F1
20/12/2016 11:26

Ferrari questiona futuro da dupla de pilotos e avisa: “Vettel tem de ter compostura, ser mais calmo e menos agitado”

Presidente da Ferrari, Sergio Marchionne fez uma dura análise também do desempenho de seus pilotos na temporada 2016 e pediu um Sebastian Vettel mais calmo e menos agitado no próximo ano, lembrando as controversas queixas do alemão via rádio no campeonato
Warm Up
Redação GP, de Leipzig
 

Os comentários irônicos, as reclamações e até os xingamentos protagonizados por Sebastian Vettel via rádio neste ano não passaram ilesos no pente fino que o presidente da Ferrari passou ao analisar a temporada 2016 da F1. Embora entenda que também é preciso dar um carro competitivo ao tetracampeão, Sergio Marchionne fez um alerta e disse que o alemão deve "pilotar com compostura, ser mais calmo e menos agitado" se quiser também seguir com os italianos além de 2017.
 
A verdade é que Vettel enfrentou uma segunda temporada difícil com a Ferrari em 2016. Não obteve nenhuma vitória e ainda viu a equipe de Maranello ser amplamente superada pela Red Bull, que passou a ocupar o posto de segunda força do grid
 
Quarto colocado no Mundial de Pilotos, Sebastian venceu Kimi Räikkönen na tabela de pontos, mas perdeu para o colega na disputa das posições de largada. Mas, acima de tudo, se envolveu em controvérsias por queixas contra adversários e por ter xingado o delegado da FIA, Charlie Whiting, nas voltas finais do GP do México, por conta de uma disputa com Max Verstappen.
 
Ao falar da dupla, Marchionne fez a seguinte análise fria e foi mais duro com o multicampeão. "Quanto aos nossos pilotos, é um trabalho em andamento", revelou. 
Festa da Natal da Ferrari e confirmação da data do lançamento do carro de 2017 (Foto: Ferrari)

"Admito que estamos também de olho no futuro, analisando cuidadosamente as situações dos demais. Mas isso não significa que não temos confiança em nossos pilotos. Porém, é justo dizer que eles estão sob observação", explicou o dirigente.
 
"Estou feliz com a temporada de Räikkönen. Ele vai correr novamente conosco em 2017, mas o que acontece depois disso? Ele vai se aposentar ou vai querer seguir com a carreira? Já com Vettel, não faz sentido falar em renovação agora. Devemos primeiro entender como ele vai se sentir em 2017", acrescentou o executivo.
 
"Nós temos de dar a ele um carro vencedor, caso contrário será inútil falar sobre futuro. Ele quer vencer conosco, nós sabemos disso, mas podemos garantir isso a ele? Em troca, ele deve pilotar com compostura, ser mais calmo e menos agitado. Ele deve pensar em vencer na pista e superar os demais carros e não em arranjar problemas pessoais", encerrou.

Últimas Notícias
sábado, 25 de março de 2017
Nascar
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
MotoGP
F1
F1
MotoGP
Nascar
F1
Galerias de Imagens
Facebook