F-E
20/11/2017 10:33

Sem vaga na F-E, López explica demissão na DS Virgin e lamenta: “Não fiquei feliz com o jeito que me trataram”

A DS Virgin rompeu o contrato com José María López por resultados abaixo do esperado na temporada 2016/17 – mas isso por perder a rodada dupla do eP de Nova York. Fora do grid, o argentino acredita que não foi tratado corretamente
Warm Up
Redação GP, de Porto Alegre

José María López chegou ao grid da F-E credenciado pelo tricampeonato no Mundial de Turismo, mas não conseguiu empolgar tanto – apesar dos dois pódios e na temporada 2016/17, o argentino se viu em uma relação turbulenta com a DS Virgin. Com o contrato rompido após apenas um dos três anos previstos, López acredita que não foi tratado de forma justa.  
 
“Não foi nem questão de performance. Acho que o Alex [Tai, chefe de equipe] já tinha algo encaminho com outro piloto e provavelmente não me queria na equipe”, disse López, questionado pelo site ‘Motorsport.com’. “Eu não fiquei feliz com isso, com o jeito que me trataram. Eu quero pilotar pelo prazer e estar em um lugar que me deixa confortável. Esse não seria o caso na Virgin”, seguiu.
José María López perdeu a vaga na F-E após uma única temporada (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

López explica que a DS Virgin fez uso de uma cláusula contratual para forçar a rescisão – o piloto não foi tão bem quanto se imaginava na disputa com o companheiro Sam Bird. Para o lugar do argentino, a equipe trouxe Alex Lynn.
 
“Eu tinha um contrato de três anos e uma cláusula que dizia que eu precisava somar um determinado número de pontos na comparação com meu companheiro [Bird]. Mas eu perdi as duas corridas em Nova York, então não deu para alcançar o objetivo”, lamentou. López não pôde competir nos Estados Unidos por conta de compromissos com a Toyota no Mundial de Endurance, que tinha as 6 Horas de Nürburgring no mesmo fim de semana. Com duas corridas a menos, López fez 65 pontos no ano, enquanto Bird chegou aos 122.
 
López trabalhou para achar outra vaga no grid da F-E, mas não conseguiu e vai ficar de molho em 2017/18. “Achava que seria mais fácil arranjar outra vaga”, encerrou.
 
MELHOR DE 2017

COM TÍTULO EM TEMPORADA DIFÍCIL, MÁRQUEZ É PILOTO DO ANO


Últimas Notícias
domingo, 10 de dezembro de 2017
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Brasileiro de Turismo
Brasileiro de Marcas
Brasileiro de Turismo
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Stock Car
Stock Car
F1
F1
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook