F1
20/03/2017 12:28

Ecclestone mostra preocupação e teme que críticas façam Hamilton abandonar F1 no fim do ano

Bernie Ecclestone teme que Lewis Hamilton decida seguir os passos do seu ex-companheiro de equipe, Nico Rosberg, e decida deixar o grid da F1 em um futuro próximo. O dirigente britânico acredita que as críticas direcionadas ao piloto da Mercedes, bem como um possível domínio em 2017 possam fazer com que Hamilton fique cansado do esporte. David Coulthard pensa da mesma forma
Warm Up
Redação GP, de Sumaré
 

Cinco dias depois do encerramento da temporada 2016, Nico Rosberg surpreendeu o mundo do esporte ao anunciar sua aposentadoria das pistas. Bernie Ecclestone, ex-chefe supremo da F1, teme que Lewis Hamilton possa repetir os passos do seu antigo companheiro de Mercedes e deixe a categoria no fim deste ano. Na visão do dirigente e empresário britânico, Lewis pode se cansar das críticas e, caso domine a temporada 2017, há uma possibilidade de o piloto se cansar e decidir buscar outros rumos na vida.
 
Hamilton nunca escondeu seu apreço pelo showbiz e também pela música, afirmando, mais de uma vez, que pensa em trilhar uma carreira artística quando encerrar sua passagem pelo esporte. Tricampeão mundial de F1, Lewis tem contrato com a Mercedes até o fim da próxima temporada.
 
Em entrevista à emissora britânica ‘Sky Sports’, Ecclestone acredita que Hamilton pode considerar seu futuro na F1 se não tiver adversários à sua altura, o que tornaria uma temporada sem emoções para ele e para a própria categoria como um todo. Bernie enxerga em Lewis um elemento importante para a F1 justamente por seu caráter midiático.
Bernie Ecclestone teme que Lewis Hamilton decida deixar a F1 no fim do ano (Foto: AP)
“O que me preocupa um pouquinho é se Lewis de repente pensa consigo mesmo: ‘Digo o que vou fazer, tive gente o suficiente para me criticar, vou estar na pole em todas as corridas, vencer todas as corridas e parar no fim do ano’. Espero que ele não faça isso”, declarou Bernie.
 
David Coulthard também partilha da opinião de Ecclestone e acredita que Hamilton pode se cansar do mundo da F1 a qualquer momento.
 
“Não levaria muito para ele dizer, por falta de uma palavra melhor, foda-se. Muito obrigado, estou fora. Poderia ser mais cedo do que todos nós desejamos. Ele tem dinheiro suficiente para tomar essas decisões”, disse o ex-piloto de Williams, McLaren e Red Bull na F1.
 
Na visão do escocês, Hamilton caminha para, em breve, não ter mais o brilho nos olhos e a paixão que motiva cada piloto a buscar superar seus limites. Para Coulthard, Hamilton pode considerar buscar outras paixões fora do esporte.
 

“Quando as coisas estão funcionando bem, você vê a paixão, você pode ver o espírito de menino no cara. Mas quando você o vê recebendo as mesmas perguntas dia sim, dia não, você ver os olhos cansados. E quando a paixão vai embora, você pode enganar as pessoas, mas não pode enganar a si mesmo. Ele poderia cair fora durante a temporada”, explicou.
 
Hamilton, além dos três títulos mundiais, ostenta um currículo que o coloca entre os melhores pilotos da F1 em todos os tempos: são 53 vitórias, 61 poles, 31 voltas mais rápidas, 104 pódios e 2.247 pontos em 188 GPs disputados no Mundial.
 

PADDOCK GP #69 DEBATE ABERTURA DA INDY, TESTES DA F1 E MOTOGP E LEMBRA JOHN SURTEES


Últimas Notícias
segunda-feira, 22 de maio de 2017
Warm Up
Indy
Indy
Brasileiro de Turismo
Superbike
Superbike
Stock Car
Superbike
Superbike
Superbike
Stock Car
Indy
Indy
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook