F1
27/02/2017 15:32

Em dia cheio de problemas, Alonso vai embora jogar tênis e elogia carros novos: “Parecem de F1”

Espanhol deu apenas 29 voltas no Circuito de Barcelona, ficou com o décimo tempo do dia e não escondeu a decepção com falha mecânica. Para não perder tempo parado, foi até hotel 'bater uma bolinha'
Warm Up
THIAGO ARANTES, de Barcelona
 

Fernando Alonso não foi o mais rápido no primeiro dia de teses da temporada 2017 da Fórmula 1. Mas nem assim o espanhol da McLaren perdeu seu protagonismo: ele foi uma das estrelas do dia no Circuito de Barcelona. Principalmente pela que fez fora da pista.

Dentro do carro, Alonso não pôde fazer muito. Logo em sua primeira volta, ainda no início da manhã na Catalunha, um problema na unidade de força impediu o bicampeão de completar uma única volta rápida. A única solução era uma troca. 

Se perderia tempo de pista, o espanhol tratou pelo menos de não perder fora dela. “Quando me falaram que ia demorar, fui pro hotel treinar um pouco, fazer esporte”, afirmou. Pouco depois, o asturiano deu mais detalhes de como passou boa parte do dia – questionado sobre que sensações tinha sobre o carro, disse: “Fiquei a manhã inteira jogando tênis, então...”. 

Vazamento de óleo interrompeu a manhã de testes de Alonso com o MCL32 (Foto: Reprodução/Twitter)

Foi um dos bons momentos da entrevista pós-testes que Alonso concedeu em um abarrotado hospitality center da McLaren. Ele é, de longe, o piloto que mais desperta interesse da imprensa que cobre a pré-temporada em Barcelona. 

Uma mídia, sobretudo a espanhola, exigente com o bicampeão, que não perdeu a chance de dar uma cutucada. “É muito compreensível, é até atraente: eu saio pra pista e tenho que trocar a unidade de força na primeira volta... A manchete de todo mundo fica mais fácil, é fácil pensar em várias coisas”, afirmou. 

Alonso admitiu, contudo, que perder tempo de pista é uma péssima notícia, ainda mais em um ano com tantas mudanças de regulamento. “Não podemos esconder que perdemos um tempo importante, porque temos muitas coisas para ver, muito o que entender de aerodinâmica, de pneus, estilo de pilotagem, saídas, pit stops... Há infinitas coisas para testar e hoje não conseguimos”, disse. 

Sobre o regulamento, aliás, o asturiano soltou um elogio – que também é uma crítica às regras das temporadas anteriores. “Gostei do que vi ontem, gostei do que vi hoje... Os carros que vi na pista eram bonitos, pareciam carros de F1. Espero que as pessoas também tenham essa sensação, seja em casa ou nos autódromos. E espero que possam esquecer o que viram nos últimos anos”, ironizou o piloto, um dos mais ferrenhos críticos dos regulamentos dos últimos anos. 

Com tantos problemas, Alonso completou 29 voltas e acabou o dia de testes na décima – e penúltima – colocação, com a melhor volta em 1min24s852. Lewis Hamilton, da Mercedes, liderou a tabela de tempos com 1min21s765; que mais completou voltas no dia foi Sebastian Vettel, da Ferrari, com 126. 

PADDOCK GP #66 RECEBE LUCAS DI GRASSI, DEBATE F-E E NOVOS CARROS DA F1



Últimas Notícias
quinta-feira, 27 de julho de 2017
Copa Grande Prêmio
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Copa Grande Prêmio
F1
F1
Copa Grande Prêmio
Nascar
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook