F1
24/02/2017 09:53

Alonso ironiza queixas e diz que Hamilton poderia ter sido campeão em 2016 se tivesse usado dados de Rosberg

Fernando Alonso ironizou as queixas de Lewis Hamilton sobre compartilhamento de dados entre companheiro de equipe na Mercedes e avaliou que o britânico poderia ter sido campeão em 2016 se tivesse usado mais informações de Nico Rosberg
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
Depois de Valtteri Bottas, chegou a vez de Fernando Alonso reagir às queixas de Lewis Hamilton referentes ao compartilhamento de dados entre companheiros de equipes. Assim como o finlandês, o titular da McLaren não se mostrou contrário ao fluxo livre de informações.
 
Na semana passada, Hamilton afirmou que é “injusto” que um piloto possa estudar os dados de outro e afirmou que pediu para não ver as informações de seu companheiro de equipe.
Fernando Alonso não se mostrou contrário à divisão de informações entre companheiros de equipe (Foto: Reprodução)

“Dou minhas voltas, faço meus deveres e o outro piloto pode ver tudo. Pedi para a minha equipe. Não quero ver a telemetria de meus companheiros. Acredito que não é justo que eu possa estudar seus dados”, explicou. “Por exemplo, quando pilotamos, escolhemos os pontos de freada, os pneus, todas essas coisas que ajudam a fazer uma curva mais rápida. E o outro piloto provavelmente pode fazer mais ou menos como você”, continuou.
 
“No entanto, com esses dados, pode simplesmente te copiar. ‘Ah, ele freia cinco metros mais tarde aqui, vou então começar a frear cinco metros mais tarde também’. Isso é algo que não gosto, pois permite que estejamos mais próximos. É algo que me encantava no kart, pois era algo que não se podia fazer e só se brilhava o talento”, seguiu.
 
Dias depois, Hamilton tratou de minimizar a polêmica e afirmou que não tinha problema nenhum com Bottas e com a Mercedes, mas reforçou que não vê como justa a troca entre companheiros de equipe.
 
Nesta sexta-feira (24), durante a apresentação da MCL32, carro da McLaren para a temporada 2017 da F1, Alonso rebateu as declarações de Hamilton e avaliou que o próprio #44 poderia ter feito um uso melhor da liberdade na Mercedes.
 
“Se tivesse olhado mais dados de Rosberg no ano passado, talvez tivesse vencido o campeonato”, disparou.
 
Ainda, Alonso admitiu que foi sondado pela escuderia germânica para a vaga de Rosberg, que anunciou a aposentadoria dias após conquistar o título de 2016, mas contou que optou por seguir em Woking já que está “feliz na McLaren”.

PADDOCK GP #66 RECEBE LUCAS DI GRASSI, DEBATE F-E E NOVOS CARROS DA F1
Últimas Notícias
domingo, 30 de abril de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook