F1
17/03/2016 08:37

Aston Martin confirma aliança e anuncia parceria técnica com Red Bull a partir da temporada 2016

A Aston Martin oficializou, na tarde desta quinta-feira (17), a parceria tecnológica com a Red Bull, colocando novamente o nome da marca no Mundial de F1 após 56 anos. O acordo vale já a partir do fim de semana do GP da Austrália, com o logo da montadora estampado nos carros da Red Bull
Warm Up
Redação GP, de Sumaré
A Aston Martin está de volta ao Mundial de F1. Na tarde desta quinta-feira (17), em Melbourne, a montadora britânica oficializou um acordo de parceria técnica com a Red Bull, equipe que dominou a categoria no início da década, entre 2010 e 2013. O projeto compreende uma aliança para ajudar no desenvolvimento de um novo carro de rua da marca, que volta a estampar seu clássico novamente na F1 depois de 56 anos de ausência.
 
Adrian Newey, mago da aerodinâmica e chefe do departamento técnico da Red Bull, já trabalha ao lado de Marek Reichman, chefe de projeto da Aston Martin, em um chamado ‘hipercarro’ cujo nome provisório é ‘Project AM-RB 001’. Os carros de Daniel Ricciardo e Daniil Kvyat já vão estampar o logo da marca britânica já no fim de semana do GP da Austrália, tanto no bico do novo RB12 como também na parte de trás dos sidepods.
 
Andy Palmer, diretor-executivo da Aston Martin, comemorou a parceria com a Red Bull durante evento realizado nesta tarde em Melbourne, palco do GP da Austrália de F1, no fim de semana.
A Aston Martin firmou uma parceria com a Red Bull na F1 (Foto: Red Bull/Twitter)
“A F1 oferece o mais avançado estágio para construir uma maior conscientização da marca Aston Martin”, afirmou o executivo. “No entanto, esta parceria vai entregar ainda mais quando o hipercarro que a Aston Martin e Adrian Newey estão em processo de desenvolvimento chegar às ruas”, explicou.
 
“São tempos empolgantes para a Aston Martin, e a chegada vem na esteira do nosso novo lançamento, o DB11, no início deste mês. Esta nova parceria sublinha que a nossa marca realmente está novamente nas corridas”, acrescentou.
 
A confirmação da aliança entre Aston Martin e Force India põe uma pá de cal nas pretensões da Force India em se unir à lendária montadora britânica. Durante boa parte do ano passado, executivos da equipe e também da montadora se reuniram e ficaram perto de um acordo, que acabou não sendo concretizado.
 
O ritmo das negociações entre Aston Martin e Force India empacou e criou dúvidas sobre uma possível união à época. Dúvidas que se tornam certeza de que não mais haverá qualquer aliança com a equipe de Silverstone. A Red Bull foi considerada uma opção melhor.
 
Ao mesmo tempo em que as conversas entre Aston Martin e Force India estavam estagnadas, as negociações com a Red Bull seguiram normalmente, porém sem alarde ou mesmo qualquer notícia ventilada pela imprensa europeia.
 
O fato é que o acordo foi fechado, com o diretor-executivo da Aston Martin, Andy Palmer, e o diretor de marketing, Simon Sproule, como figuras centrais e determinantes para o acordo. Ambos atuaram próximos à Red Bull quando trabalhavam para a Infiniti, antiga patrocinadora da equipe taurina e que hoje estampa sua marca nos carros da Renault. Palmer, inclusive, está na Austrália para prestigiar o início desta nova aliança que representa, na prática, o retorno da Aston Martin à F1.
VEJA A EDIÇÃO #20 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA F1, MOTOGP, INDY E F-E




Últimas Notícias
terça-feira, 25 de julho de 2017
F-E
Indy
Copa Grande Prêmio
F1
Copa Grande Prêmio
F-E
F1
F1
F1
Warm Up
F1
segunda-feira, 24 de julho de 2017
Indy
F-E
Superbike
F-E
Galerias de Imagens
Facebook