F1
23/03/2016 17:45

Diretor da Williams critica parceria entre Haas e Ferrari e diz que status de construtora na F1 “está sendo implodido”

O diretor-técnico da Williams, Pat Symonds, não gosta do modelo de parceria técnica que Haas e Ferrari estão operando na F1 pela primeira vez em 2016. Para ele, esse tipo de relação vai acabar com o significado de construtora na F1
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

A Haas chegou à F1 em 2016 com uma nova proposta de desenvolvimento técnico. Comprando todos os componentes possíveis da Ferrari, o time norte-americano inaugurou uma nova era das parcerias tecnológicas - algo visto por muita gente como uma saída para as equipes médias. A Haas, por exemplo, estreou na F1 com um sexto lugar para Romain Grosjean. Nem todo mundo gosta, porém. O diretor-técnico da Williams, Pat Symonds, é um dos insatisfeitos.
 
Para o veterano da F1, é um caminho que se inicia para fazer o significado de construtora começar a ruir. Symonds não reclama agressivamente, afinal sabe que a Haas está dentro das regulamentações. Deixa claro, porém, que não gosta do panorama que se desenha.
 
"Acho que o status de construtora está sendo gradualmente implodido. Alguns gostariam que fosse implodido por completo. Creio que o que a Haas está fazendo é bom para ela, mas não sei se é para onde a F1 devesse estar indo. É totalmente legal, mas é o que a F1 quer? Não tenho certeza", questionou.
Rob Smedley e Pat Symonds (Foto: Glenn Dunbar/Williams)
Symonds lembra que quando começou a permissão para que uma equipe comprasse partes de outra, as partes que podiam ser negociadas eram algumas que pouco influiam no desempenho do carro. Hoje é diferente.
 
"Quando saíram as partes listadas, as partes listadas originais foram bem pragmáticas. Permitia que você vendesse algumas coisas sensíveis como transmissão, que são caras e com pouco impacto no desempenho. Mas abriu muito - e querem que abra ainda mais. Eu preferiria que a F1 tivesse mais ênfase nos construtores", encerrou.
 
A Williams de Symonds começou o ano com um quinto lugar para Felipe Massa e um oitavo para Valtteri Bottas, mas se vendo em apuros quando comparada às rivais da marca dos energéticos, por exemplo.
 
VEJA A EDIÇÃO #21 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA F1 E MOTOGP




Últimas Notícias
sexta-feira, 23 de junho de 2017
F1
F1
F1
Indy
F1
Endurance
F1
F1
MotoGP
F2
MotoGP
MotoGP
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook