F1
14/11/2014 16:29

Foto: 22 anos depois, McLaren volta a equipar motor Honda e vai à pista pela primeira vez em Silverstone

A McLaren levou a Silverstone um carro empurrado pelo motor Honda, revivendo uma parceria que havia sido terminada em 1992. Oliver Turvey foi quem guiou o carro deste ano do time de Woking
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
Demorou 22 anos para que os fãs da F1 vissem novamente um encontro histórico. Nesta sexta-feira (14), a McLaren levou à pista de Silverstone um carro seu equipado com o motor Honda, montadora que vai empurrá-la exclusivamente na temporada 2015.

O primeiro piloto a ter a primazia foi o britânico Oliver Turney, test-driver da equipe. O dia serviu apenas para filmagens publicitárias e utilizou o atual modelo, o MP4-29, como base e pneus de chuva, apesar de o sol ter predominado na fria cidade inglesa.
McLaren Honda de volta: as primeiras voltas foram dadas em Silverstone (Foto: Honda)
A última temporada que McLaren e Honda estiveram juntas foi em 1992, quando a parceria sofreu sua maior derrota depois dos três títulos de Ayrton Senna. Naquele ano, a Williams com suspensão ativa sobrou e deu a Nigel Mansell seu único título na F1.

Com o MP4-7, Senna obteve uma das vitórias mais memoráveis da carreira, ao segurar Nigel Mansell durante as voltas finais do GP de Mônaco. O brasileiro conseguiu três triunfos naquela temporada, mas não foi o último a ganhar pela parceria: na última etapa, nas ruas de Adelaide, foi Gerhard Berger quem recebeu a bandeirada estilosa do GP da Austrália. 

Na semana que vem em Abu Dhabi, a McLaren vai levar à pista um 'carro B', o MP4-29H, para já avaliá-lo visando 2015. Espera-se que o time de Woking utilize o modelo de desenvolvimento nos dois treinos livres da sexta-feira.

A McLaren ainda não anunciou seus pilotos, mas se sabe que Fernando Alonso será um deles, conforme revelado pelo jornalista Américo Teixeira Jr. no início de outubro. 
McLaren Honda de volta: as primeiras voltas foram dadas em Silverstone (Foto: Honda)
SOU FELIZ, POR ISSO ESTOU AQUI...

Empresário de Felipe Massa, Nicolas Todt garantiu que o brasileiro nunca esteve tão feliz na F1. Após oito anos com a Ferrari, o piloto faz sua primeira temporada com a Williams depois de anos de Ferrari. Falando a publicação francesa ‘Auto Hebdo’, Todt avaliou que a saída da Ferrari no ano passado revitalizou Felipe.

“Sabe, se você tem atenção e é querido, sua vida muda”, avaliou o francês. “Esse nem sempre foi o caso na Ferrari”, comentou Todt.


Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.
Últimas Notícias
quinta-feira, 23 de março de 2017
F1
F1
quarta-feira, 22 de março de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
MotoGP
Indy
Rali
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook