F1
08/07/2017 10:00

Bottas se põe forte, surpreende Vettel e conquista pole-position do GP da Áustria. Massa larga em 17º

Valtteri Bottas foi o elemento surpresa da classificação deste sábado (8) no Red Bull Ring. O finlandês surgiu forte na parte decisiva do treino que definiu as posições de largada e cravou a pole-position para o GP da Áustria. Felipe Massa larga em 17º
Warm Up
EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba


Valtteri Bottas se colocou como o homem da Mercedes no Red Bull Ring. Com Lewis Hamilton tendo de cumprir punição pela troca da caixa de câmbio e ainda prejudicado por uma bandeira amarela parte final da classificação, o finlandês tratou de brilhar e cravar a segunda pole-position de sua carreira na F1 e de 2017. Com a marca registrada ainda na primeira parte do Q3, em 1min04s251, Bottas estabeleceu um novo recorde para o traçado austríaco e o prêmio é o direito de largar da posição de honra do grid neste domingo. Mas o nórdico terá a seu lado o líder do campeonato, Sebastian Vettel, que também mostrou que poderia ter feito mais nessa sessão oficial. Já o tricampeão assinalou o terceiro melhor tempo, mas vai sair mesmo em oitavo. 

Quem abre a segunda fila é Kimi Räikkönen, dividindo com Daniel Ricciardo, que vem de vitória na temporada. Max Verstappen, Romain Grosjean e Sergio Pérez aparecem na sequência, enquanto Esteban Ocon e Carlos Sainz completam o top-10.
 
Já Felipe Massa ficou na primeira degola e vai largar apenas na 17ª posição. “Bom, na verdade, estamos com um problema sério de fazer os pneus funcionarem da maneira correta, falta aderência, estamos sofrendo durante todo o final de semana. Com tanque vazio e pneu novo, é um problema sério”, explicou o brasileiro à emissora SporTV.
 
"Agora deve ter quebrado alguma coisa na minha asa traseira, eles trocaram e eu saí no último momento. Consegui fazer a volta, mas acabei dando uma traseirada forte em uma curva e não foi o suficiente passar para o Q2, uma pena. Amanhã lógico é o que conta, mas largar onde estamos largando sem dúvida não é uma situação fácil", completou.

A largada do GP da Áustria está marcada para as 9h (de Brasília). E o GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL por meio do novo livetiming.
Valtteri Bottas é o pole-position na Áustria (Foto: AFP)
Confira como foi a classificação do GP da Áustria de F1

Depois de um domínio de Lewis Hamilton nos dois primeiros treinos livres, Sebastian Vettel foi o mais veloz na sessão que antecedeu à atividade desta tarde de sábado na Áustria e que definiu o grid de largada para a nona etapa da temporada 2017. Na verdade, o inglês sofreu uma falha de freios no TL3 que foi rapidamente corrigida pela Mercedes, mas não teve como escapar da punição pela troca da caixa de câmbio e vai mesmo perder cinco posições no grid. Outro que também sofreu um revés neste sábado foi Fernando Alonso. A Honda encontrou uma falha durante a noite no MGU-H e precisou efetuar uma troca de unidade. O espanhol saiu para a classificação com o motor usado no Azerbaijão.
 
Dito isso tudo, os carros foram à pista sob temperaturas na casa de 29ºC. No asfalto, o termômetro já registrava 45ºC. E quem primeiro apareceu na tabela de tempos foram os pilotos da Haas, com Kevin Magnussen à frente de Romain Grosjean. O dinamarquês abriu a cronometragem andando na casa de 1min06s143. Sebastian Vettel se colocou inicialmente em terceiro. Carlos, Sainz, Marcus Ericsson e Pascal Wehrlein logo também se colocaram na tabela. Kimi Räikkönen veio em seguida e virou o segundo tempo. Como tem acontecido nas últimas etapas, apenas a Ferrari optou por andar com os supermacios. Todos os demais já assinalavam seus tempos com os ultramacios.
 

Não demorou muito, e Vettel cravou 1min05s585 e saltou para a ponta, trazendo Max Verstappen em terceiro e Daniel Ricciardo em quarto. O cenário mudou quando Hamilton finalmente saiu. Também usando os compostos de cor roxa, o tricampeão virou 1min05s238 para assumir a liderança. Dessa forma, a ordem do top-10 se mostrou assim: Hamilton, Vettel, Valtteri Bottas, Verstappen, Ricciardo, Sergio Pérez, Esteban Ocon, Magnussen, Alonso e Räikkönen. O único detalhe de destaque é que Bottas também conseguiu seu melhor tempo usando os supermacios.
 
Na ponta debaixo da tabela, a zona de eliminação tinha Sainz, Jolyon Palmer, Lance Stroll, Ericsson e Wehrlein. Felipe Massa tentava escapar da degola, lutava para deixar a bolha, na 15ª posição. 
 
