F1
15/04/2017 13:00

Bottas dá bote no fim, quebra sequência de Hamilton e consegue primeira pole da carreira no Bahrein

Valtteri Bottas foi a grande surpresa dessa classificação. O finlandês deu o bote no companheiro Lewis Hamilton e cravou a primeira pole da carreira no GP do Bahrein, formando a dobradinha com o tricampeão
Warm Up
EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba
 

Foi bem no finzinho e, por essa nem Lewis Hamilton esperava. Valtteri Bottas deixou o melhor para a última chance de volta rápida e voou para superar companheiro de Mercedes, que detinha até então o melhor tempo da classificação deste sábado (15) no Bahrein. É a primeira vez que o finlandês, o escolhido da Mercedes para substituir o atual campeão do mundo Nico Rosberg, sai da posição de honra do grid e com direito a recorde, depois do tempo de 1min28s769. A Hamilton, que acabou errando em sua tentativa derradeira, coube a segunda colocação, fechando a primeira fila dos prateados. Para se ter uma comparação do quão perto dos dois ficaram, a diferença na ponta da tabela foi de apenas 0s023.

Sebastian Vettel, que até ensaiou uma ameaça aos alemães, não foi capaz de fazer frente desta vez. Ainda assim, o líder do campeonato teve desempenho suficiente para virar 1min29s247 e se colocar na terceira posição. A segunda fila ainda terá a presença de Daniel Ricciardo na quarta posição, que se infiltrou ali no meio das ponteiras, para ficar à frente de Kimi Räikkönen e Max Verstappen.

Já a Renault foi a grande surpresa do dia. A equipe francesa conseguiu colocar seus dois pilotos na fase final da classificação. E Nico Hülkenberg obteve o sétimo melhor tempo do Q3, logo à frente de Felipe Massa, que deu uma escapadinha no fim e perdeu a chance da sétima colocação. Romain Grosjean e Jolyon Palmer vão completar os dez primeiros do grid.

O GP do Bahrein tem largada marcada para as 12h (de Brasília).
Valtteri Bottas é o pole do GP do Bahrein (Foto: Mercedes)
Confira como foi a classificação do GP do Bahrein
 
A F1 retornou à pista de Sakhir já no cair da tarde neste sábado (15) e sob as luzes artificiais do enorme circuito árabe no meio do deserto. As temperaturas seguiam altas, na casa dos 30ºC. No asfalto, os termômetros indicavam um pouquinho mais: 31ºC. Mas essas marcas significaram também uma melhora do clima em relação ao treino realizado antes, na metade da tarde barenita, que apontavam 39ºC na pista. 
 

Dito isso, os primeiros 15 minutos do Q1 começaram com Pascal Wehrlein. Depois de perder as corridas da Austrália e da China, o piloto da Sauber finalmente tem a chance de iniciar sua temporada. E o alemão já saiu com os supermacios. O companheiro Marcus Ericsson, Romain Grosjean, Esteban Ocon e Sergio Pérez logo seguiram Wehrlein, que abriu o cronômetro com 1min33s502. O sueco se colocou em segundo, mas quase meio segundo atrás. 
 
Romaim Grosjean vinha na cola dos dois. Mas acabou errando logo na primeira freada e desistiu da volta rápida na sequência. Aí Stroll surgiu na ponta, já andando em 1min32s. Só que acabou superado por Pérez em seguida, até que Valtter Bottas colocou ordem, impondo 1min31s041. A marca do finlandês já foi 1s6 mais veloz que o piloto da Force India.
 
Enquanto isso, Lewis Hamilton vivia um primeiro giro cheio de erros e escapadas, que o levou se queixou do assoalho do W08 mais tarde. Mas o piloto foi capaz de se recuperar. Antes disso, porém, Felipe Massa se colocou em segundo, mas esse tempo se transformou em terceiro, porque Max Verstappen se pôs em primeiro. Minutos depois, porém, Lewis acertou uma boa volta e cravou 1min30s814 – o primeiro a entrar na casa de 1min30s no fim de semana. Verstappen também entrou na casa de 1min30s, sendo a diferença para o tricampeão de apenas 0s090. 
 
Assim, a tabela se mostrava dessa forma: Hamilton, Verstappen, Vettel, Bottas, Massa, Ricciardo, Räikkönen, Kvyat, Sainz, Alonso, Pérez, Palmer, Stroll, Magnussen, Ericsson, Wehrlein, Ocon e Grosjean. Vale dizer aqui que os dois pilotos da Mercedes e os dois da Ferrari optaram por andar de macios nesta primeira fase da classificação. O restante, entretanto, já foi de supermacios.
Carlos Sainz teve de voltar a pé para os boxes (de novo) (Foto: Reprodução/TV)
Com três minutos para o fim, a zona de eliminação tinha: Palmer, Stroll, Magnussen, Ericsson e Ocon. Por isso, os últimos instantes da primeira parte da classificação ainda viram Räikkönen sair com os pneus supermacios, apesar do tráfego, para assegurar a terceira posição na tabela, com 1min30s988. 
 
Ainda, Ocon se salvou, pulando para 13º, assim como Stroll, que também conseguiu melhorar no minuto final. Alonso também conseguiu um lugar no Q2, enquanto Sainz ficou pelo caminho, de novo, com a Toro Rosso. E a surpresa dessa parte final foi também Pérez, que não foi capaz de colocar em posição melhor. Assim, os eliminados foram: Sainz (16º), Vandoorne (17º), Pérez (18º), Ericsson (19º) e Magnussen (20º).
Jolyon Palmer surpreendeu no Q2 ao conseguir classificação para a fase final (Foto: Renault)

O Q2 teve início com as Mercedes já na pista. Agora devidamente calçados com os pneus supermacios, Hamilton - o mais veloz da fase inicial do treino - saiu logo atrás do companheiro finlandês. E Bottas logo se colocou na ponta com 1min29s555. Mas o tricampeão passou abaixo, mas muito pouco: apenas 0s020. Verstappen se pôs ali também, em terceiro, 0s7 atrás dos prateados. Só que foi curto o tempo de Max. Logo Vettel cravou 1min29s596 e se juntou aos rivais.  

A tabela ainda tinha Räikkönen em quarto, Verstappen em quinto e Ricciardo em sexto, fechando o que parece ser mesmo a hierarquia de forças do grid atual. Felipe Massa ainda posicionou a Williams em sétimo, à frente de Kvyat, Hülkenberg e Palmer.  Na zona de eliminação estavam Grosjean, Ocon, Wehrlein, Alonso e Stroll. Só que o espanhol da McLaren decidiu não voltar mais à pista. 

Os dois minutos finais viram Grosjean pular para oitavo, trazendo Hülk em décimo. Palmer ainda conseguiu uma boa volta para se colocar em décimo com cronômetro zerado. Assim, os classificados para a fase final da classificação foram: Hamilton, Bottas, Vettel, Räikkönen, Hülkenberg, Verstappen, Ricciardo, Massa, Grosjean e Palmer - que surpreendeu ao passar ao Q2.

Ficaram fora: Kvyat (11º), Stroll (12º), Wehrlein (13º), Ocon (14º) e Alonso (15º).


Aí a F1 chegou à fase decisiva. E os dois pilotos da Red Bull, com Ricciardo à frente de Verstappen, foram os primeiros a sair. Ambos foram logo seguidos pela dupla da Mercedes. Todo mundo, evidentemente, com pneus supermacios. As Ferrari deixaram os pits minutos depois. E Hamilton logo deu seu recado e cravou 1min28s792, batendo o recorde da pista, que pertencia a Michael Schumacher. O companheiro nórdico também veio bem e se pôs na segunda posição, com Vettel e Räikkönen logo atrás. Verstappen, Ricciardo, Massa e Grosjean completavam a tabela nesta primeira parte de Q3.

Depois das trocas de pneus, a classificação foi para sua definição. E Bottas novamente saiu à frente de Hamilton. Mas, desta vez, Valtteri foi perfeito. Em uma volta precisa, o nórdico cravou 1min28s769, superando por muito pouco a marca anterior do colega. Só que Lewis até começou bem seu giro, mas perdeu em um erro no fim. E isso lhe custou a pole, tendo de se contentar com a segunda posição. Sebastian Vettel ainda botou a Ferrari em terceiro. Felipe Massa vai sair da oitava colocação neste domingo.

O GP do Bahrein, o terceiro do ano, acontece neste fim de semana, e o GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades em Sakhir AO VIVO e em TEMPO REAL.
VERSTAPPEN É O PILOTO MAIS IMPACTANTE DA HISTÓRIA DA F1. ASSISTA
F1, GP do Bahrein, Sakhir, grid de largada:

1   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes   1:28.769   12
2   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes   1:28.792 +0.023 13
3   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari   1:29.247 +0.478 12
4   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer   1:29.545 +0.776 12
5   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari   1:29.567 +0.798 16
6   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer   1:29.687 +0.918 12
7   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault   1:29.842 +1.073 15
8   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes   1:30.074 +1.305 12
9   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari   1:30.763 +1.994 16
10   30 Jolyon PALMER ING Renault   1:31.074 +2.305 15
11   26 Daniil KVYAT RUS Toro Rosso Renault   1:30.923 +2.154 12
12   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes   1:31.168 +2.399 12
13   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari   1:31.414 +2.645 15
14   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes   1:31.684 +2.915 12
15   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda       8
16   55 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault   1:32.118 +3.349 5
17   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda   1:32.313 +3.544 8
18   31 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes   1:32.318 +3.549 7
19   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari   1:32.543 +3.774 9
20   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari   1:32.900 +4.131 8
          Tempo 107%   1:37.171 +8.402  
                   
Recorde Valtteri BOTTAS FIN Mercedes   1:28.769 15.04/2017  
Melhor volta Pedro DE LA ROSA ESP McLaren Mercedes   1:31.447 03/04/2005  

Os pneus são...
supermacios | macios

 



Últimas Notícias
sábado, 21 de outubro de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Brasileiro de Marcas
Stock Car
F1
Stock Car
F1
F1
F1
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook