Truck
13/03/2016 16:46

Com caminhão danificado, Giaffone segura Salustiano e garante vitória na etapa de Santa Cruz do Sul da F-Truck

Mesmo com a lateral avariada após um toque com Paulo Salustiano, Felipe Giaffone garantiu uma vitória de ponta a ponta na F-Truck em Santa Cruz do Sul, palco da primeira prova de 2016
Warm Up
VITOR FAZIO, de Porto Alegre
A primeira prova da F-Truck em 2016 contou com uma briga intensa entre os dois líderes. Felipe Giaffone, líder do começo ao fim, precisou conter o ímpeto de um agressivo Paulo Salustiano para vencer a etapa de Santa Cruz do Sul, disputada neste domingo (13).
 
A disputa entre Giaffone e Salustiano ficou muito intensa na última relargada da prova. Paulo partiu muito bem, e por fora, tentava ameaçar o líder. Sem sucesso, tudo que o segundo colocado conseguiu foi bater rodas com o rival – que levou a pior. A lateral de Felipe ficou muito avariada, comprometendo o desempenho de seu caminhão.
 
Giaffone, todavia, tirou de letra a dificuldade. O #4 conseguiu abrir uma vantagem mínima sobre Salustiano e partiu para a vitória.
Felipe Giaffone venceu em Santa Cruz do Sul (Foto: Luciana Flores)
Atrás, Diogo Pachenki assegurava o terceiro lugar. Pachenki herdou a posição após o abandono de Leandro Totti, já na segunda metade da competição. André Marque cruzou a linha de chegada em quarto, depois de ultrapassar Adalberto Jardim nas últimas voltas. Jardim precisou se contentar com o quinto lugar.
 
Agora, a F-Truck dá uma pausa de quase um mês antes da segunda etapa de 2016. A prova de Curitiba está marcada para 10 de abril.
 
Saiba como foi a etapa de Santa Cruz do Sul da F-Truck
 
A largada da F-Truck em Santa Cruz foi um pouco confusa. Felipe Giaffone se afirmou como líder, com Paul Salustiano em segundo. Atrás, todavia, toques e cortes de chicane marcavam o resto do pelotão.
 
Antes mesmo do fim da primeira volta, o primeiro abandono: Regis Boessio, aparentemente com problemas mecânicos, começou a soltar muita fumaça, ficou lento e estacionou na área de escape.
 
Atrás de Giaffone e Salustiano, Adalberto Jardim, Leandro Totti e Diogo Pachenki fechavam o top-5. Pachenki, aliás, que era muito ameaçado por Raijan Mascarello, sexto colocado.
 
Enquanto os dois primeiros colocados abriam confortável vantagem, as coisas ficavam mais enroscadas atrás. Jardim não conseguiu sustentar o terceiro lugar, caindo para quinto na sequência. Pachenki e Totti o ultrapassaram, mas não conseguiram abrir.
 
Jardim, todavia, não conseguiu manter o ritmo por muito tempo. O quinto colocado logo passou a se preocupar mais em segurar André Marques e Mascarello, sexto e sétimo, muito próximos.
 
Com 15 minutos de prova, o primeiro acidente. Joel Mendes Júnior, estreante na categoria, passou reto na área de escape e bateu de leve na barreira de pneus. O incidente exigiu a interveção do Pace Truck.
 
A relargada veio 8 minutos depois. Giaffone optou  por uma pilotagem mais defensiva e manteve a liderança. Atrás, Pachenki espalhava e permitia e ultrapassagem de Totti, agora terceiro colocado.
 
Mais atrás, o também estreante Ricardo Sargo, também com problemas mecânicos, abandonava.
 
Com o passar das voltas, Giaffone e Salustiano voltavam a abrir muito. Enquanto isso, Pachenki colocava muita pressão sobre Totti, mas ainda sem conseguir retomar o terceiro lugar.
 
E foi aí que o Pace Truck regressou à pista, determinando o fim da primeira parte da prova. Esta foi encerrada com a seguinte ordem: Giaffone, Salustiano, Totti, Packenki e Jardim.
 
Para a segunda metade, Giaffone largou muito bem, evitando ataques de Salustiano. Mais atrás, Pachenki mostrava muita agressividade contra Totti – mas ainda sem retomar o terceiro lugar. Em quinto, Jardim ia perdendo pedaços do caminhão, mas se sustentava.
 
A briga neste pelotão estava muito intensa. Totti perdeu rendimento subitamente, permitindo uma fácil ultrapassagem de Pachenki e todo o pelotão que o acompanhava. Agora em quarto, Jardim ensaiou uma ultrapassagem por fora contra Diogo, mas sem sucesso.
 
Na volta seguinte, drama para Wellington Cirino. Seu caminhão começou a soltar fluídos no meio da reta, dando início a um breve incêndio em seu Mercedes. A situação foi controlada, mas o Pace Truck foi necessário. Enquanto isso, Totti encostava nos boxes e também abandonava.
 
A relargada até pode ter demorado, mas começou pegando fogo. Salustiano partiu com mais velocidade e, ao tentar passar Giaffone por fora, não pôde evitar o contato com o rival. Como consequência, a lateral do líder Felipe acabou avariada.
 
Salustiano seguia em seguindo, esperando por possíveis problemas de Giaffone. Pachenki, Jardim e Marques fechavam o top-5.
 
VEJA A EDIÇÃO #19 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA STOCK CAR, F1, INDY E F-E




Últimas Notícias
segunda-feira, 24 de julho de 2017
Indy
F-E
Superbike
F-E
F1
F1
F1
Stock Car
Nascar
F1
Nascar
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook