World Series
05/12/2016 17:07

Um ano após saída da Renault e mudança no nome, F-V8 recebe luz verde da FIA e volta a se chamar World Series

A mudança de nome após a saída da Renault, ao final da temporada 2015, representou uma derrota grande para a F-V8. Um ano depois, agora parceira do WEC, a categoria consegue recuperar a nomenclatura que havia ficado pelo caminho
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro
 

Um ano depois de retirar a alcunha World Series de seu nome, a F-V8 voltará a ser World Series na temporada 2017. Mais precisamente World Series F-V8 3.5, segundo aprovado pela FIA nesta segunda-feira (5).
 
A mudança do final de 2015 aconteceu por conta da saída da Renault da categoria, colocando o campeonato tão somente nas mãos do antigo promotor, Jaime Alguersuari - o pai do ex-piloto de mesmo nome - e sua empresa, a RPM.

Segundo a categoria, a recuperação do nome mostra o "trabalho excepcional e compromisso que a RPM, enquanto promotora, tem feito para a categoria de monopostos nos últimos 20 anos".
A F-V8 vira World Series novamente (Foto: F-V8)
Para a temporada 2017, a World Series será uma categoria-satélite do WEC, correndo seis das suas nove etapas ao lado do Mundial de Endurance. Inclusive corridas fora da Europa, como Estados Unidos, México e Bahrein. Além dessas três, Silverstone, Spa-Francorchamps e Nürburgring também são vinculadas ao WEC. As outras três etapas serão disputadas em Monza, Jerez de la Frontera e Aragão.
 
O campeão da categoria em 2016 foi o francês Tom Dillmann, marcando 237 pontos contra 230 do suíço Louis Delétraz.


Últimas Notícias
sábado, 19 de agosto de 2017
Indy
Seletiva BR
Indy
F3
Rali
Indy
Indy
Nascar
Indy
F3
F3
DTM
Indy
Superbike
F1
Galerias de Imagens
Facebook