Enquanto os ponteiros voltaram aos boxes após os primeiros giros, a disputa se resumiu aos pilotos ameaçados. Stroll até esboçou uma reação, mas não conseguiu deixar a parte final, assim como Massa, que só pode fazer o 17º tempo. Quem escapou foi o espanhol da Toro Rosso, que pulou para uma boa quarta colocação. E Stoffel Vandoorne, que passou raspando para a 15ª colocação.
Felipe Massa foi limado no Q1 na Áustria (Foto: Reprodução/F1)

No fim, os limados do Q1 foram: Palmer, Massa, Stroll, Ericsson e Wehrlein. Na tabela, a primeira fase da classificação viu a seguinte ordem: Hamilton, Räikkönen, Vettel, Sainz, Bottas, Verstappen, Ricciardo, Grosjean, Pérez, Kvyat, Ocon, Magnussen, Alonso, Hülkenberg e Vandoorne.

Hamilton tenta o pulo do gato

Quando a pista foi liberada para a segunda fase da classificação, Lewis Hamilton foi o primeiro a sair. E surpreendentemente, o inglês deixou os boxes com os pneus supermacios. E, de cara, cravou 1min04s800, pulverizando o retomando para si o recorde da pista. Na verdade, a opção pelos compostos vermelhos tinha uma explicação: como o piloto larga com os pneus usados no Q2, a Mercedes e o inglês decidiram garantir uma estratégia diferente para a corrida, pensando na punição do britânico. 
 
Colega de Hamilton, Valtteri Bottas obedeceu ao protocolo e cravou sua volta rápida com os ultramacios em 1min04s640, estabelecendo um novo recorde no Red Bull Ring. Sebastian Vettel se pôs ali em terceiro com a Ferrari, também andando em 1min04s com os compostos de cor roxa. Max Verstappen, Kimi Räikkönen, Romain Grosjean, Sergio Pérez, Carlos Sainz e Fernando Alonso formavam a lista provisória dos classificados para o Q3.

Nico Hülkenberg, Esteban Ocon, Stoffel Vandoorne, Daniil Kvyat e Kevin Magnussen vinham nas posições de eliminação. Por isso, todos eles, além de Vettel, Grosjean, Pérez e Ocon ganharam a pista nos minutos finais do Q2. 
Esteban Ocon escapou da degola (Foto: Force India)

E a luta foi apertada nos últimos instantes. Ocon se salvou e pulou para décimo. Hülk, por sua vez, ficou fora por menos um décimo, assim como os dois carros da McLaren. Alonso terminou mesmo em 12º, uma posição à frente de Vandoorne. Kvyat e Magnussen fecharam o top-15. Lá na frente, Bottas, Vettel, Hamilton, Verstappen, Räikkönen, Ricciardo, Pérez, Sainz e Ocon.

Bottas na pole
 
A terceira fase da classificação viveu um anticlímax. Max Verstappen e Daniel Ricciardo deixaram os boxes assim que a luz verde foi acionada. Lewis Hamilton e Valtteri Bottas surgiram logo atrás, seguidos pelo restante do pelotão, incluindo o líder Sebastian Vettel.

Todo mundo, claro, de pneus ultramacios. E quem se sai melhor foi Bottas, que cravou 1min04s251, já se colocando na ponta. Hamilton assinalou a segunda marca, mas foi logo superado pelo tetracampeão. Räikkönen, Ricciardo e Verstappen surgiram na sequência.

Aí veio a segunda rodada de tentativas de pole. Mas uma lento Grosjean provocou uma bandeira amarela nos instantes finais e impediu qualquer reação. Assim, com o tempo conquistado na primeira saída, Bottas se consolidou na pole. Vettel assegurou a segunda posição do grid, enquanto Hamilton, terceiro, vai sair apenas em oitavo por conta da punição da troca do câmbio.

F1, GP da Áustria, Red Bull Ring, Grid de largada:

1   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes   1:04.251   18
2   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari   1:04.293 +0.042 17
3   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari   1:04.779 +0.528 17
4   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer   1:04.896 +0.645 22
5   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer   1:04.983 +0.732 16
6   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari   1:05.480 +1.229 30
7   31 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes   1:05.605 +1.354 21
8   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes P+5 1:04.424 +0.173 17
9   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes   1:05.674 +1.423 22
10   55 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault   1:05.726 +1.475 23
11   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault   1:05.597 +1.346 16
12   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda   1:05.602 +1.351 14
13   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda   1:05.741 +1.490 14
14   26 Daniil KVYAT RUS Toro Rosso Renault   1:05.884 +1.633 16
15   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari       6
16   30 Jolyon PALMER ING Renault   1:06.345 +2.094 10
17   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes   1:06.534 +2.283 8
18   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes   1:06.608 +2.357 11
19   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari   1:06.857 +2.606 12
20   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari   1:07.011 +2.760 11
          Tempo 107%   1:08.749 +4.498  
                   
Recorde Valtteri BOTTAS FIN Mercedes   1:04.251 08/07/2017  
Melhor volta Michael SCHUMACHER ALE Ferrari   1:08.337 18/05/2003  

POSTURA DA GLOBO NA CORRIDA DO MILHÃO DA STOCK CAR MOSTRA DESPREZO PELO AUTOMOBILISMO


Últimas Notícias
quinta-feira, 23 de novembro de 2017
F1
Indy
MotoGP
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook