DTM
21/05/2016 16:30

Wittmann segura Blomqvist e puxa dobradinha da BMW em corrida 1 pouco movimentada na Áustria. Farfus é 9º

Marco Wittmann não teve muito trabalho para conter Tom Blomqvist e vencer a corrida 1 do DTM na Áustria. Atrás da dupla da BMW apareceu Edoardo Mortara. Augusto Farfus foi o nono
Warm Up
GABRIEL CURTY, de São Paulo
A primeira corrida do DTM em Spielberg, na Áustria, não foi das melhores. Com pouquíssima movimentação no grupo da frente, Marco Wittmann venceu com certa facilidade após resistir aos ataques de Tom Blomqvist nas primeiras voltas. Com o alemão e o inglês, a BMW chegou à dobradinha.

Edoardo Mortara conseguiu ter bom ritmo, não se rendeu às investidas de Timo Glock e estragou o pódio totalmente da BMW, salvando o dia da Audi. Glock cruzou a linha final em quarto, com Martin Tomczyk aparecendo para ser o quinto.

Maxime Martin completou a prova no sexto lugar, o que garantiu cinco carros da BMW no top-6. Atrás do belga veio Paul di Resta, a melhor Mercedes do sábado. Adrien Tambay largou mal e teve ritmo apenas mediano, chegando em oitavo. 

Augusto Farfus ganhou duas posições em relação ao grid de largada e terminou pontuando, em nono. Quem fechou o top-10 da corrida 1 foi o suíço Nico Müller. 
Marco Wittmann venceu a corrida 1 na Áustria (Foto: DTM)
Confira como foi a corrida 1 do DTM:

A largada para a corrida 1 do DTM veio às 12h48 (em Brasília). Marco Wittmann saiu muito bem, segurando a dianteira com Tom Blomqvist ainda em segundo. Edoardo Mortara e Timo Glock também pularam bem, superando Adrien Tambay e seguindo os ponteiros.
 
Tambay saiu lento e caiu para sexto, atrás de um brilhante Martin Tomczyk. Na largada, o alemão da BMW foi o grande destaque, saltando de nono para quinto.
 
Maxime Martin, António Félix da Costa e Mattias Ekström se encontraram logo na primeira volta e o sueco se deu muito mal, rodando após ser tocado pelo belga e ficando ao contrário. Lá atrás, Daniel Juncadella ficou lento no grid, indo para 23º.

O ritmo de Blomqvist era muito bom e o inglês partia para cima de Wittmann. Enquanto isso, Christian Vietoris e Daniel Juncadella tinham problemas pelo toque dado pelo espanhol e a Mercedes sofria com os dois primeiros abandonos da corrida.

Completados os primeiros dez minutos de prova na Áustria, Wittmann segurava 0s6 de vantagem para Blomqvist. Essa também era a vantagem do inglês para Mortara. Glock era o quarto, seguido por Tomczyk, Tambay, Martin, Félix da Costa, Paul di Resta e Augusto Farfus, que fechava o top-10 após ter ultrapassado Maximilian Götz.

Félix da Costa acabara de ultrapassar Tambay quando uma péssima notícia veio da direção de prova: drive-through para o piloto português por ultrapassagem sob bandeira amarela. Bom para Farfus, que herdaria o nono lugar.

A prova chegava à metade e a briga pelo primeiro lugar esquentava, bem como pela terceira colocação. As três BMW e a Audi de Mortara também viam Tomczyk no retrovisor.

Apesar de uma corrida com o pelotão bastante compacto, as ultrapassagens pouco aconteciam, especialmente no grupo da frente. No meio, Robert Wickens e Nico Müller superavam Götz.

Dali para o fim, nada aconteceu, com Mortara falhando e não conseguindo atacar Blomqvist, o que consequentemente manteve Wittmann sossegado na dianteira para vencer mais uma no DTM.

Últimas Notícias
segunda-feira, 26 de junho de 2017
F1
F1
F1
F1
Superbike
MotoGP
Nascar
F1
Nascar
MotoGP
MotoGP
F1
F1
MotoGP
F1
Galerias de Imagens
Facebook