DTM
19/10/2016 15:07

Audi lembra punição por erro de GPS e mostra frustração com título 'tirado' de Mortara: “É muito difícil digerir”

O chefe da Audi, Dieter Gass, não terminou a temporada satisfeito com os títulos de Montadoras e Equipes conquistados pela Audi: o de Pilotos, para ele, deveria ter sido de Edoardo Mortara não fosse uma punição extremamente infeliz atribuída a ele na Holanda
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

A Audi ainda não aceitou ter perdido o Campeonato de Pilotos do DTM. Depois de Edoardo Mortara terminar o campeonato vencendo em Hockenheim no último final de semana, mas mesmo assim quatro pontos distante do campeão, Marco Wittmann, da BMW, o chefe da Audi, Dieter Gass, deixou claro que considera o campeonato perdido por conta de uma penalização desastrosa dada a Mortara na Holanda.
 
Gass lembrou da punição que Mortara sofreu em julho, na etapa de Zandvoort. Ele e outro piloto da fábrica das três argolas, Nico Müller, foram punidos por excederem o limite de velocidade durante o acionamento do safety-car virtual. Depois da corrida, porém, o DMSB, órgão máximo do automobilismo alemão, admitiu que os dados que renderam punição aos dois foram "prováveis falhas" do GPS da direção de prova. A punição de Zandvoort ceifou oito pontos de Mortara.
 
Assim, apesar de comemorar o título das Montadoras e o das Equipes, com a Abt Sportsline, a Audi saiu da temporada com um gosto para lá de amargo. "Esses dois campeonatos e a vitória da corrida são das vitórias mais amargas que já tivemos", disse. "Precisamos lembrar de Zandvoort, onde Edo foi penalizado por nenhuma razão. Devíamos estar em posição de festejar três campeonatos. Não estamos, e é muito difícil digerir isso", atacou.
Edoardo Mortara (Foto: DTM)
Depois, Gass baixou o tom e amenizou falando que seu piloto também perdeu chances.
 
"Mas, no final das contas, você tem uma temporada onde tanta coisa pode dar certo e tanta coisa pode dar errado, e se Edo tivesse um fim de semana limpo poderia ter ganho as duas corridas. Mas o problema com Zandvoort não é um 'se' ou um 'mas', é matemático. Por isso é tão difícil de aceitar", seguiu.
 
Bem mais comedido, Mortara mostrou até gratidão pela temporada que teve. Com cinco vitórias, o italiano venceu mais corridas que qualquer outro piloto.
 
"A decisão em Zandvoort teria sido o bastante, talvez. Mas claro que as coisas sempre podem melhorar - sabe, eu poderia ter ficado mais calmo em algumas corridas. No geral, tenho de estar feliz. Ganhei cinco corridas e três delas foram depois de largar do P6", encerrou.
Últimas Notícias
sábado, 25 de março de 2017
MotoGP
MotoGP
F1
F1
MotoGP
Nascar
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook