F1
31/12/2016 07:38

Favorito à vaga de Rosberg, Bottas fez visita secreta à fábrica da Mercedes pouco antes do Natal, revela site

De acordo com o site norte-americano ‘Motorsport.com’, Valtteri Bottas fez uma visita secreta à fábrica da Mercedes, na Inglaterra, pouco antes do Natal. Segundo a publicação, o finlandês esteve na sede para ajustar posições de banco e ajudar no planejamento técnico para 2017. O nórdico é o nome mais forte para substituir o campeão e agora aposentado, Nico Rosberg
Warm Up
Redação GP, de Leipzig
 

Valtteri Bottas está cada vez mais perto de assumir o lugar de Nico Rosberg na Mercedes a partir de 2017. De acordo com informações do site norte-americano 'Motorsport.com', o finlandês fez uma visita secreta à sede da equipe alemã, na cidade inglesa de Brackley, nos dias que antecederam ao Natal. 
 
Ainda segundo a publicação, entende-se que Bottas esteve na fábrica com o objetivo de ajustar as posições de banco do cockpit, como forma de ajudar no planejamento e nos preparativos técnicos iniciais com os engenheiros, visando o próximo ano, quando a F1 vai sofrer uma drástica mudança de regulamento. 
 
O nórdico é o nome mais forte para substituir Rosberg, recém-aposentado do Mundial, e se colocar como novo companheiro de equipe de Lewis Hamilton. 
Valtteri Bottas parece estar cada vez mais próximo da vaga na Mercedes (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Também pouco antes do Natal, o GRANDE PRÊMIO revelou que Felipe Massa aceitou deixar a aposentadoria e voltar a competir na F1 pela Williams, ocupando justamente a vaga de Bottas. No entanto, acredita-se que Massa tenha imposto uma cláusula no acordo: a que invalida seu retorno caso Valtteri não seja escolhido pela Mercedes como o substituto de Nico. O valor do contrato entre o brasileiro e a equipe inglesa é de € 6 milhões, ou R$ 21 milhões convertidos, também como apurou o GP.
 
A verdade é que, diante do interesse da Mercedes em Bottas, a equipe inglesa teve de ir ao mercado buscar um piloto experiente por uma série de razões. Uma delas, o patrocínio-máster da Martini. O GP apurou que a marca de bebida alcoólica não pode fazer propaganda com 'atores' abaixo dos 25 anos de idade, algo que é proibido pela legislação de vários países - inclusive no Reino Unido. Portanto ter Lance Stroll, 18, ao lado de outro novato significaria que a principal mecenas da equipe não poderia usar qualquer um dos dois pilotos para fins de publicidade e imagem.
 
A Mercedes, por sua vez, segue calada. A esquadra chefiada por Toto Wolff já disse que não pretende fazer nenhum anúncio neste fim de ano.  E prometeu que, qualquer novidade, só virá à tona depois do dia 3 de janeiro, quando retorna ao trabalho.
 
Toda essa reviravolta no mercado de pilotos é reflexo da decisão surpreendente de Rosberg, o campeão de 2016 da F1. Apenas cinco dias depois de conquistar o título pela primeira vez na carreira, o alemão anunciou a aposentadoria imediata do esporte, abrindo mão de um dos mais cobiçados lugares do grid. Desde então, a equipe prateada corre para encontrar um substituto. 
 
Diversos nomes surgiram na lista da Mercedes, como Fernando Alonso e Nico Hülkenberg, além dos jovens Esteban Ocon e Pascal Wehrlein – atualmente reserva do time. No fim, apenas Bottas e Wehrlein sobraram como opções mais reais. E uma vez que o time opte por Valtteri, Pascal deve retomar as negociações com a Sauber, paradas desde o anúncio de Rosberg. 

Últimas Notícias
domingo, 26 de fevereiro de 2017
Nascar
F1
F1
F1
Nascar
MotoGP
F1
F1
F1
F1
Rali
F1
Superbike
MotoGP
sábado, 25 de fevereiro de 2017
F1
Galerias de Imagens
Facebook