F-Truck
13/03/2016 16:46

Com caminhão danificado, Giaffone segura Salustiano e garante vitória na etapa de Santa Cruz do Sul da F-Truck

Mesmo com a lateral avariada após um toque com Paulo Salustiano, Felipe Giaffone garantiu uma vitória de ponta a ponta na F-Truck em Santa Cruz do Sul, palco da primeira prova de 2016
Warm Up
VITOR FAZIO, de Porto Alegre
A primeira prova da F-Truck em 2016 contou com uma briga intensa entre os dois líderes. Felipe Giaffone, líder do começo ao fim, precisou conter o ímpeto de um agressivo Paulo Salustiano para vencer a etapa de Santa Cruz do Sul, disputada neste domingo (13).
 
A disputa entre Giaffone e Salustiano ficou muito intensa na última relargada da prova. Paulo partiu muito bem, e por fora, tentava ameaçar o líder. Sem sucesso, tudo que o segundo colocado conseguiu foi bater rodas com o rival – que levou a pior. A lateral de Felipe ficou muito avariada, comprometendo o desempenho de seu caminhão.
 
Giaffone, todavia, tirou de letra a dificuldade. O #4 conseguiu abrir uma vantagem mínima sobre Salustiano e partiu para a vitória.
Felipe Giaffone venceu em Santa Cruz do Sul (Foto: Luciana Flores)
Atrás, Diogo Pachenki assegurava o terceiro lugar. Pachenki herdou a posição após o abandono de Leandro Totti, já na segunda metade da competição. André Marque cruzou a linha de chegada em quarto, depois de ultrapassar Adalberto Jardim nas últimas voltas. Jardim precisou se contentar com o quinto lugar.
 
Agora, a F-Truck dá uma pausa de quase um mês antes da segunda etapa de 2016. A prova de Curitiba está marcada para 10 de abril.
 
Saiba como foi a etapa de Santa Cruz do Sul da F-Truck
 
A largada da F-Truck em Santa Cruz foi um pouco confusa. Felipe Giaffone se afirmou como líder, com Paul Salustiano em segundo. Atrás, todavia, toques e cortes de chicane marcavam o resto do pelotão.
 
Antes mesmo do fim da primeira volta, o primeiro abandono: Regis Boessio, aparentemente com problemas mecânicos, começou a soltar muita fumaça, ficou lento e estacionou na área de escape.
 
Atrás de Giaffone e Salustiano, Adalberto Jardim, Leandro Totti e Diogo Pachenki fechavam o top-5. Pachenki, aliás, que era muito ameaçado por Raijan Mascarello, sexto colocado.
 
Enquanto os dois primeiros colocados abriam confortável vantagem, as coisas ficavam mais enroscadas atrás. Jardim não conseguiu sustentar o terceiro lugar, caindo para quinto na sequência. Pachenki e Totti o ultrapassaram, mas não conseguiram abrir.
 
Jardim, todavia, não conseguiu manter o ritmo por muito tempo. O quinto colocado logo passou a se preocupar mais em segurar André Marques e Mascarello, sexto e sétimo, muito próximos.
 
Com 15 minutos de prova, o primeiro acidente. Joel Mendes Júnior, estreante na categoria, passou reto na área de escape e bateu de leve na barreira de pneus. O incidente exigiu a interveção do Pace Truck.
 
A relargada veio 8 minutos depois. Giaffone optou  por uma pilotagem mais defensiva e manteve a liderança. Atrás, Pachenki espalhava e permitia e ultrapassagem de Totti, agora terceiro colocado.
 
Mais atrás, o também estreante Ricardo Sargo, também com problemas mecânicos, abandonava.
 
Com o passar das voltas, Giaffone e Salustiano voltavam a abrir muito. Enquanto isso, Pachenki colocava muita pressão sobre Totti, mas ainda sem conseguir retomar o terceiro lugar.
 
E foi aí que o Pace Truck regressou à pista, determinando o fim da primeira parte da prova. Esta foi encerrada com a seguinte ordem: Giaffone, Salustiano, Totti, Packenki e Jardim.
 
Para a segunda metade, Giaffone largou muito bem, evitando ataques de Salustiano. Mais atrás, Pachenki mostrava muita agressividade contra Totti – mas ainda sem retomar o terceiro lugar. Em quinto, Jardim ia perdendo pedaços do caminhão, mas se sustentava.
 
A briga neste pelotão estava muito intensa. Totti perdeu rendimento subitamente, permitindo uma fácil ultrapassagem de Pachenki e todo o pelotão que o acompanhava. Agora em quarto, Jardim ensaiou uma ultrapassagem por fora contra Diogo, mas sem sucesso.
 
Na volta seguinte, drama para Wellington Cirino. Seu caminhão começou a soltar fluídos no meio da reta, dando início a um breve incêndio em seu Mercedes. A situação foi controlada, mas o Pace Truck foi necessário. Enquanto isso, Totti encostava nos boxes e também abandonava.
 
A relargada até pode ter demorado, mas começou pegando fogo. Salustiano partiu com mais velocidade e, ao tentar passar Giaffone por fora, não pôde evitar o contato com o rival. Como consequência, a lateral do líder Felipe acabou avariada.
 
Salustiano seguia em seguindo, esperando por possíveis problemas de Giaffone. Pachenki, Jardim e Marques fechavam o top-5.
 
VEJA A EDIÇÃO #19 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA STOCK CAR, F1, INDY E F-E



Últimas Notícias
sábado, 22 de abril de 2017
Indy
MotoGP
MotoGP
Indy
MotoGP
MotoGP
Brasileiro de Marcas
Indy
MotoGP
Stock Car
MotoGP
Indy
MotoGP
MotoGP
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook