F1
16/02/2017 06:00

Aprendiz na Ferrari em 2006, Massa se transforma em 'Schumacher de Stroll' em temporada extra pela Williams

Em entrevista ao GRANDE PRÊMIO, Felipe Massa traçou um paralelo entre sua estreia na Ferrari em 2006 e a de seu novo companheiro Lance Stroll na Williams em 2017. O brasileiro, agora, vai fazer o papel que foi de Michael Schumacher 11 anos atrás
Warm Up
VICTOR MARTINS, de São Paulo
GABRIEL CURTY, de São Paulo

Quando foi contratado para ser titular da Ferrari, em 2006, Felipe Massa contou com as preciosas dicas de Michael Schumacher. Agora, o brasileiro é o veterano da história, virando uma espécie de mentor para o novato Lance Stroll, que chega com muitas expectativas ao cockpit da Williams. Em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, Massa contou que conhece o canadense de longa data e prometeu ajudar o jovem na adaptação à F1.
 
É claro que as situações não são iguais, já que Massa havia feito três temporadas pela Sauber, mas o brasileiro reconheceu que os casos são parecidos, de jovens que se juntam a pilotos já consagrados. O paulista, inclusive, lembrou que conheceu Lance e sua família há alguns anos.
 
"Sim, acho que minha relação com o Stroll vai ser parecida com a que tive com o Schumacher. É até interessante, porque quando eu conheci o Lance ele era uma criança, tinha oito anos. E agora vamos ser companheiros de equipe na F1", disse.
Em 2010, Massa tirava foto ao lado do então menino Stroll. Hoje, são companheiros de equipe (Foto: Instagram/F1)
Para Massa, Stroll vai ter muito chão pela frente e precisará aprender bastante na categoria. O brasileiro prometeu auxiliar o companheiro e, consequentemente, a Williams no Mundial de Construtores.
 
"Sem dúvidas ele é muito novo, tem só 18 anos, muito para aprender, muito chão pela frente, mas tenho um carinho por ele e não vou fazer nada para prejudicar ele e, sim, para ajudar, até porque precisamos do maior número de pontos para a equipe", comentou Felipe.

A temporada 2006 de Massa foi de altos e baixos, mas melhorou muito a partir da segunda metade do campeonato. O brasileiro teve duas vitórias: a primeira na categoria, na Turquia, e o primeiro dos dois triunfos em provas no Brasil.
Felipe Massa e Michael Schumacher foram companheiros em 2006 (Foto: AFP)
Enquanto isso, Schumacher se aposentava da categoria pela primeira vez, em ano que perdeu o título para Fernando Alonso. A volta do alemão à categoria veio quatro anos mais tarde, com as cores da Mercedes, equipe que defendeu até 2012.

Massa esteve muito perto de deixar a F1 ao final da temporada 2016 e até recebeu homenagens, mas um convite tentador da Williams após a escolha da Mercedes por Valtteri Bottas fez o brasileiro retornar ao cockpit do time de Grove para mais um ano. E acredite: pode que ser que não seja só mais um ano...

PADDOCK GP #65 RECEBE PIPO DERANI E FAZ PRÉVIA DO eP DA ARGENTINA DE F-E


Últimas Notícias
quarta-feira, 23 de agosto de 2017
Indy
Truck
F1
Rali
MotoGP
F-E
Indy
Indy
F1
Indy
F1
F1
F1
Copa Grande Prêmio
F1
Galerias de Imagens
Facebook