Truck
31/01/2017 19:55

Em litígio com CBA, F-Truck indica filiação sul-americana para realizar campeonato e diz que “continua a ser única”

A relação entre F-Truck e CBA de fato inexiste. A categoria brasileira está de fato fora do guarda-chuva do órgão máximo do automobilismo nacional e indica uma aura sul-americana. A F-Truck garante que a CBA não pode usar a marca Fórmula Truck, já registrada por empresa de Neusa Navarro
Warm Up
PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
VITOR FAZIO, de Porto Alegre
 

A F-Truck se manifestou no começo da noite desta terça-feira (31) quanto ao comunicado que a CBA havia soltado, anunciando a mudança de mãos da categoria. Segundo a Truck, a marca do campeonato é registrada pela Racing Truck, que tem Neusa Navarro como proprietária. Assim, portanto, fechou as portas para que qualquer outra empresa assuma a organização da F-Truck.
 
Segundo a Truck, a CBA "jamais poderia fazer uso de uma marca que não lhe pertence" e, por isso, que crê o nome 'Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck CBA Confederação Brasileira de Automobilismo', como cantado pela confederação, não será aprovado legalmente por contar com o nome registrado 'Fórmula Truck' em seu ínterim. A posição da Truck é que se a CBA quer organizar outra competição, que mude o nome.
 
A Truck diz que não tem dívidas com a CBA e que pagou tudo o que lhe era devido referente ao contrato que se encerrou no final de 2016. O que a categoria usa como escudo para o fim da filiação à CBA é a internacionalização do campeonato, que tem uma corrida marcada para o Uruguai e uma para a Argentina em 2017.
 
Desta forma, a F-Truck indica que procurará uma filiação sul-americana para seguir sendo oficial. E continua se enxergando como "única", apesar de possibilidade de a CBA criar uma nova série da mesma espécia para substituí-la em seus quadros. 
A treta da Truck (Foto: Orlei Silva)
Entenda o caso


O futuro da F-Truck voltou a ser questionado nesta segunda-feira (30), quando a CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) anunciou que estava procurando uma nova empresa disposta a administrar o campeonato. Depois de um ano muito conturbado na categoria, que não consegue se recuperar das dívidas acumuladas, a confederação disse buscar uma empresa com “experiência e idoneidade financeira”.
 
Caso a CBA consiga ir adiante com sua iniciativa, encontrando interessados em assumir a F-Truck, um contrato inicial de um ano será firmado. Os novos donos assumem os direitos sobre a categoria até 31 de dezembro de 2017, podendo renovar por mais três temporadas.


Últimas Notícias
sexta-feira, 20 de outubro de 2017
F1
F-E
Seletiva BR
F1
Outras
Stock Car
F1
F1
MotoGP
F1
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook