foto: Fabio Davini)
Nome: Pietro Rimbano
Idade: 18 anos
Cidade: São Paulo, São Paulo
Principais resultados: Campeão da Seletiva de Kart Petrobras 2014 e campeão da Sprint Race 2015
Resultados no Brasileiro de Turismo: 1 vitória e 5 pódios 
Classificação na temporada: 5º lugar (150 pontos - 1 vitória)
 
Como avalia a temporada até aqui?
 
Gostei bastante. É um ano de adaptação, eu ainda não conhecia o carro do Brasileiro de Turismo, mas consegui me dar super bem na categoria. Consegui uma vitória, estou na briga pelo título, então acho que é um ano bem legal. É só meu segundo ano de carro, aprendi bastante.
 
Qual é a sua estratégia para a final?
 
A estratégia eu acho que é a mesma para todo mundo: chegar na frente dos outros, marcar o máximo de pontos possível e acabar o ano com uma vitória.
 
Quem você acha que é seu maior adversário?
 
Os quatro são muito bons. Todos podem ganhar corridas, levar o título, enfim. Acho que tenho quatro grandes adversários.
 
Quais seus planos para 2017?
 
Ainda não sei, estou negociando com várias equipes e patrocinadores, mas pretendo ficar mais um ano no Brasileiro de Turismo e, quem sabe, em 2018 tentar uma vaga na Stock Car.
 

Últimas Notícias
quinta-feira, 17 de agosto de 2017
F1
Nascar
MotoGP
Copa Grande Prêmio
F1
F1
Stock Car
F1
F1
F1
F1
F-E
F1
quarta-feira, 16 de agosto de 2017
F1
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook