Endurance
19/10/2016 06:18

Webber revela que pediu conselhos a Lauda e Stewart antes de se aposentar e diz que família pesou em decisão

Mark Webber anunciou na semana passada que vai encerrar sua carreira como piloto ao fim desta temporada. O campeão do Mundial de Endurance e dono de nove vitórias na F1, o australiano, aos 40 anos, buscou conselhos de Niki Lauda e Jackie Stewart antes de se aposentar e admitiu que a família pesou em sua decisão de se retirar das pistas
Warm Up
Redação GP, de Sumaré
Após 22 anos de carreira nos monopostos, iniciada em 1994 na F-Ford Australiana, Mark Webber vai deixar as pistas como piloto ao fim da temporada 2016. Laureado como campeão do Mundial de Endurance pela Porsche e dono de nove vitórias na F1 na fase dourada da Red Bull, o australiano de 40 anos busca agora priorizar sua família neste novo ciclo da sua vida. Mas antes de anunciar sua decisão, Webber buscou os conselhos de dois ícones do automobilismo mundial: Jackie Stewart e Niki Lauda, dois tricampeões mundiais de F1.
 
Em entrevista ao site ‘Daily Sports Cars’, Webber disse que já vinha amadurecendo sua decisão de deixar as pistas ao longo do ano. “Comentei com a equipe [Porsche] em Spa que a decisão estava quase tomada. Não 100% tomada, mas disse à equipe que poderia haver uma mudança ao fim do ano. Não havia nada sério até alguns meses atrás”, comentou o piloto.
Mark Webber revelou que a família pesou na sua decisão de se aposentar como piloto ao fim do ano (Foto: WEC/Twitter)
“Tive uma conversa interessante com Niki Lauda no Bahrein durante o GP [de F1], e ele é um cara muito aberto aos temas da vida. Ele disse que, se este era o momento, que eu tivesse certeza que esta seria minha decisão. Ele me aconselhou tão bem quanto Sir Jackie, que me disse: ‘É uma decisão difícil e você tem de tomá-la por si mesmo’”, declarou.
 
Webber colocou a família como um fator que pesou em sua decisão de deixar as pistas e lembrou do grave acidente sofrido durante as 6H de São Paulo em 2014.
 
“O acidente no Brasil foi horrível para a minha esposa. Foi um momento duro para ela, e minha mãe não acompanha minhas corridas desde então. Tive sorte, foi um impacto de grande magnitude. Foi o acidente em que eu levei mais tempo para me recuperar. Esta é uma profissão muito egoísta”, considerou o australiano.
 
“Quando você pensa no que faz, então você sempre considera um pouco de tudo. Nos últimos tempos estive dentro do carro e me perguntei várias vezes: ‘O que eu estou fazendo no carro?’. Quando você se questiona sobre isso, então é o momento de se aposentar”, refletiu.
 
Webber terá mais dois desafios pela frente em sua carreira como piloto. Em 6 de novembro, o piloto disputa as 6 Horas de Xangai, na China. Duas semanas depois, Mark vai encerrar sua jornada nas pistas na prova derradeira da temporada 2016 do Mundial de Endurance com as 6 Horas do Bahrein.

Últimas Notícias
quinta-feira, 27 de julho de 2017
Copa Grande Prêmio
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Copa Grande Prêmio
F1
F1
Copa Grande Prêmio
Nascar
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook