F1
14/07/2017 06:29

Com direito a recorde da pista, Bottas lidera domínio da Mercedes no primeiro treino livre do GP da Inglaterra

A Mercedes começou o fim de semana do GP da Inglaterra sobrando. Valtteri Bottas superou Lewis Hamilton em 0s078 para registrar o melhor tempo do primeiro treino livre, com direito a novo recorde da atual versão do traçado de Silverstone. Sebastian Vettel testou o novo Shield, mas depois ficou atrás da dupla da Red Bull e de Kimi Räikkönen. Fernando Alonso terminou em oitavo, à frente de Felipe Massa
Warm Up
FERNANDO SILVA, de Sumaré

O fim de semana da corrida que encerra a primeira metade da temporada 2017 da F1 começou com a Mercedes ditando o ritmo e sobrando perante as rivais. Grande vencedor do GP da Áustria, no domingo passado, Valtteri Bottas comprovou a grande fase e liderou o primeiro treino livre do GP da Inglaterra, realizado na manhã desta sexta-feira (14). Com direito a novo recorde da atual versão do traçado de Silverstone, o finlandês marcou 1min29s106 e superou Lewis Hamilton por apenas 0s078. A dupla da Red Bull superou a Ferrari com Max Verstappen à frente de Daniel Ricciardo, enquanto Kimi Räikkönen foi o melhor da equipe italiana e finalizou em quinto, seguido por Sebastian Vettel.

O tetracampeão foi o primeiro piloto da F1 a fazer uso do novo Shield, proteção ao piloto no cockpit desenvolvida pela FIA, que pretende adotá-la já em 2018. Vettel foi seguido no treino por Daniil Kvyat e Fernando Alonso, que começou o fim de semana usando a especificação 3 da unidade motriz da Honda. O espanhol, que apresentou bom desempenho, fechou a sessão à frente de Felipe Massa, que teve sua melhor marca estabelecida com pneus macios. Stoffel Vandoorne, também da McLaren, completou o rol dos dez primeiros.

O segundo treino livre do GP da Inglaterra começa logo mais, às 9h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL por meio do novo livetiming.
Em grande fase, Valtteri Bottas foi o mais rápido na manhã desta sexta-feira em Silverstone (Foto: F1/Twitter)
Saiba como foi o primeiro treino livre do GP da Inglaterra de F1

O grande destaque do início do primeiro treino livre em Silverstone foi a estreia do Shield, nova proteção ao piloto no cockpit dos carros de F1, desenvolvida pela FIA, que pretende adotá-la em 2018. O primeiro piloto a fazer uso da peça foi Sebastian Vettel, que completou uma volta de instalação com sua Ferrari #5 com a cúpula antes de voltar aos boxes. Depois, por um bom tempo, o som do silêncio invadiu a pista até que os primeiros tempos de volta fossem finalmente registrados.

Na pista, a novidade era a presença de Antonio Giovinazzi. O pupilo da Ferrari, que fez as duas primeiras corridas da temporada como substituto de Pascal Wehrlein na Sauber, acelerou o carro da Haas no lugar de Kevin Magnussen. E o silêncio na pista era quebrado depois que os primeiros carros registraram tempo, a partir dos 20 minutos de sessão. Com pneus supermacios — os mais rápidos do fim de semana —, Räikkönen anotou 1min32s533 como a primeira volta cronometrada do fim de semana.

Pouco depois, o primeiro carro da Mercedes a marcar tempo foi o de Valtteri Bottas. O finlandês marcou 1min30s788 com pneus macios, enquanto Vettel, já sem o Shield, escapava depois de rodar na segunda parte da curva Becketts. Com uma hora de treino, Verstappen vinha em segundo, também com os macios, seguido por Räikkönen e Vettel, enquanto Massa aparecia em décimo e Hamilton ainda não tinha um tempo competitivo.
A nova proteção de cockpit foi testada na pista pela primeira vez nesta sexta-feira por Sebastian Vettel (Foto: Albert Fàbrega/Twitter)
Em sua primeira volta rápida, Hamilton marcou 1min30s442 na sequência da programação da Mercedes com os pneus macios. Mas logo Bottas retomou a ponta ao registrar marca 0s566 mais rápida. Lewis, na volta seguinte, também andou abaixo de 1min30s antes de regressar aos boxes. E Massa, ao passar por cima da zebra no setor 2, via seu carro espalhar detritos na pista, que foram retirados pelos fiscais.

Após a devolução do primeiro jogo de pneus à Pirelli, os pilotos retornaram à pista para a sequência do treino com a perspectiva de quebra do recorde da versão atual do traçado de Silverstone, em vigor na F1 desde 2010. A melhor marca era de Hamilton, que anotou 1min29s243 no treino classificatório do ano passado, pouco mais de 0s4 mais rápido que o tempo registrado minutos antes por Bottas com os pneus macios. 

O dono do carro #77 voltou à pista com um novo jogo de pneus macios e estabeleceu a nova marca para a atual versão da pista: 1min29s106. Hamilton anotou o melhor primeiro setor, mas perdeu tempo na sequência da sua volta e melhorou um pouco: 1min29s485. A Ferrari continuava na pista sua programação com os pneus supermacios, mas Vettel indicava que trabalhava com uma carga maior de combustível. Seu melhor tempo era 1min30s782, vindo em quarto lugar, atrás também de Verstappen. Alonso aparecia em um bom oitavo lugar, três posições à frente de Massa.
A Red Bull apareceu com destaque no treino desta manhã em Silverstone (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Enquanto Romain Grosjean reclamava da falta de potência do motor Ferrari que empurra a sua Haas, Ricciardo subia para um bom terceiro lugar e também rompia a barreira de 1min30s. Mas Verstappen, em seguida, respondia à altura e anotava 1min29s786 para retomar a terceira colocação, deixando Vettel apenas em quinto.

Sem perder de vista o companheiro de equipe, que começa a despontar como postulante ao título, Hamilton ficou bem perto ao registrar 1min29s184. Na disputa interna na Ferrari, Räikkönen superava Vettel e avançava para a quinta posição, enquanto Massa tinha um bom sétimo lugar quando restavam perto de 20 minutos para o fim da sessão.

Nos minutos finais, quem se destacou foi Daniil Kvyat, que conseguiu encaixar uma sequência de voltas rápidas e subiu para sétimo lugar, ficando pouco mais de 0s3 do tempo de Vettel. Alonso garantiu um oitavo lugar, seguido por Massa e Vandoorne, que comprovou uma melhora no desempenho da McLaren com a nova especificação do motor Honda.

F1, GP da Inglaterra, Silverstone, primeiro treino livre: 

1   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes 1:29.106   29
2   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:29.184 +0.078 29
3   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer 1:29.604 +0.498 26
4   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer 1:29.942 +0.836 19
5   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari 1:30.137 +1.031 19
6   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari 1:30.517 +1.411 19
7   26 Daniil KVYAT RUS Toro Rosso Renault 1:30.895 +1.789 21
8   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda 1:30.993 +1.887 20
9   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes 1:30.999 +1.893 26
10   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda 1:31.041 +1.935 27
11   55 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault 1:31.200 +2.094 24
12   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes 1:31.210 +2.104 32
13   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes 1:31.297 +2.191 33
14   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari 1:31.610 +2.504 24
15   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes 1:31.684 +2.578 24
16   50 Antonio GIOVINAZZI ITA Haas Ferrari 1:32.031 +2.925 24
17   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault 1:32.171 +3.065 19
18   27 Jolyon PALMER ING Renault 1:32.450 +3.344 16
19   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari 1:33.029 +3.923 23
20   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari 1:33.339 +4.233 26
          Tempo 107% 1:35.343 +6.237  
                 
Recorde Valtteri BOTTAS FIN Mercedes 1:29.106 14/07/2017  
Melhor volta Fernando ALONSO ESP Ferrari 1:30.874 11/07/2010  

MORBIDELLI VÊ ROSSI COMO INSPIRAÇÃO E DIZ QUE CONSELHO O TORNOU MAIS AGRESSIVO NAS CORRIDAS


Últimas Notícias
quinta-feira, 23 de novembro de 2017
F1
Indy
MotoGP
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook