F1
23/11/2017 15:11

Ericsson confirma negociação para Sauber virar 'time B' da Ferrari e admite preocupação com futuro

Marcus Ericsson explicou que sua situação na Sauber segue indefinida em 2018 porque de fato existe uma negociação entre a equipe suíça e a Ferrari para que os italianos coloquem dois de seus novos talentos nos carros azuis. Mesmo assim, o sueco se disse confiante em relação à permanência para o ano que vem
Warm Up
Redação GP, de São Paulo

Marcus Ericsson é um dos nomes que tentam permanecer no grid da F1 em 2018, mas que não têm o futuro nas próprias mãos. Nesta quinta-feira (23), o sueco comentou que sabe que a Ferrari está fazendo de tudo para transformar a Sauber em sua 'equipe B', mas que não faz ideia da resposta que será dada pelos suíços. Para Ericsson, sua sequência na F1 depende exclusivamente do quão próxima vai ser a relação entre Sauber e Ferrari a partir da próxima temporada.
 
Ericsson, que segue sem ter anotado pontos em 2018, admitiu que sua maior preocupação é em relação à proximidade de Ferrari e Sauber. De acordo com o sueco, os italianos tão mesmo tentando colocar dois de seus pilotos no time suíço. Nesta lógica, Charles Leclerc e Antonio Giovinazzi pintam como grandes favoritos aos postos.
 
"Pelo que sei, minha situação vai se resolver quando a Sauber e a Ferrari terminarem de negociar como será a relação delas e o que vai estar incluído nessa relação. Eu sei que a Ferrari está fazendo de tudo para colocar dois pilotos dela na Sauber e é isso que mais tem me preocupado, mas não tem nada decidido ainda", disse ao site norte-americano 'Motorsport.com'.
Marcus Ericsson está desconfortável com sua situação (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Segundo Marcus, aliás, esta parece ser a única possibilidade de perder seu cockpit para a temporada 2018.
 
"A menos que a Ferrari consiga colocar os dois pilotos dela, obviamente, eu estou confiante e esperançoso de que estarei em um carro da Sauber no ano que vem", seguiu.
 
Ericsson também foi perguntado sobre a possibilidade de buscar novos rumos na carreira em outras categorias. Por mais que garanta que seus agentes têm bons contatos em outros campeonatos, o sueco garantiu que nem pensa nisso ainda.
Antonio Giovinazzi é um forte candidato a ir para a Sauber caso os suíços virem a 'Ferrari B' (Foto: Haas)
"Obviamente meus agentes mantêm contato com outras categorias, mas meu foco está todo em guiar e terminar a temporada de maneira forte. Quando penso no ano que vem, me vejo na F1. É essa a meta", falou.
 
O piloto da Sauber admitiu um desconforto por ainda não ter seu futuro assegurado quase em dezembro, mas falou em manter o foco na pilotagem e em seguir superando Pascal Wehrlein, como fez nas últimas corridas.
 
"É meio estranho, sim, ir para a última corrida da temporada e ainda não ter certeza do que vai fazer no ano que vem. É sempre uma preocupação, mas eu estou confiante de que estarei no grid da F1 em 2018. Desde as férias de verão eu votei bem mais forte, tive algumas corridas muito boas, ótimas performances e tenho batido meu companheiro de equipe na maioria das vezes. É o que preciso seguir fazendo neste final de semana", completou.
 
“CHORAVA COMO UM BEBÊ”

FÉLIX DA COSTA REVELA TRISTEZA APÓS PERDER CHANCE NA F1


Últimas Notícias
sexta-feira, 15 de dezembro de 2017
F1
Truck
Kart
Truck
Kart
MotoGP
F1
F1
Truck
Kart
MotoGP
F1
F1
F1
Kart
Galerias de Imagens
Facebook