Brasileiro de Turismo
19/11/2016 19:48

Campos vibra com vitória “no traçado mais difícil do Brasil” e Robe mira retomar liderança do Brasileiro de Turismo

A batalha pelo título do Brasileiro de Turismo está mais acirrada a cada etapa. Depois do desfecho da primeira corrida do fim de semana no Circuito dos Cristais, Márcio Campos retomou a liderança do campeonato, mas agora está apenas um ponto à frente de Gabriel Robe, seu companheiro de equipe na Motortech
Warm Up, de Curvelo
FERNANDO SILVA, de Curvelo
 
Com a realização da primeira corrida da rodada dupla de Curvelo, realizada na tarde deste sábado (19) e vencida pelo gaúcho Márcio Campos, restam apenas duas provas para o fim da temporada 2016 do Brasileiro de Turismo. E mesmo com tão pouco para o desfecho do campeonato, nada menos do que cinco pilotos ainda estão matematicamente na briga pelo título: além de Campos, o novo líder do campeonato, Gabriel Robe, um ponto atrás, Marco Cozzi, Edson Coelho e Pietro Rimbano, que ostentam chances matemáticas de faturar a taça.
 
Mas está claro que o favoritismo está todo com a dupla da Motortech. Campos brilhou na primeira corrida do Brasileiro de Turismo no Circuito dos Cristais e venceu de ponta a ponta. O que não significa que a disputa tenha sido fácil. Gabriel Robe esteve sempre por perto e apertou o ritmo nas voltas finais, a ponto de tentar esboçar uma ultrapassagem, mas Campos acabou sendo melhor sucedido e sustentou a liderança até o fim.
 
Pouco depois do fim da corrida, Campos falou com o GRANDE PRÊMIO e expressou sua satisfação em meio a tantas dificuldades. “Este é o traçado mais difícil do Brasil, totalmente diferente do que tem por aí, exige muito do piloto... também tem um calor excessivo, e tudo isso acaba tornando a corrida desgastante. Mas o safety-car deu uma aliviada [risos]”, comentou.
Márcio Campos comemora mais uma vitória e a liderança da temporada (Foto: Duda Bairros/Vicar)
“Aqui o cara não pode cometer erros, se colocar a roda para fora da pista, a corrida pode acabar ali. Então tem de estar muito concentrado. Conseguimos fazer uma corrida boa, eu e o Robe, num ritmo mais rápido que os outros. Agora é pensar no amanhã, largando em quinto e sexto, e vamos ver o que acontece”, disse o novo líder do campeonato.
 
Para domingo, quando vai largar em sexto lugar, considerando a regra do grid invertido em relação aos seis primeiros da corrida 1, Márcio prefere a cautela e quer esperar para ver. “Essas largadas invertidas são muito complicadas... me dei mal em várias, então não dá para prever nada, só na largada vai dar para saber. Mas quem conseguir fazer limpa essa primeira curva e não perder posição vai levar muita vantagem, já que nesta pista as disputas fazem perder muito ritmo, então quem conseguir se livrar rápido, manter a vantagem, aí vai ter mais condições de disputar a vitória”, complementou.
Gabriel Robe terminou em segundo, bem perto de Campos, e está agora um ponto atrás do colega (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Por outro lado, Robe ainda está muito dentro da briga pelo título. E baseia sua confiança no fato de largar à frente de Campos na corrida 2. Gabriel vai largar em quinto lugar e vai dividir a terceira fila com seu companheiro de Motortech.
 
“Chegamos como líder do campeonato, depois da corrida ficamos um ponto atrás do Márcio. Foi mais ou menos a mesma situação de Curitiba. Então amanhã é uma nova corrida, largo de quinto, ele de sexto, talvez possa ter alguma vantagem sobre isso; corrida com parada de boxes, uso do push, então acredito que dá para retomar a liderança do campeonato e chegar em Interlagos com alguma vantagem sobre o Márcio”, disse.
 
“É uma pista nova, com 18 curvas, e mesmo assim são poucos os pontos de ultrapassagem. Então é focar o máximo possível em somar pontos para o campeonato”, complementou Robe.
 

Últimas Notícias
sábado, 29 de abril de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Superbike
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook