F-E
13/09/2017 09:53

Primeira categoria de carros autônomos do mundo, Roborace anuncia Di Grassi como diretor-executivo

Lucas Di Grassi, cerca de um mês e meio após faturar o título da terceira temporada da F-E, foi anunciado como diretor-executivo pela Roborace. A partir da temporada 2017/18, a categoria de carros autônomos segue o desenvolvimento da tecnologia enquanto tenta encontrar um formato adequado para as corridas
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

Lucas Di Grassi vem de conquistar o primeiro título dele na F-E após uma temporada de disputa ferrenha com Sébastien Buemi. E não tem muitas férias, não, porque o piloto foi anunciado na manhã desta quarta-feira (13) como novo diretor-executivo da Roborace. Isso mesmo, além de piloto da F-E agora Di Grassi acumula funções como o principal nome no executivo da primeira categoria do automobilismo mundial envolvendo apenas carro autônomos.
 
Velho advogado pela existência da inteligência artificial no automobilismo, Lucas deixou claro o que espera atingir à frente da Roborace. Enquanto acredita que o futuro da mobilidade urbana e da indústria automotiva é a tecnologia autônoma e a inteligência artificial, o piloto não quer que a Roborace substitua qualquer outra categoria que apresenta do confronto homem versus máquina. 
 
"Queremos levar a Roborace onde o esporte a motor não pode ir, focar na plataforma de carros com tecnologia autônoma que serão relevante nas estradas. O futuro da mobilidade é autônomo, isso é um consenso da indústria agora. Da mesma forma, acredito que o esporte a motor seja ligado aos pilotos e quem é o melhor ser humano atrás do volante. Quero desenvolver a Roborace para ser complementar ao automobilismo tradicional, não para substituir", disse.
 
"Quero convidar as fabricantes de peças, fornecedoras, companhias de tecnologia e universidades para usarem nossa plataforma e mostrarem a tecnologia deles e a capacidade intelectual de sistemas autônomos. Com a tecnologia evoluindo tão rápido, precisamos seguir flexíveis nos eventos, corridas e desafios que estamos promovendo", seguiu.
Lucas Di Grassi é o novo CEO da Roborace (Foto: Reprodução/Roborace)
De acordo com um comunicado da Roborace, a categoria irá usar a temporada 2017/18 como um grande experimento para "desenvolver um formato flexível para a competição e que possa se adaptar aos rápidos desenvolvimentos nas indústrias elétrica e autônoma."
 
Com o novo cargo de Di Grassi, o magnata russo do ramo da tecnologia e fundador da Roborace, Dennis Sverdlov, passa a ocupar o posto de consultor do campeonato. "Estamos muito animados por Lucas ter concordado em se juntar a nós de forma oficial enquanto a Roborace continua a crescer", afirmou.
 
"Di Grassi traz grande conhecimento de outras competições de esporte a motor que desenvolveu e evoluiu, é um privilégio para nós podermos nos beneficiar dessa experiência. Lucas entende a impoertância do que a Roborace pode atingir - tornar as estradas mais inteligentes e seguras por compartilhar os benefícios da inteligência artificial para avançar em tudo desde assistência ao motorista até evitar colisões, tecnologia de segurança até completa autonomia", encerrou.
 
Durante a última temporada da F-E, a Roborace realizou alguns testes nas etapas de Marrakech, Buenos Aires - na primeira corrida de demonstração -, Paris - na primeira aparição pública -, Berlim, Nova York e Montreal. A expectativa é que as corridas, de fato, aconteçam nos próximos dois anos. 
KUBICA TEM WILLIAMS COMO GRANDE CHANCE PARA VOLTAR À F1 EM 2018. E PODE "SOBRAR MUITO" PARA MASSA

Últimas Notícias
quarta-feira, 13 de setembro de 2017
Copa Grande Prêmio
F-E
F1
F1
F1
MotoGP
F1
F1
MotoGP
F1
terça-feira, 12 de setembro de 2017
Nascar
Copa Grande Prêmio
F-E
F1
Porsche GT3 Cup
Galerias de Imagens
Facebook