DTM
22/05/2016 15:16

Em bela exibição, Glock assume liderança em duas voltas e volta a vencer no DTM na corrida 2 na Áustria. Farfus é 4º

Timo Glock sobrou em duas voltas excepcionais e fugiu para vencer a segunda corrida do final de semana do DTM na Áustria. Na largada, passou António Félix da Costa; quando pôde abrir a asa, deixou para trás o pole Jamie Green. E não olhou para trás depois disso
Warm Up
PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro

Depois de ter sido excluído do belo segundo lugar conquistado na corrida 2 de Hockenheim, Timo Glock voltou a guiar com destreza, saiu do terceiro lugar em que largou para a ponta em duas voltas e nunca mais foi ameaçado. O alemão da BMW venceu a primeira da temporada, terceira dele em quatro anos no DTM.
 
Apesar do claro domínio apresentado BMW, os outros dois pilotos no pódio guiam pela marca das quatro argolas. Mattias Ekström fez bela corrida se recuperando do que era apenas uma briga para entrar na zona de pontos e de repente apareceu em segundo. Jamie Green caiu da pole e foi terceiro.
 
A quarta colocação ficou com Augusto Farfus, que faz um sólido início de temporada. São três top-10 nas quatro corridas até aqui. O vice-campeão de 2013 tem 32 pontos, é o sétimo no campeonato e está apenas 11 pontos atrás do líder do campeonato, Paul di Resta, que sequer passou perto de pontuar.
A traseira da BMW de Glock (Foto: DTM)
O resto do top-10 ficou com Maxime Martin, Tom Blomqvist, Marco Wittmann, Mike Rockenfeller, Bruno Spengler e Timo Scheider. Edoardo Mortara, que tinha a liderança em mãos, acabou perdendo todos os pontos ao tocar em António Félix da Costa e abandonar na metade da prova austríaca. 
 
Atrás dos 43 pontos de Di Resta, Mortara tem 40 e Glock e Martin seguem, com 37. Ainda na casa dos 30 pontos, estão Wittmann, 35, Blomqvist, 34, e Farfus. o DTM volta no final de semana dos dias 3 a 5 de junho com a etapa de Lausitzring.

Confira como foi a corrida:

A pole position de Jamie Green, de fato, não foi muito longe. O tempo bem fechado em Spielberg não ofereceu chuva como ameaçava e deixou que os pilotos largassem do seu jeito. O primeiro ataque na frente foi de Timo Glock para cima de António Félix da Costa, tomando a segunda colocação.
 
Já na segunda volta, Glock atacou e passou Green, assumindo a ponta. Só que a corrida teve de ser interrompida pela entrada do safety-car seguido a colisão entre Nico Müller e Robert Wickens lá na parte de trás do pelotão no contorno da curva 6. Müller abandonou, mas Wickens foi visto como o culpado pela batida e punido com drive-through.
 
A relargada aconteceu na sexta volta, logo com mais mudanças de posição na frente da classificação. Mal na corrida, Félix da Costa foi ultrapassado por Edoardo Mortara, Maxime Martin e Augusto Farfus, caindo para o sexto posto. Era, então uma corrida bem próxima. Salvo os dois primeiros colocados, todos os outros na pista estavam dentro de 1s na frente ou atrás de um rival e, assim, podendo usar a asa móvel.
Mattias Ekström (Foto: DTM)
Logo depois de Mattias Ekström passar Mike Rockenfeller pela última colocação da zona de pontos, a janela de pit-stops foi aberta. A única grande mudança promovida pela janela foi o grande crescimento de Ekström na prova. Último a parar ao lado de Adrien Tambay, apenas na volta 28, estava nono quando a janela abriu e voltou à pista em terceiro. 
 
No meio do caminho, o fim da corrida medonha do irregular Félix da Costa se deu numa batida com Mortara, o que abriu duas posições do top-6. Glock, Green, Ekström, Farfus, Martin, Tom Blomqvist, Marco Wittmann, Bruno Spengler, Timo Scheider e Rockenfeller formavam o top-10. E logo Rockenfeller deixou Scheider e Spengler para trás. Quem também tantou passar Scheider e pontuar foi Gary Paffett, mas o piloto da Mercedes acabou fora da pista na volta 42 - e Scheider sendo investigado.
 
Foi isso, no final das contas. Glock venceu após ter tido o segundo lugar na corrida 2 de Hockenheim extirpado. Ekström e Green ficaram no pódio, com Farfus em quarto, Martin, Blomqvist, Wittmann, Rockenfeller, Spengler e Scheider pontuando.

DTM, Áustria, Corrida 2:

1 TIMO GLOCK ALE BMW MTEK 1:01:30.006 42 voltas
2 MATTIAS EKSTRÖM SUE Audi Abt +2.215  
3 JAMIE GREEN ING Audi Rosberg +6.014  
4 AUGUSTO FARFUS BRA BMW MTEK +10.399  
5 MAXIME MARTIN BEL BMW RBM +11.012  
6 TOM BLOMQVIST ING BMW RBM +11.643  
7 MARCO WITTMANN ALE BMW RMG +12.242  
8 MIKE ROCKENFELLER ALE Audi Phoenix +14.301  
9 BRUNO SPENGLER CAN BMW MTEK +16.607  
10 TIMO SCHEIDER ALE Audi Phoenix +20.127  
11 ADRIEN TAMBAY FRA Audi Rosberg +20.937  
12 DANIEL JUNCADELLA ESP Mercedes HWA +21.331  
13 GARY PAFFETT ING Mercedes ART +21.858  
14 MIGUEL MOLINA ESP Abt Audi +22.178  
15 PAUL DI RESTA ESC Mercedes HWA +23.684  
16 LUCAS AUER AUT Mercedes ART +23.344  
17 CHRISTIAN VIETORIS ALE Mercedes Mücke +23.684  
18 ESTEBAN OCON FRA Mercedes ART +25.286  
19 MARTIN TOMCZYK ALE BMW Schnitzer +26.232  
20 ROBERT WICKENS CAN Mercedes HWA +26.565  
21 ANTÓNIO FÉLIX DA COSTA POR BMW Schnitzer +32.223  
22 MAXIMILIAN GÖTZ ALE Mercedes HWA +33.139  
23 EDOARDO MORTARA ITA Audi Abt   NC
24 NICO MÜLLER SUI Audi Abt   NC
 
PADDOCK GP #29 RECEBE PIPO DERANI E DEBATE GP DA ESPANHA DE F1


Últimas Notícias
sábado, 25 de março de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
sexta-feira, 24 de março de 2017
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook