F1
17/02/2016 21:02

Chefe da Red Bull faz discurso pessimista e vê Toro Rosso na frente no início de 2016 com motores Ferrari

Christian Horner é a definição de pessimismo no início da temporada 2016 da F1. Descrente de uma evolução gigantesca no motor Renault, o chefe da Red Bull vê a Toro Rosso na frente
Warm Up
Redação GP, de São Paulo

O pessimismo na Red Bull para o início da temporada 2016 da F1 está claro. Após apresentar a pintura que estará no RB12, o chefe do time Christian Horner afirmou que espera um começo complicado e que vê como natural que a Toro Rosso marque mais pontos na primeira fase do campeonato, agora de motor Ferrari.
 
Horner falou em trabalhar com cautela e, sem demonstrar animação, quer surpreender com bom rendimento na segunda metade da temporada.
 
"Nós vamos ficar o tempo todo com os pés no chão esperando causar alguma surpresa com a temporada em andamento. Afinal, sabemos que a primeira metade do ano vai ser bem diferente para nossas ambições", disse.
 
Para o chefe de equipe da Red Bull, é natural que a Toro Rosso avance bem mais, agora impulsionada pelo motor Ferrari. Para os austríacos, tudo dependerá do chassi.
 
"Um exemplo de time que vai avançar bem é a Toro Rosso. Com os novos motores, eles devem ganhar 0s8 por volta. É uma melhora de performance bem considerável. Nós esperamos ter evolução parecida com a temporada em andamento, mas vai depender muito do chassi", seguiu.
Christian Horner aposta na Toro Rosso na frente da Red Bull no início de 2016 (Foto: Getty Images)
Horner apostou que a Toro Rosso irá começar o ano na frente, mas, mostrando finalmente algum otimismo, explicou que crê em um ano melhor para a Renault, gerado pela equipe própria.
 
"No começo do ano, estará, sim. Mas eu acho que isso vai acabar mudando com a temporada em curso. Acho que a Renault, com uma equipe própria, vai ter muito mais noção em termos de performance e de pontos a serem melhorados no motor. Então, acho que vai ser um ano de evolução constante de performance e resultados", completou.
 
A Red Bull, apesar do bom chassi e da ótima dupla da Toro Rosso, terminou 2015 bem na frente da equipe irmã. Os austríacos marcaram 187 pontos contra 67 dos italianos.
 
VEJA A EDIÇÃO #15 DO PADDOCK GP, COM LUCAS DI GRASSI




Últimas Notícias
quinta-feira, 21 de setembro de 2017
MotoGP
Superbike
F1
MotoGP
F-E
MotoGP
MotoGP
Nascar
F1
MotoGP
F-E
F1
F1
MotoGP
Indy
Galerias de Imagens
Facebook