F1
03/01/2017 10:04

Alonso lembra disputa pelo título de 2006, chama Schumacher de lenda e completa: “É o homem que dominou a F1”

No dia em que Michael Schumacher completa 48 anos, Fernando Alonso tratou de lembrar o heptacampeão e o elegeu como o maior adversário que teve em 15 anos de F1. O espanhol brigou pelo título de 2006 com o alemão
Warm Up
Redação GP, de Leipzig

Em 15 anos de carreira na F1 e dois títulos mundiais, Fernando Alonso enfrentou diversos oponentes fortes, como Lewis Hamilton e Sebastian Vettel, mas o maior adversário de sua trajetória na maior das categorias foi mesmo Michael Schumacher. O espanhol elegeu o alemão o mais duro rival e disse que o ex-piloto era "realmente talentoso, especial e uma lenda".
 
Os elogios do asturiano acontecem no dia em que o heptacampeão completa 48 anos. Schumacher, porém, segue se recuperando do gravíssimo acidente de esqui que sofre há três anos, mas sua condição de saúde ainda é mantida em segredo pela família, que se recusa a publicar informações sobre a reabilitação do maior vencedor da história.
 
"Michael era realmente especial", disse o bicampeão à revista alemã 'Auto Motor und Sport'. "De todos os pilotos que competi na F1, ele foi, sem dúvida, o mais talentoso. Todos respeitam Michael e ele é uma lenda. Para a minha geração, ele será sempre o homem que dominou a F1", completou.
Alonso e Schumcher disputaram o título de 2006 (Foto: Renault)

"Foi um privilégio para mim ter tido a oportunidade de correr contra ele e brigar por um campeonato mundial", lembrou Alonso, que disputou de forma mais acirrada com Schumacher o Mundial de 2006.
 
Alonso também citou as qualidades que tornaram o sete vezes campeão no maior piloto de todos os tempos. "Ele era duro e nunca desistia. Sempre tirava o máximo de cada oportunidade que surgia em seu caminho, se dando ainda melhor."
BRUNO SENNA FALA DA CARREIRA, DO FUTURO E DA VOLTA DE MASSA
"Eu me lembro tão bem de 2006, quando lutamos pelo título até a última corrida, quando os pneus Bridgestone eram melhores, ele era imbatível, mas quando o Michelin tinha vantagem, ele ainda tinha grande força. Mesmo quando você estava em um fim de semana perfeito, ele conseguia pontos, terminava em terceiro ou quarto. Só Michael fazia essas coisas", revelou Fernando.
 
Schumacher correu na F1 entre os anos de 1991 a 2006, quando se aposentou pela primeira vez. Neste tempo, conquistou sete títulos mundiais, cinco deles só com a Ferrari. Três anos depois, Michael voltou às pistas do Mundial e defendeu a Mercedes por mais três temporadas, antes de deixar de vez o esporte, no fim de 2012.


Últimas Notícias
segunda-feira, 26 de junho de 2017
F1
F1
F1
F1
Superbike
MotoGP
Nascar
F1
Nascar
MotoGP
MotoGP
F1
F1
MotoGP
F1
Galerias de Imagens
Facebook