DTM
24/09/2016 11:54

Mortara dispara na largada, vence sonolenta corrida 1 em Hungaroring e aperta briga pelo título

Edoardo Mortara largou bem, mas depois foi apenas dosando o carro. Com seis outras Audi atrás dele para trabalhar como escudeiros, Mortara não precisou se preocupar em defender uma vitória que ninguém queria tirar dele. Com os 25 pontos, Mortara corta o déficit que tinha em relação a Marco Wittmann de 33 para 14.
Warm Up
PEDRO HENRIQUE MARUM, Rio de Janeiro

A temporada 2016 do DTM está sendo vasta em número de vencedores de prova, mas extremamente monótona em qualidade de corridas. Na manhã deste sábado (24), Edoardo Mortara conseguiu fazer o que os pole-positions devem fazer: abriu desde o começo. Venceu pela quarta vez na temporada, segunda seguida, e diminuiu o buraco em que estava na briga pelo título.
 
O líder da temporada é Marco Wittmann, que largou no décimo posto e ainda tomou uma multa pesada de cerca de R$ 36 mil por uma liberação insegura da equipe durante o treino de classificação, conseguiu pular para sétimo na largada e se agarrou à posição como quem tentasse salvar a própria vida. Se perder 19 pontos da frente que tinha é ruim, é fácil imaginar que poderia ter sido bem pior para o piloto da BMW.
 
O pódio ficou completado por Jamie Green e Miguel Molina, que jamais tentaram atacar Mortara. Edoardo acabou protegido por um mar de Audi, todas servindo de fieis escudeiras para seu desafio ao caneco.
 
Mike Rockenfeller, Nico Müller, Adrien Tambay antes de Wittmann; e Felix Rosenqvist, Timo Scheider e Robert Wickens depois, fecharam o top-10. Wickens, melhor Mercedes na classificação do campeonato, até segue com chances matemáticas de ser campeão, mas terá que tirar 55 pontos de Wittmann dos 75 em jogo. E 41 de Mortara,
Edoardo Mortara (Foto: DTM)
O DTM segue amanhã, com a segunda corrida em Hungaroring. Por conta do resultado do sábado, não é possível que o campeonato acabe antes da etapa final, em Hockenheim.
 
Como foi a corrida:
 
Na briga para alcançar Marco Wittmann, a coisa mais importante que Edoardo Mortara tinha a fazer era uma largada limpa. E assim foi, com o italiano esticando a liderança com Jamie Green e Miguel Molina seguindo. A saída, em si, foi sem grandes emoções, mas a primeira confusão veio ainda na volta inicial, quando Martin Tomczyk e Maxime Martin se tocaram e acabaram acertando Mattias Ekström - pior para Tomczyk e Ekström, que rodaram fora do traçado e caíra para o final da fila.  
 
O líder do campeonato, Wittmann, e o terceiro colocado, Robert Wickens, largaram muito bem. De décimo, Wittmann foi para o sétimo posto; Wickens, de 17º, surgiu em décimo. Mas outro ainda postulante da briga pelo título - pelo menos na matemática -, Paul Di Resta ia perdendo a 18ª posição para António Félix da Costa numa batalha em que sobraram toques para os dois lados. Logo depois, De Resta abandonou e a direção de prova considerou um incidente de corrida.
 
De fato, tirando migalhas de disputas como a de Di Resta e Félix da Costa, a corrida estava extremamente monótona. Na 14ª volta, o top-10 era precisamento o mesmo que na segunda volta: Mortara, Green, Molina, Adrien Tambay, Nico Müller, Wittmann, Felix Rosenqvist, Timo Scheider e Wickens. A única mudança aconteceu no giro seguinte, quando Müller tomou o quinto posto de Tambay.
Edoardo Mortara (Foto: DTM)
Lá atrás, Augusto Farfus ainda apareceu em dois momentos próximos. Primeiro, ultrapassado por Lucas Auer na volta 16 - pela 16ª colocação. E na reta final da corrida, vivendo um dia sofrível no rendimento, sendo ultrapassado por Christian Vietoris enquanto batalhava com Ekström - que a direção também julgou normal. Farfus acabou cruzando em 20º.
 
Assim, a 26ª volta chegou basicamente da mesmo forma que a terceira. Mortara venceu, tendo Green e Molina como companhias no pódio. Wittmann conseguiu ser o sétimo colocado, enquanto Wickens foi décimo. No campeonato, Mortara agora se vê 14 pontos atrás com 75 tentos a serem disputados. Wickens ainda tem chances matemáticas, mas tem um déficit de 55 pontos.

DTM, Hungaroring, Corrida 1:

1 EDOARDO MORTARA ITA Audi Abt 42:20.736 26 voltas
2 JAMIE GREEN ING Audi Rosberg +1.090  
3 MIGUEL MOLINA ESP Abt Audi +9.240  
4 MIKE ROCKENFELLER ALE Audi Phoenix +10.602  
5 NICO MÜLLER SUI Audi Abt +11.535  
6 ADRIEN TAMBAY FRA Audi Rosberg +21.045  
7 MARCO WITTMANN ALE BMW RMG +23.177  
8 FELIX ROSENQVIST SUE Mercedes ART +24.729  
9 TIMO SCHEIDER ALE Audi Phoenix +25.754  
10 ROBERT WICKENS CAN Mercedes HWA +26.916  
11 DANIEL JUNCADELLA ESP Mercedes HWA +29.399  
12 MAXIME MARTIN BEL BMW RBM +32.843  
13 TOM BLOMQVIST ING BMW RBM +33.546  
14 TIMO GLOCK ALE BMW MTEK +34.316  
15 BRUNO SPENGLER CAN BMW MTEK +36.197  
16 LUCAS AUER AUT Mercedes ART +37.259  
17 ANTÓNIO FÉLIX DA COSTA POR BMW Schnitzer +44.405  
18 CHRISTIAN VIETORIS ALE Mercedes Mücke +45.334  
19 MATTIAS EKSTRÖM SUE Audi Abt +50.675  
20 AUGUSTO FARFUS BRA BMW MTEK +53.287  
21 GARY PAFFETT ING Mercedes ART +54.002  
22 MARTIN TOMCZYK ALE BMW Schnitzer +54.939  
23 MAXIMILIAN GÖTZ ALE Mercedes HWA   +55.420   
24 PAUL DI RESTA ESC Mercedes HWA   NC
PADDOCK GP #47 DISCUTE F1, FINAL DA INDY E FALA SOBRE ALEX ZANARDI


Últimas Notícias
quarta-feira, 26 de abril de 2017
Stock Car
MotoGP
Indy
Indy
Indy
F1
Indy
Indy
F1
F1
F1
F1
F1
Indy
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook