F1
17/04/2017 07:14

Depois de nova derrota para Ferrari, Mercedes se diz pronta para repensar ordens de equipe na F1

Chefe da Mercedes, Toto Wolff admitiu que o time tricampeão deve repensar o uso das ordens de equipe neste ano, especialmente diante da briga acirrada que trava com a Ferrari. O austríaco se mostrou relutante e deixou claro que não concorda com a ação, mas reconheceu que, às vezes, uma decisão precisa ser tomada
Warm Up
Redação GP, de Curitiba
 

Outrora defensora da política da igualdade de condições, a Mercedes já admite que pode repensar as ordens de equipes. A declaração veio na esteira da segunda derrota para a Ferrari na temporada 2017 da F1. No Bahrein, a equipe alemã foi batida também por uma melhor estratégia do time italiano, que colocou Sebastian Vettel na liderança isolada do Mundial de Pilotos
 
E por conta da tática adversária e de uma punição a Lewis Hamilton, a esquadra prateada ordenou a Valtteri Bottas, por duas vezes, que cedesse a colocação ao tricampeão, em uma tentativa de colocar o inglês em posição de brigar com Vettel pela vitória. No fim, o britânico cruzou a linha de chegada 6s atrás do alemão.
 
"Nós não gostamos nada disso", disse Toto Wolff, o chefão da Mercedes, quando questionado sobre a possibilidade de a equipe adotar uma postura diferente em 2017, especialmente porque agora tem outro time na disputa. "Não é o que fizemos nos últimos anos, mas a situação agora é diferente, por isso precisamos de uma análise adequada de onde estamos e o que isso vai significar", admitiu.
Valtteri Bottas teve ceder posição a Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)

"Gostaríamos de dar oportunidades iguais no início da corrida, acho que devemos isso a eles. Então, você vê o que fizemos, nós tivemos de dar a ordem duas vezes, porque sentimos que era a única possibilidade de vencer a corrida", acrescentou o austríaco.
 
O dirigente, em seguida, deixou claro que as ordens surgiram apenas por conta das circunstâncias. "É importante dizer que sempre vamos dar oportunidades iguais a eles no início da corrida. Você tem dois carros na primeira fila, então se eles estão lutando pelo primeiro e o segundo lugares, é preciso deixá-los brigar. Agora, quando um deles tem problema no carro, como tivemos na corrida, então temos de considerar outras situações. Foram três corridas, então você não quer fazer isso", concluiu.
 
No Bahrein, o pole Bottas teve problemas com a pressão de pneus e, por isso, acabou perdendo rendimento. E não pode imprimir o mesmo ritmo de Hamilton. O finlandês terminou a corrida na terceira colocação logo atrás do vencedor Vettel e do companheiro de equipe.
 
PADDOCK GP #73 DEBATE: VERSTAPPEN É O PILOTO MAIS IMPRESSIONANTE DA F1?



Últimas Notícias
quarta-feira, 23 de agosto de 2017
F1
F1
MotoGP
Shell
terça-feira, 22 de agosto de 2017
Rali
Copa Grande Prêmio
F1
F1
Seletiva BR
F1
F-E
F1
F1
MotoGP
F1
Galerias de Imagens
Facebook