F1
13/09/2017 04:50

Ex-chefão da F1, Ecclestone prevê permanência de Alonso e diz que fracasso da Honda “foi culpa da McLaren”

Em entrevista ao jornal britânico ‘Daily Mail’, Bernie Ecclestone disse que Fernando Alonso vai continuar na F1 e na McLaren pelo menos por mais uma temporada após o acordo da equipe com a Renault, restando apenas a oficialização. Mas o ex-dirigente entende que a Honda não tem culpa no fracasso desta nova aliança com o time de Woking: “A culpa foi da McLaren”
Warm Up
Redação GP, de Sumaré

Mesmo longe do comando da F1 após a nova gestão do Liberty Media assumir os rumos da categoria, Bernie Ecclestone segue sendo uma voz influente no esporte. E não deixou de dar a sua opinião a respeito da fracassada nova aliança entre McLaren e Honda, que ruiu em 2017 depois de três anos cheios de problemas e raríssimos bons momentos. Mas o ex-chefão da F1 acredita que a culpa pelo insucesso da aliança se deve à McLaren e não à Honda. 
 
Na visão do britânico, presidente honorário da F1, o novo acordo entre McLaren e Renault, pendente apenas de anúncio oficial, representa a permanência na F1 e na equipe britânica. No entanto, em razão da turbulenta parceria com a Honda, Ecclestone não acredita que a relação entre time e a fornecedora francesa vai ser melhor sucedida.
ALONSO SEM HONDA EM 2018?

É CAPAZ DE A TORO ROSSO IR BEM E A RENAULT FALHAR NA MCLAREN 
“O acordo com a Renault está feito. A permanência de Alonso é uma grande notícia, mas não sei por que a McLaren vai ser mais feliz com a Renault do que com a Honda. Não foi culpa da Honda que as coisas não funcionaram, foi da McLaren”, opinou Bernie em entrevista ao jornal britânico ‘Daily Mail’.
Bernie Ecclestone apontou a McLaren como culpada pelo fracasso da Honda nos últimos anos (Foto: Beto Issa)

Para Ecclestone, faltou, por parte da McLaren, um melhor trabalho em conjunto e apoio à fornecedora de Sakura, que vai permanecer na F1 como parceira da Toro Rosso, restando também apenas o anúncio oficial. “Cada dia discutiam algo, ao invés de trabalhar com eles, foi algo um pouco estúpido”, disparou o ex-dirigente.
 
A expectativa é que os anúncios sobre os rumos da McLaren com a Renault, bem como a nova parceria entre Toro Rosso e Honda e a possível ida de Carlos Sainz para a Renault sejam anunciadas nos próximos dias em Singapura, palco da 14ª etapa da temporada 2017 do Mundial de F1, neste fim de semana.

Últimas Notícias
quarta-feira, 13 de setembro de 2017
Copa Grande Prêmio
F1
F1
F1
MotoGP
F1
F1
MotoGP
F1
terça-feira, 12 de setembro de 2017
Nascar
Copa Grande Prêmio
F-E
F1
Porsche GT3 Cup
Outras
Galerias de Imagens
Facebook