F1
01/03/2017 08:57

Bottas sobra com melhor tempo da semana e põe Mercedes na frente na manhã do terceiro dia de testes da F1 em Barcelona

Com pneus supermacios e, depois, com ultramacios, Valtteri Bottas foi o primeiro piloto a andar abaixo de 1min20s nesta semana de testes de pré-temporada da F1. O finlandês foi mais de 2s mais rápido em relação ao tempo da pole do GP da Espanha do ano passado. A Red Bull finalmente apareceu com destaque e teve Daniel Ricciardo em segundo. Lance Stroll guiou a Williams no lugar de Felipe Massa nesta quarta-feira (1)
Warm Up, de Barcelona
FERNANDO SILVA, de Sumaré

 

A manhã do terceiro dia de testes de pré-temporada da F1 em Barcelona teve novamente o protagonismo de Mercedes e Ferrari, que lutaram desde os primeiros minutos pelo topo da tabela de tempos. Valtteri Bottas e Sebastian Vettel voltaram a mostrar grande performance com os novos carros e não enfrentaram nenhum grande problema, a exemplo do que aconteceu nos últimos dias. A Mercedes dedicou o começo desta quarta-feira (1) à avaliação do desempenho do novo W08 EQ Power+ em ritmo de classificação e teve Bottas marcando a melhor marca da semana até o momento. Sob os olhares de Nico Rosberg, visita ilustre nos boxes da Mercedes, o finlandês cravou 1min19s705 com pneus ultramacios, sendo mais de 2s mais rápido que o tempo da pole do GP da Espanha do ano passado.

Para se ter uma ideia do quão rápido foi o tempo registrado por Bottas, o recorde oficial da pista nesta versão do traçado, de 4.655 m, é de 1min19s954, estabelecido por Rubens Barrichello no Q2 do treino classificatório do GP da Espanha de 2009, com a Brawn. O recorde absoluto do circuito foi registrado por Fernando Alonso durante sessão de testes em 2008, com a Renault: 1min18s483.
Com Nico Rosberg nos boxes da Mercedes, Bottas acelera nesta manhã de quarta-feira (Foto: Twitter/Sky Sports)

Vettel voltou a impressionar com a consistência da Ferrari, sobretudo por usar pneus médios durante a maior parte do período da manhã. A nova SF70H não apresentou problemas e permitiu ao tetracampeão do mundo realizar boas voltas e cumprir com tranquilidade a programação estabelecida durante a manhã. Entretanto, a diferença no uso dos compostos impediu uma comparação mais nítida em termos de performance, com Bottas andando 1s8 mais rápido que a melhor marca do alemão.

No entanto, na hora final da sessão, Seb foi superado pela Red Bull de Daniel Ricciardo. Depois de um bom tempo realizando testes aerodinâmicos, o australiano conseguiu estabelecer uma boa marca fazendo uso dos pneus macios, ficando em segundo lugar com 1min21s153. Também com os macios, Jolyon Palmer, responsável pela única bandeira vermelha da manhã, apareceu bem no fim do primeiro período e marcou o terceiro melhor tempo com 1min21s396, deixando Vettel em quarto lugar. A surpresa foi o quinto lugar obtido por Marcus Ericsson, que alcançou a colocação fazendo uso dos pneus supermacios no carro da Sauber, deixando para trás o novato Lance Stroll em sexto.

A programação da Williams tinha previamente Massa na escala nesta quarta-feira. Contudo, a equipe britânica optou por mudar o cronograma para dar maior quilometragem ao jovem canadense de 18 anos. Felipe, assim, só voltará ao cockpit do FW40 na manhã de quinta-feira.

Piloto de desenvolvimento da Force India, Alfonso Celis Jr. teve seu único dia de testes na pré-temporada para guiar o novo VJM10 e foi discreto, ficando apenas em sétimo. O jovem mexicano foi seguido por Fernando Alonso, que finalmente teve uma manhã livre de problemas com a McLaren, ainda que os tempos do novo MCL32 nem de longe chegaram a impressionar. Daniil Kvyat, da Toro Rosso, foi o nono, enquanto Romain Grosjean, piloto da Haas, completou o rol dos dez primeiros da sessão. Carlos Sainz, também da Toro Rosso, chegou a deixar os boxes, mas não marcou tempo.

No período da tarde, a única mudança entre os pilotos será a presença de Lewis Hamilton no cockpit da Mercedes, substituindo Bottas. Após a pausa para o almoço, a sessão será retomada às 14h locais (10h pelo horário de Brasília).

