F1
21/10/2017 14:21

Consultor da Red Bull reconhece seca de talento no programa de jovens e revela novo plano: contratar kartistas

O consultor da Red Bull e chefe da academia de pilotos da equipe, Helmut Marko, admitiu que existe um escassez de talento no programa de jovens pilotos da marca dos energéticos. Como formo de solucionar o problema, resolveu mudar a abordagem e começar a contratar kartistas para desenvolver a partir dos primeiros passos nos monopostos
Warm Up, do Circuito das Américas
Redação GP, do Rio de Janeiro

O fato de a Red Bull escolher alguém de fora da academia de pilotos da equipe com foco na F1 para substituir Pierre Gasly no GP dos Estados Unidos deste fim de semana deixou claro que o programa de jovens da marca dos energéticos passa por uma crise de talento. Em Austin, o coordenador do programa, Helmut Marko, não apenas nem tentou negar o problema como confirmou e contou que está assumindo um novo caminho para o futuro: contratar kartistas.
 
Marko admitiu que ninguém afiliado à Red Bull mostrou nas categorias-satélite que merece estar na F1. Dois dos pilotos que estava à frente do programa, Sérgio Sette Câmara e Niko Kari, foram desligados no último ano e Sean Gelael não é visto como um talento em condições. Assim sendo, visando repaginar a academia da Red Bull, Marko contratou quatro jovens kartistas que ainda não têm qualquer experiência com monopostos. 
 
"É isso mesmo. Não há ninguém hoje na F2 ou F3 e nem na GP3, então tomamos um novo caminho e assinamos com quatro jovens pilotos de kart no final de setembro", contou. "Um deles é Jack Doohan, o filho de 14 anos de idade de Mick, a lenda da MotoGP", afirmou. Mick Doohan, claro, é um pentacampeão do Mundial de Motovelocidade.
 
Sobre Brendon Hartley, Marko lembrou que era rápido quando fazia parte da academia da Red Bull, embora cometesse muitos erros. Depois de deixar o programa e a academia, se transformou num dos melhores pilotos do mundo no endurance, faturando título mundial e as 24 Horas de Le Mans pela Porsche. Agora que a Porsche está deixando o WEC, ele ficou liberado para negociar com quem quisesse.
Helmut Marko (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
"Não tem muito piloto com direito à superlicença. brendon sempre foi rápido quando era da academia da Red Bull, ele apenas não aguentou a pressão e cometeu erros. Mas sempre mantivemos contato com ele, até pelo patrocínio", seguiu.
 
"Quando ficou claro que precisávamos de outro piloto, queríamos alguém do nosso programa. Sébastien Buemi tem contrato com a Toyota, o que talvez não fosse um problema, mas também tem um contrato com a Dams [na F-E]. Mas Brendon foi liberado [pela Porsche], então o escolhemos", encerrou.

O terceiro treino livre para o GP dos EUA acontece neste sábado,a partir das 14h. Depois, o treino de classificação está marcado para as 19h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO cobre a etapa texana da F1 ‘in loco’ e AO VIVO e em TEMPO REAL.  
RITMO DE FESTA

PADDOCK GP CHEGA À EDIÇÃO 100 COM HISTÓRIAS IMPERDÍVEIS DE EDGARD MELLO FILHO
 

Últimas Notícias
quarta-feira, 22 de novembro de 2017
Stock Car
MotoGP
Indy
F1
F1
MotoGP
F1
Copa Grande Prêmio
F1
Endurance
Outras
Outras
Stock Car
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook