DTM
21/08/2016 11:44

Em dia da BMW, Wittmann vence corrida 2 em Moscou e volta à liderança da temporada. Farfus é quarto

A luta pelo título do DTM em 2016 está bastante acirrada. Um dia depois de Robert Wickens assumir a liderança do campeonato, Marco Wittmann reafirmou sua força na briga pelo bicampeonato. O alemão retomou a ponta da disputa ao vencer com autoridade a corrida 2 da sexta etapa da temporada, em Moscou. Augusto Farfus chegou a liderar a prova e cruzou a linha de chegada em quarto
Warm Up
FERNANDO SILVA, de Sumaré

A BMW foi soberana neste domingo (21) de DTM no circuito de Moscou. Desde a manhã, quando faturou a pole-position com Marco Wittmann e fechou a primeira fila com Tom Blomqvist. E a supremacia foi mantida para o período da tarde no circuito russo. Sem oposição dos rivais, Wittmann só deixou mesmo a liderança da prova durante o período de troca de pneus, mas depois rumou para uma grande vitória em Moscou. De quebra, o alemão voltou à liderança do campeonato, sendo beneficiado também pelo quinto lugar do então líder, Robert Wickens.
 
Blomvqist confirmou o segundo lugar na prova. A BMW completou o excelente dia na Rússia com uma quadra: Bruno Spengler foi o terceiro colocado, enquanto Augusto Farfus cruzou a linha de chegada em um bom quarto lugar. Festa bávara em Moscou.
 
No campeonato, Wittmann subiu para 130 pontos com a vitória neste domingo. Wickens, por sua vez, com os dez pontos somados na corrida 2 caiu para a vice-liderança do campeonato, com 118. Jamie Green segue em terceiro, com 104.
Marco Wittmann venceu a corrida 2 do DTM em Moscou e reassumiu a liderança do campeonato (Foto: DTM)
Saiba como foi a corrida 2 do DTM em Moscou
 
Pole-position, Wittmann sustentou a liderança após a largada em Moscou, seguido por Tom Blomqvist, também da BMW. Novo líder do campeonato, Wickens estava numa ótima posição pensando em título, vindo em terceiro lugar. Por sua vez, Farfus partia com uma perspectiva bem mais positiva e ocupava o sexto lugar.
 
Mesmo sem o temporal que desabou no último sábado, a dinâmica da prova foi a mesma de ontem no início da corrida. Pouquíssima emoção e raras tentativas de ultrapassagem. No fim das contas, o alinhamento inicial no grid de largada era praticamente o mesmo.
 
Um dos poucos momentos de emoção ocorreu na volta 12, quando Jamie Green chocou sua Audi contra a BMW de António Félix da Costa, que estava em 12º. O luso rodou na entrada da curva que dá acesso à reta dos boxes e despencou para 21º na corrida.
 
Líder, Wittmann foi um dos primeiros a fazer seu pit-stop em Zandvoort. Na 15ª volta, Blomqvist assumiu a ponta, seguido por Wickens. Farfus subia para o quarto lugar, mas também tinha de fazer sua parada. Enquanto isso, Green era punido: não pela manobra contra Félix da Costa, mas por ter excedido a velocidade no pit-lane.
 
Em sua parada para troca de pneus, Wickens perdeu tempo depois que um mecânico enfrentou problemas com a roda dianteira direita da sua Mercedes. A parada de Blomqvist elevou Bruno Spengler à liderança da prova, seguido por Augusto Farfus e Paul di Resta.
 
Na base da estratégia, a dupla da BMW MTEK seguia na pista e retardava ao máximo a parada para troca de pneus. Wittmann era o terceiro, mas o primeiro dentre os pilotos que haviam feito sua parada.
 
Farfus assumiu a liderança provisória depois que Spengler entrou nos boxes em Moscou. Mas o brasileiro parou na volta seguinte, a 29, e aí Wittmann reassumiu a ponta da corrida, seguido por Blomqvist e Wickens. Augusto perdeu a posição para Daniel Juncadella e caiu para o sexto lugar.
 

Mas o curitibano tinha ótimo ritmo de corrida na fase final da prova. Assim, Farfus passou Juncadella e atacava Wickens, que tinha caído para o quarto lugar. O canadense puxava um pelotão com oito carros e claramente estava mais lento na pista, mas não resistiu à melhor performance da BMW M4 do brasileiro, que assumiu a quarta posição e fechava a quadra bávara em Moscou.
 
Daí em diante, o cenário ficou praticamente definido. A BMW comprovou a melhor forma do domingo ao alcançar mais uma vitória na temporada. Wittmann triunfou com facilidade em uma jornada impecável na Rússia, seguido por Blomqvist e Spengler, que garantiu o último lugar no pódio. Farfus garantiu um bom resultado para melhorar sua colocação no campeonato.
 
A próxima rodada dupla da temporada 2016 do DTM acontece entre 10 e 11 de setembro, em Nürburgring, na volta da categoria à Alemanha.
PADDOCK GP #42 RECEBE LUCAS DI GRASSI



Últimas Notícias
quarta-feira, 20 de setembro de 2017
F1
F1
F1
Indy
Copa Grande Prêmio
F1
Indy
F1
MotoGP
F1
F1
F1
F1
Indy
Kart
Galerias de Imagens
Facebook