Saiba como foi a manhã do terceiro dia de testes da F1 em Barcelona
 
Com clima bem mais frio em relação aos dois primeiros dias, 5ºC de temperatura ambiente e 9ºC na pista, a F1 abriu o terceiro dia de testes coletivos da pré-temporada no circuito de Barcelona. E com mudança no cronograma da Williams. Felipe Massa estava previamente escalado para ir à pista nesta quarta-feira, mas a escuderia britânica optou por manter o jovem Lance Stroll depois de um dia difícil para o novato, que pouco andou na terça-feira. A novidade do dia foi a presença de Nico Rosberg, atual campeão mundial, nos boxes da Mercedes para acompanhar os trabalhos na Catalunha.
 
Tão logo a bandeira verde foi acenada, às 9h locais (5h pelo horário de Brasília), Daniil Kvyat, da Toro Rosso, e Marcus Ericsson, da Sauber foram os primeiros a deixarem os boxes, sendo seguidos por Valtteri Bottas, responsável por abrir a manhã para a Mercedes, e Sebastian Vettel, com a Ferrari. Em seguida ganharam a pista Jolyon Pamer, da Renault; Daniel Ricciardo e o Red Bull RB13; Alfonso Celis Jr., piloto de desenvolvimento da Force India; Romain Grosjean e sua Haas VF-17 e também Fernando Alonso, na luta para conseguir ter um dia livre de problemas com a McLaren.
Sebastian Vettel nesta quarta-feira em Barcelona (Foto: Ferrari)
A primeira volta cronometrada do dia ficou com Sebastian Vettel, que marcou 1min33s459 com pneus médios. Mas o alemão foi melhorando sua marca aos poucos na sequência do seu stint, cravando 1min27s789 em sua melhor passagem. Bottas, com pneus macios, vinha logo atrás. Até que, com meia hora de sessão, tremulou a primeira bandeira vermelha do dia. Jolyon Palmer rodou com sua Renault na entrada da curva 3 e ficou parado na caixa de brita.
 
Com 41 minutos de sessão, o treino foi retomado em Barcelona, com a maioria dos pilotos na pista, exceção feita a Stroll, que continuava nos boxes da Williams. Kvyat logo abriu uma sequência de voltas rápidas com seu STR12 e, com pneus médios, chegou a assumir a liderança do treino. Mas apenas por alguns segundos. Bottas calçou seu Mercedes com pneus supermacios e subiu para o topo da tabela com 1min22s816. Só que Vettel voltava a impressionar com sua Ferrari. Com a equipe em silêncio e trabahando duro para alcançar a Mercedes, o alemão emendou uma grande sequência de voltas e, com pneus médios, marcou 1min22s222, subindo para a ponta da sessão.

Mas pouco depois, com pneus macios, Bottas retomou a liderança no começo do seu stint ao registrar 1min21s632. Contudo, Vettel respondeu com uma boa sequência de voltas com pneus médios e retomou a liderança com 1min21s608. Definitivamente, a Ferrari impressiona com excelente ritmo e consistência. Ao mesmo tempo, Lance Stroll deixava os boxes da Williams para completar suas primeiras voltas de instalação. Outro que fazia bom trabalho era Marcus Ericsson, que tinha um dia até então livre de problemas com o novo Sauber C36.
Fernando Alonso teve um começo de dia bem mais positivo nesta quarta-feira (Foto: Twitter/McLaren)
Ricciardo, por sua vez, realizava testes aerodinâmicos com o carro da Red Bull, de modo que suas marcas não impressionavam. Em contrapartida, Bottas voltava a acelerar e, guiando o W08 com pneus macios e em ritmo de classificação, o finllandês retomava a ponta do treino com 1min21s099. Alonso, enfim, anotava sua primeira volta rápida no dia, subindo para terceiro lugar, à frente de Kvyat, Ericsson e Stroll. Dentre os dez pilotos da sessão, apenas Romain Grosjean não havia marcado tempo.

Finalmente tendo a chance de ganhar mais quilometragem com o novo FW40, Stroll pulou para terceiro lugar na tabela de tempos com 1min23s750, se colocando logo à frente de Alonso e usando pneus macios. Lá na frente, Ferrari, com Vettel, e Mercedes, com Bottas, continuavam sendo as protagonistas da pré-temporada na Espanha. O finlandês voltava aos boxes depois de completar nada menos que 40 voltas com 2h15 de sessão.

E Grosjean enfim registrava um tempo e subia para oitavo, deixando o mexicano Celis em último com a Force India. Quem também melhorava (e bem) era Ericsson, que alcançava o terceiro tempo com 1min22s636 usando pneus macios. O sueco era seguido por Stroll, que melhorava seu tempo de volta ao registrar 1min23s305. Pouco depois, a pista ficou praticamente vazia, com os engenheiros realizando a análise dos dados coletados durante os testes.
Daniel Ricciardo dedicou boa parte da manhã à realização de testes aerodinâmicos (Foto: Twitter/Red Bull Content Pool
Minutos depois, Bottas quebrou o silêncio. E com estilo. Em ritmo de classificação, o finlandês acelerou seu Mercedes e fez a melhor parcial nos três setores para assinalar 1min20s107, novamente com pneus macios, enfiando 1s502 de diferença para o tempo de Vettel. Já a Red Bull mudava seu programa: depois dos testes aerodinâmicos, o time passou a avaliar a performance do RB13 e via Ricciardo em terceiro lugar depois que o australiano anotou 1min22s362.

Logo Ricciardo era superado por Ericsson, que guiava o carro da Sauber calçado com pneus supermacios, sendo o primeiro da manhã a fazê-lo. O sueco registrou 1min22s326, seguido por Stroll, que também havia batido o tempo do piloto da Red Bull. Jolyon Palmer vinha em sexto, à frente de Alonso, Kvyat e Celis, enquanto Grosjean fechava o top-10.

Quando Bottas voltou à pista usando pneus supermacios, aí ficou ainda mais nítido o quão bom e rápido é o novo carro da Mercedes. Logo na sua primeira volta com os compostos 'vermelhos', o finlandês finalmente andou abaixo de 1min20s e registrou 1min19s838, ficando bem longe da concorrência. O nórdico continuou com seu stint e marcou uma série de tempos igualmente rápidos, provando novamente a consistência do novo W08. Quem também mostrava bom trabalho era Ricciardo. A Red Bull finalmente deu as caras de forma competitiva e se colocou em segundo lugar com 1min21s153, com o australiano usando pneus macios.

Só que a Mercedes queria mais: deixar claro a sua supremacia perante as demais equipes. Assim, calçou o carro #77 com pneus ultramacios, os mais rápidos da F1. Assim, Bottas não teve dificuldades para bater o próprio tempo e estabelecer a nova melhor marca da semana em Barcelona: 1min19s705, praticamente assegurando a liderança do treino no período da manhã.

Nos minutos finais da manhã, vários carros ganharam a pista. Alonso, por exemplo, conseguiu melhorar seu tempo usando pneus macios e cravou 1min23s834, mas permaneceu em oitavo lugar. Outro que melhorou foi Celis, que superou o bicampeão com sua Force India e subiu para sétimo, deixando Kvyat em nono lugar (com sua melhor marca sendo aferida com pneus médios) e Grosjean em décimo e último. Segundos antes da bandeira quadriculada, Stroll cometeu um erro e ficou parado na caixa de brita, a exemplo do que aconteceu na última terça-feira.

O GRANDE PRÊMIO acompanha ‘in loco’ a primeira sessão de pré-temporada em Barcelona com os repórteres Thiago Arantes e Evelyn Guimarães e o fotógrafo Arnau Puig. Acompanhe AO VIVO e em TEMPO REAL.

F1, testes coletivos, Barcelona, dia 3, manhã: 

1 77 VALTTERI BOTTAS FIN MERCEDES 1:19.705   75
2 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL TAG HEUER 1:21.153 +1.448 48
3 30 JOLYON PALMER ING RENAULT 1:21.396 +1.691 51
4 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:21.609 +1.904 69
5 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:21.824 +2.119 54
6 18 LANCE STROLL CAN WILLIAMS MERCEDES 1:22.351 +2.646 55
7 34 ALFONSO CELIS MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:23.781 +4.076 39
8 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:23.834 +4.129 28
9 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO RENAULT 1:23.952 +4.247 31
10 8 ROMAIN GROSJEAN FRA HAAS FERRARI 1:25.133 +5.428 27
11 55 CARLOS SAINZ JR. ESP TORO ROSSO RENAULT     1
               
RECORDE FERNANDO ALONSO ESP RENAULT 1:18.483 16/04/2008  
MV (treinos) RUBENS BARRICHELLO BRA BRAWN 1:19.954 09/05/2009  
MV (corrida) KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:21.670 27/04/2008  

Os pneus são...
ultramacios | supermacios | macios | médios | duros
 
PADDOCK GP #66 RECEBE LUCAS DI GRASSI, DEBATE F-E E NOVOS CARROS DA F1


Últimas Notícias
domingo, 28 de maio de 2017
Indy
Indy
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Superbike
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook