F1
31/12/2016 07:38

Favorito à vaga de Rosberg, Bottas fez visita secreta à fábrica da Mercedes pouco antes do Natal, revela site

De acordo com o site norte-americano ‘Motorsport.com’, Valtteri Bottas fez uma visita secreta à fábrica da Mercedes, na Inglaterra, pouco antes do Natal. Segundo a publicação, o finlandês esteve na sede para ajustar posições de banco e ajudar no planejamento técnico para 2017. O nórdico é o nome mais forte para substituir o campeão e agora aposentado, Nico Rosberg
Warm Up
Redação GP, de Leipzig
 

Valtteri Bottas está cada vez mais perto de assumir o lugar de Nico Rosberg na Mercedes a partir de 2017. De acordo com informações do site norte-americano 'Motorsport.com', o finlandês fez uma visita secreta à sede da equipe alemã, na cidade inglesa de Brackley, nos dias que antecederam ao Natal. 
 
Ainda segundo a publicação, entende-se que Bottas esteve na fábrica com o objetivo de ajustar as posições de banco do cockpit, como forma de ajudar no planejamento e nos preparativos técnicos iniciais com os engenheiros, visando o próximo ano, quando a F1 vai sofrer uma drástica mudança de regulamento. 
 
O nórdico é o nome mais forte para substituir Rosberg, recém-aposentado do Mundial, e se colocar como novo companheiro de equipe de Lewis Hamilton. 
Valtteri Bottas parece estar cada vez mais próximo da vaga na Mercedes (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Também pouco antes do Natal, o GRANDE PRÊMIO revelou que Felipe Massa aceitou deixar a aposentadoria e voltar a competir na F1 pela Williams, ocupando justamente a vaga de Bottas. No entanto, acredita-se que Massa tenha imposto uma cláusula no acordo: a que invalida seu retorno caso Valtteri não seja escolhido pela Mercedes como o substituto de Nico. O valor do contrato entre o brasileiro e a equipe inglesa é de € 6 milhões, ou R$ 21 milhões convertidos, também como apurou o GP.
 
A verdade é que, diante do interesse da Mercedes em Bottas, a equipe inglesa teve de ir ao mercado buscar um piloto experiente por uma série de razões. Uma delas, o patrocínio-máster da Martini. O GP apurou que a marca de bebida alcoólica não pode fazer propaganda com 'atores' abaixo dos 25 anos de idade, algo que é proibido pela legislação de vários países - inclusive no Reino Unido. Portanto ter Lance Stroll, 18, ao lado de outro novato significaria que a principal mecenas da equipe não poderia usar qualquer um dos dois pilotos para fins de publicidade e imagem.
 
A Mercedes, por sua vez, segue calada. A esquadra chefiada por Toto Wolff já disse que não pretende fazer nenhum anúncio neste fim de ano.  E prometeu que, qualquer novidade, só virá à tona depois do dia 3 de janeiro, quando retorna ao trabalho.
 
Toda essa reviravolta no mercado de pilotos é reflexo da decisão surpreendente de Rosberg, o campeão de 2016 da F1. Apenas cinco dias depois de conquistar o título pela primeira vez na carreira, o alemão anunciou a aposentadoria imediata do esporte, abrindo mão de um dos mais cobiçados lugares do grid. Desde então, a equipe prateada corre para encontrar um substituto. 
 
Diversos nomes surgiram na lista da Mercedes, como Fernando Alonso e Nico Hülkenberg, além dos jovens Esteban Ocon e Pascal Wehrlein – atualmente reserva do time. No fim, apenas Bottas e Wehrlein sobraram como opções mais reais. E uma vez que o time opte por Valtteri, Pascal deve retomar as negociações com a Sauber, paradas desde o anúncio de Rosberg. 


Últimas Notícias
segunda-feira, 23 de outubro de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
MotoGP
F1
F1
Nascar
F1
F1
Nascar
F1
MotoGP
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook