F1
14/02/2017 12:50

Bottas admite que ligou para Wolff em busca de vaga na Mercedes “no mesmo dia em que Rosberg saiu”

Valtteri Bottas admitiu que ligou para Toto Wolff em busca da vaga de companheiro de Lewis Hamilton na Mercedes no mesmo dia em que Nico Rosberg anunciou sua aposentadoria da F1
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
 
O contrato com a Williams não impediu Valtteri Bottas de procurar Toto Wolff em busca de uma vaga na Mercedes. O finlandês admitiu que ligou para o chefe da equipe de Brackley no mesmo dia em que Nico Rosberg anunciou sua aposentadoria da F1.
 
Em dezembro passado, Wolff já tinha admitiu que, com exceção de Kimi Räikkönen e Daniil Kvyat, tinha sido procurado por quase todos os demais pilotos da F1.
 
Falando à publicação alemã ‘Auto Motor und Sport’, Bottas admitiu que ligou para Wolff e que nem ao menos esperou muito tempo antes de pegar o telefone. O finlandês ficou com a vaga após um acordo que incluiu, inclusive, o retorno de Felipe Massa à F1.
Valtteri Bottas ligou para Toto Wolff assim que Nico Rosberg anunciou aposentadoria (Foto: Mercedes-Benz)

“Eu liguei. Foi no mesmo dia em que Nico saiu”, contou Bottas. “Como piloto, você sempre quer sentar no melhor carro. Eu deixei claro para a Mercedes que queria vencer corridas e me tornar campeão mundial”, seguiu.
 
Apesar da animação com a vaga, Bottas sabe que tem um grande desafio pela frente, afinal, Lewis Hamilton puxa a lista de rivais da temporada 2017 da F1.
 
“É um desafio enorme para mim. Por um lado, nós também temos uma oportunidade enorme. Tenho um apreço muito grande por Lewis. Respeito as conquistas dele e suas qualidades de pilotagem. Vai, com certeza, ser um ano difícil para mim se eu quiser ter sucesso”, reconheceu. 
 
Por fim, Bottas avalia que a mudança de regulamento da F1 em 2017 também vai ajudar nessa sua adaptação à nova equipe.
 
“Se eu tivesse vindo para a Mercedes em 2016, teria sido mais difícil”, avaliou. “É bom que seja novo para todos. Os carros serão mais rápidos nas curvas e diferentes com os pneus”, apontou.
 
“Ainda é uma vantagem conhecer o time e os sistemas dentro do time há um longo tempo, e saber como eles funcionam. Eu tenho de correr atrás. Minha curva de aprendizado será grande”, concluiu.

PADDOCK GP #64 RECEBE FELIPE GIAFFONE E DEBATE CRISE NA F-TRUCK


Últimas Notícias
domingo, 22 de outubro de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Stock Car
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook