F1
07/03/2017 13:50

Hamilton vê Ferrari, e não Mercedes, favorita e revela torcida pela Williams: “Espero que andem na ponta”

Nas três últimas temporadas, Lewis Hamilton só teve concorrência dentro de sua própria equipe na F1. Com uma Mercedes quase sempre imbatível, o inglês ganhou os campeonatos de 2014 e 2015, e perdeu a disputa doméstica com Nico Rosberg em 2016
Warm Up, de Barcelona
THIAGO ARANTES, de Barcelona
 

Seria normal esperar que ele continuasse a desejar que a escuderia alemã dominasse as primeiras posições em todas as corridas, certo? Mas não é isso que acontece. 
 
Nesta terça-feira (7), Hamilton terminou a sessão da manhã em Barcelona com o terceiro tempo, atrás de Felipe Massa, da Williams, e de Daniel Ricciardo, da Red Bull. Depois da atividade, em entrevista acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO, ele elogiou o trabalho das duas equipes, em especial a escuderia defendida pelo brasileiro. 
 
“Espero especialmente que a Williams se recupere. Eles são incríveis. A Williams foi uma equipe grande por muito tempo e voltou a andar bem nos últimos anos. É ótimo para o esporte ter mais equipes na ponta, e ainda mais uma equipe como a Williams”, afirmou Hamilton. 
 
O tempo obtido por Massa na sessão matutina, 1min19s726, ficou a apenas 0s021 da melhor marca da semana passada, alcançada por Valtteri Bottas, companheiro de Hamilton na Mercedes. O tricampeão ainda não conseguiu alcançar o ritmo dos dois. 
 
Hamilton também comentou o bom desempenho da Red Bull e da Ferrari, apontadas como principais adversárias da Mercedes na busca pelo quarto título seguido de Pilotos e Construtores. 
Lewis Hamilton (Foto: Twitter/Reprodução)
“Acho que a Ferrari é a favorita, eles estão fazendo um grande trabalho no momento. A Red Bull também apareceu bem hoje; vai ser interessante ver como será essa disputa nos próximos dias, e também quando chegarmos à Austrália”, comentou. 
 
O inglês também falou sobre a Mercedes e explicou os motivos de a equipe ter ficado distante das primeiras posições na manhã desta terça-feira. “Foi um dia de fazer testes de ajustes; não exatamente meu dia favorito”, brincou. Um problema mecânico também atrapalhou o dia de trabalhos – a Mercedes teve de reparar o assoalho, tirando Hamilton dos 30 minutos finais da sessão da manhã. 

PADDOCK GP #67 RECEBE OZZ NEGRI E DEBATE TESTES DA F1 EM BARCELONA


Últimas Notícias
domingo, 23 de abril de 2017
MotoGP
Stock Car
Indy
Stock Car
MotoGP
Stock Car
Indy
MotoGP
Indy
Stock Car
Indy
Nascar
Brasileiro de Marcas
Nascar
F1
Galerias de Imagens
Facebook