Endurance
29/01/2017 09:45

Chuva forte e bandeiras amarelas marcam manhã de disputa em Daytona. Taylor lidera prova após 15 horas de corrida

Uma forte chuva fez com que a direção de prova acionasse a bandeira amarela durante mais de duas horas, neutralizando a disputa da 55ª edição das 24 Horas de Daytona por um bom período. O Cadillac DPi #10 da Wayne Taylor Racing lidera na classe principal, a Prototype, após 15h de corrida, enquanto Filipe Albuquerque, parceiro de Christian Fittipaldi, vem em terceiro. O brasileiro Ozz Negri é o líder na classe GTD
Warm Up
Redação GP, de Sumaré
 
A forte chuva foi a grande vilã deste começo de manhã na 55ª edição das 24 Horas de Daytona. Neste domingo (29), já na segunda metade da disputa, a Cadillac continua na frente. O protótipo DPi #10 da equipe de Wayne Taylor continua liderando a disputa, desta vez com Jordan Taylor ao volante. Entretanto, o longo período de bandeiras amarelas no começo desta manhã em razão do temporal fez com que os principais competidores ficassem muito próximos.
 
A disputa pela vitória na classe Prototype é bastante acirrada entre os dois Cadillacs. Filipe Albuquerque, companheiro de equipe de Christian Fittipaldi no #5 da Action Express, aparece em segundo lugar, na mesma volta do líder: 435. Grande surpresa da disputa, o Multimatic/Riley, agora guiado por Marc Goossens, aparece em terceiro lugar, com uma parada a menos em relação aos dois líderes, tendo feito 13 pit-stops. Entretanto, o conjunto #90 também está na mesma volta do líder.
O Cadillac #10 da Wayne Taylor Racing lidera a prova após 15 horas (Foto: Jeff Gordon/Twitter)
Ryan Dalziel, que agora ocupa o cockpit do Nissan DPI #2 da equipe Tequila Patrón/ESM surge em quarto lugar. Com apenas uma volta de desvantagem para os líderes, o conjunto do qual faz parte Pipo Derani ainda apresenta chances de chegar à vitória. A mesma sorte não teve, por exemplo, o outro carro da Action Express, que teve de levar seu Cadillac DPi aos boxes por conta de problemas no câmbio, perdendo muito tempo em relação aos líderes. 
 
Outro protótipo que também enfrentou problemas na fase noturna da prova foi o de Bruno Senna, no outro Nissan DPI da Tequila Patrón ESM. O carro, após 15 horas de prova, é guiado pelo neozelandês Brendon Hartley.
 
Na classe GT Le Mans, a Ganassi vai nadando de braçada com seus Ford GT. Dirk Müller lidera a classe com o #66 após ter completado 424 voltas, sendo o quinto colocado na classificação geral. Entretanto, a bandeira amarela deixou a diferença praticamente inexistente em relação ao segundo colocado, Mike Rockenfeller, com o Chevrolet Corvette #3. Andy Priaulx, companheiro de Tony Kanaan com o Ford GT #69 da Ganassi, aparece em terceiro na mesma volta do líder da GTLM. 
Chuva forte marcou o começo da manhã nas 24h de Daytona (Foto: BMW)
Também na mesma volta do líder aparece o brasileiro Augusto Farfus. Com um BMW M6 GTLM, o curitibano está momentaneamente na pista e vem em 13º na classificação geral, oitavo na sua categoria, vindo imediatamente à frente do Oreca da Rebellion, que formou um grande time neste ano para Daytona, com direito a trazer grandes pilotos como Sébastien Buemi, mas no momento aparece só em 14º no geral, sexto na classe Prototype.
 
Na GT Daytona, a liderança é do brasileiro Oswaldo Negri Jr. Neste ano, o experiente piloto disputa a categoria com o Acura NSX GT3. Negri lidera com 412 voltas completadas, sendo seguido de perto por Jeroen Bleekemolen, que guia o Mercedes AMG GT3.
 
Já na classe Prototype Challenge, que será extinta a partir de 2018, James French mantém a liderança para o conjunto #38 no Oreca, com 427 voltas completadas, duas a mais em relação ao segundo colocado, Mark Kvamme, com outro protótipo Oreca FLM09.
 
ECCLESTONE FORA DA F1: DISCUSSÃO QUENTE NO PADDOCK GP

Últimas Notícias
terça-feira, 23 de maio de 2017
F1
F1
F1
MotoGP
F1
Indy
Indy
F1
F1
F2
Superbike
F1
Superbike
F1
F-E
Galerias de Imagens
Facebook