F1
14/11/2014 16:29

Foto: 22 anos depois, McLaren volta a equipar motor Honda e vai à pista pela primeira vez em Silverstone

A McLaren levou a Silverstone um carro empurrado pelo motor Honda, revivendo uma parceria que havia sido terminada em 1992. Oliver Turvey foi quem guiou o carro deste ano do time de Woking
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
Demorou 22 anos para que os fãs da F1 vissem novamente um encontro histórico. Nesta sexta-feira (14), a McLaren levou à pista de Silverstone um carro seu equipado com o motor Honda, montadora que vai empurrá-la exclusivamente na temporada 2015.

O primeiro piloto a ter a primazia foi o britânico Oliver Turney, test-driver da equipe. O dia serviu apenas para filmagens publicitárias e utilizou o atual modelo, o MP4-29, como base e pneus de chuva, apesar de o sol ter predominado na fria cidade inglesa.
McLaren Honda de volta: as primeiras voltas foram dadas em Silverstone (Foto: Honda)
A última temporada que McLaren e Honda estiveram juntas foi em 1992, quando a parceria sofreu sua maior derrota depois dos três títulos de Ayrton Senna. Naquele ano, a Williams com suspensão ativa sobrou e deu a Nigel Mansell seu único título na F1.

Com o MP4-7, Senna obteve uma das vitórias mais memoráveis da carreira, ao segurar Nigel Mansell durante as voltas finais do GP de Mônaco. O brasileiro conseguiu três triunfos naquela temporada, mas não foi o último a ganhar pela parceria: na última etapa, nas ruas de Adelaide, foi Gerhard Berger quem recebeu a bandeirada estilosa do GP da Austrália. 

Na semana que vem em Abu Dhabi, a McLaren vai levar à pista um 'carro B', o MP4-29H, para já avaliá-lo visando 2015. Espera-se que o time de Woking utilize o modelo de desenvolvimento nos dois treinos livres da sexta-feira.

A McLaren ainda não anunciou seus pilotos, mas se sabe que Fernando Alonso será um deles, conforme revelado pelo jornalista Américo Teixeira Jr. no início de outubro. 
McLaren Honda de volta: as primeiras voltas foram dadas em Silverstone (Foto: Honda)
SOU FELIZ, POR ISSO ESTOU AQUI...

Empresário de Felipe Massa, Nicolas Todt garantiu que o brasileiro nunca esteve tão feliz na F1. Após oito anos com a Ferrari, o piloto faz sua primeira temporada com a Williams depois de anos de Ferrari. Falando a publicação francesa ‘Auto Hebdo’, Todt avaliou que a saída da Ferrari no ano passado revitalizou Felipe.

“Sabe, se você tem atenção e é querido, sua vida muda”, avaliou o francês. “Esse nem sempre foi o caso na Ferrari”, comentou Todt.


Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.

Últimas Notícias
sábado, 21 de outubro de 2017
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Brasileiro de Marcas
Stock Car
F1
Stock Car
F1
F1
F1
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook