F1
10/11/2016 17:50

Com saída de Massa, Petrobras encerra parceria com Williams ao final de 2016 após três temporadas

A Petrobras decidiu encerrar a parceria com a Williams ao final da temporada, deixando o time de Grove junto com Felipe Massa, que se aposenta da F1. As metas da petrolífera — fornecer combustível — não foram atingidas
Warm Up, de Interlagos
AMÉRICO TEIXEIRA JR., de Interlagos

A saída de Felipe Massa ao final da temporada 2016 também vai implicar no fim da parceria entre Petrobras e Williams. A petrolífera brasileira, tradicional patrocinadora do time de Grove, resolveu não renovar o acordo para 2017. 
 
A Williams e a Petrobras haviam reatado a parceria em 2014 e o acordo inicial previa três anos de contrato. A relação, porém, vem de bem mais longe, já que empresa e equipe já estavam juntas em 1998, o primeiro ano do hiato de títulos do time britânico.
Bottas e Stroll vão formar a dupla da Williams em 2017, mas o carro não terá a Petrobras estampada (Foto: Williams)
A Petrobras forneceu combustível para a Williams até 2008, conquistando dez vitórias em 11 temporadas, seis com Ralf Schumacher e quatro com Juan Pablo Montoya. Desta vez, porém, a parceria era técnica, com o fornecimento do fluído de câmbio. 
 
Em julho deste ano, a Petrobras até chegou a se reunir com dirigentes da Renault, visando fornecer combustível para a Toro Rosso, que em 2017 volta a usar os motores da montadora francesa.
 
Leia a matéria completa no DIÁRIO MOTORSPORT, parceiro do GRANDE PRÊMIO.

GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' o GP do Brasil de F1 com Flavio Gomes, Evelyn Guimarães, Fernando Silva e Rodrigo Berton. Acompanhe o noticiário aqui.


Últimas Notícias
domingo, 30 de abril de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Indy
Indy
Indy
sábado, 29 de abril de 2017
Indy
Rali
Galerias de Imagens
Facebook