World Series
05/12/2016 17:07

Um ano após saída da Renault e mudança no nome, F-V8 recebe luz verde da FIA e volta a se chamar World Series

A mudança de nome após a saída da Renault, ao final da temporada 2015, representou uma derrota grande para a F-V8. Um ano depois, agora parceira do WEC, a categoria consegue recuperar a nomenclatura que havia ficado pelo caminho
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro
 

Um ano depois de retirar a alcunha World Series de seu nome, a F-V8 voltará a ser World Series na temporada 2017. Mais precisamente World Series F-V8 3.5, segundo aprovado pela FIA nesta segunda-feira (5).
 
A mudança do final de 2015 aconteceu por conta da saída da Renault da categoria, colocando o campeonato tão somente nas mãos do antigo promotor, Jaime Alguersuari - o pai do ex-piloto de mesmo nome - e sua empresa, a RPM.

Segundo a categoria, a recuperação do nome mostra o "trabalho excepcional e compromisso que a RPM, enquanto promotora, tem feito para a categoria de monopostos nos últimos 20 anos".
A F-V8 vira World Series novamente (Foto: F-V8)
Para a temporada 2017, a World Series será uma categoria-satélite do WEC, correndo seis das suas nove etapas ao lado do Mundial de Endurance. Inclusive corridas fora da Europa, como Estados Unidos, México e Bahrein. Além dessas três, Silverstone, Spa-Francorchamps e Nürburgring também são vinculadas ao WEC. As outras três etapas serão disputadas em Monza, Jerez de la Frontera e Aragão.
 
O campeão da categoria em 2016 foi o francês Tom Dillmann, marcando 237 pontos contra 230 do suíço Louis Delétraz.


Últimas Notícias
quinta-feira, 19 de outubro de 2017
MotoGP
MotoGP
quarta-feira, 18 de outubro de 2017
Indy
F1
MotoGP
F1
F1
Seletiva BR
MotoGP
F1
MotoGP
Copa Grande Prêmio
Stock Car
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook