F1
08/03/2017 08:55

Bottas quebra melhor marca da temporada e lidera manhã do sexto dia de testes em Barcelona. Massa termina logo atrás

Bastaram duas semanas para a F1 cumprir com a promessa de entregar carros 5s mais rápidos em relação a 2015. Valtteri Bottas anotou a melhor volta dos testes de pré-temporada da F1 com 1min19s310, em mais uma demonstração de força da Mercedes. Felipe Massa voltou a andar bem e fechou a manhã em segundo, bem perto de Bottas
Warm Up, de Barcelona
FERNANDO SILVA, de Sumaré

Quando a FIA prometeu que o novo regulamento técnico da F1 tornaria os carros de 2017 cerca de 5s mais rápidos em relação às marcas de 2015, muita gente duvidou. Mas bastaram apenas seis dias de testes para que a categoria cumprisse a sua primeira meta. O responsável pelo feito foi Valtteri Bottas. O novo piloto da Mercedes, que já havia sido o mais rápido da primeira semana de testes da pré-temporada, destruiu seu próprio tempo e, na manhã desta quarta-feira (8) cravou 1min19s310 usando pneus supermacios. O tempo é mais de 5s mais rápido que a pole-position, estabelecida pelo seu antecessor na equipe prateada, Nico Rosberg: 1min24s681. Foi mais uma demonstração do poderio da Mercedes que, definitivamente, desponta como a grande favorita neste começo de 2017 na F1.

Mas Felipe Massa também voltou a mostrar grande performance. Depois de se colocar à frente das poderosas Mercedes, Ferrari e Red Bull e colocar a Williams como a mais rápida na última terça-feira, o brasileiro reiterou o rendimento consistente do novo FW40, chegou a liderar o treino por alguns minutos e fechou a manhã com um forte segundo lugar, também rompendo a barreira de 1min19s. Na hora final do treino, Felipe cravou 1min19s487 com pneus ultramacios, ficando bem perto da marca de Bottas. Massa completou 63 voltas, contra 68 de Bottas.

A exemplo de Bottas, Massa vai entregar a condução do carro ao seu novo companheiro de equipe no período da tarde. Lance Stroll assume o FW40, enquanto Lewis Hamilton vai guiar o novo W08 EQ Power+ no segundo período do dia.
Valtteri Bottas foi o grande protagonista desta manhã de testes de pré-temporada da F1 (Foto: XPB)

Kimi Räikkönen teve uma manhã relativamente discreta depois de liderar os dois treinos em que disputou na semana passada. De volta ao cockpit da nova Ferrari SF70H, o 'Homem de Gelo' não chegou a impressionar, nem pela performance e tampouco pelos tempos de volta, mas ainda assim terminou a manhã em terceiro lugar, deixando para trás Max Verstappen, da Red Bull, na parte final do treino. Nico Hülkenberg teve uma performance sólida com a Renault e fechou em quinto, sendo seguido por Sergio Pérez e sua Force India.

Carlos Sainz Jr., finalmente, teve pela frente uma manhã sem grandes problemas no carro da Toro Rosso e fechou o primeiro período em sétimo, à frente de Romain Grosjean, da Haas, e Pascal Wehrlein, da Sauber. O jovem alemão cravou 1min23s000 em sua melhor volta pela manhã, apenas 1s mais lento em relação à pole-position conquistada por Hamilton no ano passado. Mais uma amostra do quão rápidos são os novos carros da F1. Em décimo e último lugar na tabela de tempos aparece, de forma melancólica, a McLaren de Fernando Alonso. O espanhol teve outra jornada complicada e ficou bem longe de marcar bons tempos de volta em Barcelona, completando meras 27 voltas.

Após a providencial pausa para o almoço, a F1 retoma o sexto dia de testes de pré-temporada logo mais, a partir das 10h (horário de Brasília), 14h locais. O GRANDE PRÊMIO acompanha ‘in loco’ a segunda sessão de pré-temporada em Barcelona com o repórter Thiago Arantes e o fotógrafo Arnau Puig. Acompanhe AO VIVO e em TEMPO REAL.

Saiba como foi a manhã do sexto dia de testes de pré-temporada da F1

Com o céu parcialmente nublado, 10,7ºC de temperatura ambiente e 13,3ºC no asfalto, o segundo dia de trabalhos de pista nesta semana em Barcelona começou com os seguintes pilotos: Bottas, Verstappen, Räikkönen, Pérez, Massa, Alonso, Carlos Sainz, Grosjean, Hülkenberg e Wehrlein.
 
Alonso foi o primeiro piloto a deixar os boxes. O espanhol tinha a missão de finalmente liderar um bom dia de trabalho para a McLaren depois dos sucessivos problemas no motor ao longo dos testes. Mas o primeiro competidor a virar tempo rápido em Barcelona foi Valtteri Bottas, que marcou 1min22s474 com sua Mercedes. Logo, o finlandês conseguiu melhorar e registrou 1min21s229, usando pneus ultramacios.
 
No começo da manhã, boa parte dos pilotos se dedicou à realização de testes aerodinâmicos. Räikkönen, por exemplo, deixou os boxes com sua SF70H cheia de sensores acoplados para avaliações em velocidade contínua. Verstappen, por sua vez, já realizava um stint com pneus macios, sendo o único, além de Bottas, a marcar tempo na primeira meia-hora.
Kimi Räikkönen com a Ferrari toda cheia de sensores no começo desta manhã (Foto: Twitter/Reprodução)
Em seguida, era a vez de Alonso virar tempo. O piloto da McLaren completou suas primeiras voltas rápidas com pneus ultramacios. Na verdade, não foram tão rápidas assim, já que o espanhol marcou 1min35s717 antes de voltar aos boxes. Massa também deixava os boxes e abriu seu stint com pneus macios ao registrar 1min23s135, melhorando pouco depois para 1min22s476. O brasileiro tinha a companhia de Hülkenberg na pista.
 
Depois de breves testes aerodinâmicos, Räikkönen voltava à pista, desta vez com pneus médios, e subia para o quarto lugar com 1min22s926. Tanto a Ferrari quanto a Williams mostravam carros muito bem equilibrados, assim como Mercedes e a Red Bull, as equipes que mais se destacavam nos testes de inverno.
 
Enquanto Pérez acelerava seu VJM10 com pneus macios, Verstappen, com os médios, passava a 1min22s170. Bottas também colocava à prova o equilíbrio do novo W08 com um stint usando pneus sem marca da Pirelli. Wehrlein, Sainz e Grosjean também estavam na pista. E depois de um breve momento nos boxes, Massa retornava aos trabalhos abrindo outro stint com pneus macios, já pulando para segundo lugar com 1min21s860.
Felipe Massa chegou a liderar a manhã desta quarta-feira. Até Bottas anotar a melhor marca da pré-temporada (Foto: Twitter/Reprodução)
Mas pouco depois, era a vez de Verstappen protagonizar o treino. Com pneus macios, o holandês marcou 1min20s516 e subia para a ponta da sessão em Barcelona. Logo em seguida, o jovem da Red Bull melhorava ainda mais e anotava 1min20s432. Só que Max não duraria por muito tempo na ponta da tabela de tempos.
 
Primeiro foi Massa, que encaixou uma grande volta e subiu para a ponta com 1min20s244. Mas Bottas fez questão de mostrar ao mundo que a Mercedes segue como a grande protagonista da F1. Com pneus supermacios, o finlandês destruiu o então melhor tempo da pré-temporada, que era dele próprio (1min19s705) e cravou 1min19s310. Marca sensacional do novo piloto da Mercedes! A diferença para Massa, o ‘melhor do resto’, era de 0s934.

Na hora final de testes nesta manhã, Bottas era o piloto com o maior número de voltas completadas: 47, seguido por Massa, com 46. Era estranho, contudo, a baixa quilometragem de Räikkönen, que só havia completado 16 giros no primeiro período. Kimi, de fato, trabalhava em um programa diferente e tinha uma performance apenas discreta, aparecendo em quinto lugar.
 
Em seguida, Massa melhorava seu tempo e pela primeira vez no dia entrava na casa de 1min19s na sua última hora de trabalho durante o dia antes de entregar o volante do FW40 ao novato — e já contestado — Lance Stroll. Verstappen aparecia em terceiro na tabela de tempos, seguido por Hülkenberg e Räikkönen. Eram decepcionantes também os tempos aferidos por Fernando Alonso, com 1min23s041, em nono, e Pérez, décimo e último com 1min23s674.
Nico Hülkenberg guiou seu Renault cheio de sensores nesta manhã (Foto: Renault F1/Divulgação)

Na parte final do treino, Massa melhorou ainda mais sua marca depois de calçar seu FW40 com pneus ultramacios. O brasileiro ficou bem perto do tempo de Bottas ao registrar 1min19s487. O #77 continuava na pista e seguia um forte stint com os supermacios. Com ritmo extremamente forte, o finlandês chegou a registrar 1min19s383. Räikkönen evoluía seu tempo de volta, mas ficava bem longe de impressionar depois de cravar 1min20s472 com pneus macios, subindo para quarto.

Já quando o treino estava na sua meia-hora final, os dois protagonistas da manhã foram à pista com pneus ultramacios. Massa melhorou seu tempo e cravou 1min19s420 logo no seu primeiro giro. Bottas foi melhor, mas não conseguiu superar sua marca ao ficar em 1min19s355. Räikkönen, por sua vez, acelerava sua Ferrari com pneus macios e subia para terceiro com 1min20s406, deixando Verstappen para trás. Hülkenberg continuava em quinto, enquanto Pérez subia para sexto, fazendo de Alonso o décimo e último lugar.

Uma mudança derradeira foi na sexta colocação. Sainz Jr. conseguiu melhorar seu tempo e superou a marca de Pérez ao marcar 1min21s872 com pneus macios. Mas logo o mexicano retomou a colocação com 1min21s297, usando os supermacios. Räikkönen chegou a ir à pista com pneus macios e ficou perto de superar seu tempo, mas acabou ficando mesmo em terceiro lugar antes da pausa para o almoço.
Valtteri Bottas é #FasterTogether #PumaMotorsport

Acesse aqui o Shop Puma e veja os produtos Mercedes
F1 2017, pré-temporada, dia 6, Barcelona (manhã):

1 77 VALTTERI BOTTAS FIN MERCEDES 1:19.310   68
2 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:19.487 +0.177 63
3 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:20.406 +1.096 34
4 33 MAX VERSTAPPEN HOL RED BULL TAG HEUER 1:20.432 +1.122 34
5 27 NICO HÜLKENBERG ALE RENAULT 1:21.213 +1.903 57
6 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:21.297 +1.987 49
7 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT 1:21.872 +2.562 42
8 8 ROMAIN GROSJEAN FRA HAAS FERRARI 1:22.428 +3.118 50
9 94 PASCAL WEHRLEIN ALE SAUBER FERRARI 1:23.000 +3.690 55
10 2 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:23.041 +3.731 27

Os pneus são...
ultramacios | supermacios | macios | médios | duros

PADDOCK GP #68 ANALISA SEGUNDA SEMANA DE TESTES DA F1 EM BARCELONA


Últimas Notícias
quinta-feira, 21 de setembro de 2017
Indy
MotoGP
Superbike
F1
MotoGP
F-E
MotoGP
MotoGP
Nascar
F1
MotoGP
F-E
F1
F1
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook