F1
07/01/2017 13:30

Diretor da Force India comemora trabalho avançado e revela que novo carro passou pelo crash-test da FIA

Quarta força da F1 em 2016, a Force India abriu o novo ano cheia de motivação para continuar avançando ainda mais seu patamar no esporte. Pela primeira vez, a equipe de Silverstone construiu o próprio monocoque. O novo chassi foi submetido com êxito ao teste de impacto realizado pela FIA. A apresentação do novo carro está marcada para 22 de fevereiro
Warm Up
Redação GP, de Sumaré
 
Com nova dupla de pilotos, estabilizada financeiramente e em franca evolução na F1 depois de garantir o melhor resultado da sua história ao terminar o Mundial de Construtores de 2016 em quarto lugar, a Force India abre uma nova era em 2017. Os trabalhos com o novo VJM10 estão bastante adiantados. O novo carro foi submetido com êxito ao teste de impacto obrigatório realizado pela FIA, passando logo pela primeira vez, sem a necessidade de alterações para avançar ao crash-test. Assim, os trabalhos vão se encaminhando com bom ritmo antes da apresentação oficial, marcada para 22 de fevereiro, cinco dias antes do início da pré-temporada em Barcelona.
 
Em 2017, a Force India vai contar com o já experiente Sergio Pérez, que terá ao seu lado não mais Nico Hülkenberg, que partiu para uma nova aventura na F1 correndo pela Renault, mas a jovem revelação francesa Esteban Ocon, que chegou ao time de Silverstone com a bênção da Mercedes, parceira fornecedora de motores.
 
Em entrevista à revista norte-americana ‘Racer’, Otmar Szafnauer, diretor de operações da Force India, comemorou o bom trabalho que a equipe de Silverstone tem feito nos preparativos visando a temporada 2017.
A Force India trabalha com afinco no sucessor do VJM09 para 2017 (Foto: Force India)
“Estamos bem com a fabricação do novo carro. Passamos em todos os testes da FIA, o que é muito bom. Passamos de primeira. Superamos todos os crash-test, e isso é incrível, já que tudo é novo”, salientou o dirigente, citando o fato de que o novo carro será completamente diferente do VJM09 em razão da adoção do novo regulamento técnico, que vai entrar em vigor a partir desta temporada.
 
“Pela primeira vez nós laminamos e fabricamos o monocoque dentro da empresa, e tudo correu muito bem. Também fizeram uma série de testes no chassi e também avançamos. Até então, nós sempre comprávamos o monocoque”, revelou o engenheiro da Force India, destacando que neste momento há uma maior independência da Force India quanto ao desenvolvimento, e isso permite a realização de trabalhos com mais rapidez e eficiência, sem recorrer a outras instalações.
 
“Agora nós temos o controle e podemos reduzir os tempos de fabricação para dispor de algo a mais de margem para design e desenvolvimento. Isso deve ajudar muito na performance do carro”, finalizou Szafnauer.
 

Últimas Notícias
segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017
Motociclismo
Outras
MotoGP
Superbike
Stock Car
Outras
MotoGP
F1
MotoGP
F1
MotoGP
F1
MotoGP
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook