F1
22/12/2014 14:11

Ferrari desfalca Mercedes e confirma contratação Jock Clear para cargo de diretor de engenharia

A Ferrari confirmou nesta segunda-feira (22) a contratação do engenheiro Jock Clear. O inglês de 51 anos trabalhou diretamente com Lewis Hamilton nesta temporada e teve papel fundamental na briga do piloto com o colega de Mercedes, Nico Rosberg, pelo título mundial
Warm Up
Redação GP, de Curitiba
A Ferrari confirmou nesta segunda-feira (22) a contratação do engenheiro inglês Jock Clear, que trabalhou diretamente com o bicampeão Lewis Hamilton nesta temporada pela Mercedes. Clear vai substituir o antigo diretor de engenharia Pat Fry, demitido na última semana.

A opção pelo britânico é a mais recente manobra dentro da reestruturação pela qual a Ferrari atravessa no momento, agora sob o comando de Maurizio Arrivabene, que assumiu logo após o término do campeonato 2014 o posto de chefe que era de Marco Mattiacci. Além de Fry, o projetista-chefe Nikolas Tombazis e o responsável pela performance de pneus, Hirohide Hamashima, também foram mandados embora nos últimos dias.
Jock Clear (centro) vai defender a Ferrari (Foto: Getty Images)
Durante uma coletiva em Maranello, Arrivabene comentou a situação de Clear. "Estamos trabalhando junto à Mercedes, para assegurar os serviços de Jock o mais breve possível", afirmou o dirigente.

Como se sabe, em 2015, a equipe italiana terá Sebastian Vettel no lugar de Fernando Alonso, além do finlandês Kimi Räikkönen.

Clear, de 51 anos, é um engenheiro de história na F1, tendo sido engenheiro de corrida de Jacques Villeneuve a partir de 1996, na Williams. O canadense venceria o Mundial no ano seguinte e seguiria para a BAR, em 1999, levando Jock junto.

Depois, o inglês seguiu na equipe por duas mudanças de nome, até trabalhar com o brasileiroRubens Barrichello na Brawn. Já na Mercedes, como engenheiro de desempenho, o britânico trabalhou com Michael Schumacher até a segunda aposentadoria do maior campeão da F1. Passou, então, na temporada de 2013, a trabalhar com Hamilton.
EM ANO DE DOMÍNIO DA PENSKE, POWER ENFIM GARANTE TÍTULO DA INDY 

A temporada 2014 da Indy teve emoção até o fim. Em ano dominado pela Penske, Simon Pagenaud foi o único a se meter na disputa entre os companheiros de equipe e brigou pelo caneco até a prova final em Fontana. Will Power foi o grande campeão, deixando Helio Castroneves com o vice pela quarta vez na carreira.

Leia a RETROSPECTIVA INDY 2014 no GRANDE PRÊMIO.
ENFIM, O ANO DA CONSAGRAÇÃO

A REVISTA WARM UP acompanhou de perto e traz todos os detalhes de como Rubens Barrichello viveu o fim de semana que voltou a lhe proporcionar o grito de ‘é campeão’: os erros e os acertos, o peso e o alívio, o filho que pergunta e antevê o título. "Já se sente campeão?", disse, na manhã da corrida decisiva. E o pai que sorri

Leia a reportagem completa na REVISTA WARM UP.
MELHORES DO ANO

E assim, como num passe de mágica, 2014 passou. Foi rápido mesmo. Se Vettel decepcionou, a Mercedes dominou e o medo de acidentes fatais voltou à F1; se a Ganassi não correspondeu e Will Power fez chegar o dia que parecia inalcançável; se Márquez deu mais um passou para construir uma dinastia; se Rubens Barrichello viveu sua redenção, tudo isso é sinal das marcas de 2014 no automobilismo. Para encerrar e reforçar o que aconteceu no ano, a REVISTA WARM UP volta a eleger os melhores do ano.


Últimas Notícias
sábado, 18 de novembro de 2017
Endurance
Brasileiro de Turismo
F3
Motociclismo
F1
Stock Car
MotoGP
Rali
Motociclismo
World Series
Stock Car
MotoGP
Superbike
F3
Turismo
Galerias de Imagens
Facebook