F1
31/05/2016 19:53

Imprensa italiana ataca Ferrari após GP de Mônaco apagado e sobra até para Vettel: “Sombra triste do ano passado”

Duas das principais publicações esportivas da Itália já esgotaram a paciência com a Ferrari. De acordo com o ‘Corriere dela Sera’, Sebastian Vettel é “uma sombra triste” do que foi em 2015. Para ‘La Gazzetta dello Sport’, Kimi Räikkönen é “um desastre”
Warm Up
Redação GP, de Porto Alegre
A Ferrari não só parece incapaz de atacar as Mercedes, como também vê o posto de segunda equipe da F1 sendo seriamente ameaçado pela Red Bull. O momento ruim deixou a imprensa italiana irritada, que vê a tradicional escuderia fora de controle.
 
O ‘La Gazzetta dello Sport’, tradicional publicação italiana, exime Vettel de culpa após o resultado mediano em Mônaco. O alemão não foi capaz de atacar Sergio Pérez em uma briga pelo último posto no pódio. Para o ‘Gazetta’, o verdadeiro culpado é o comando da Ferrari.
 
Vettel assumiu uma culpa que não é sua. Está lutando contra um carro que não foi feito para vencer e contra uma Maranello que saiu dos trilhos”, disparou o jornal.
Sebastian Vettel, "sombra triste do ano passado" (Foto: Ferrari)
Tal opinião, todavia, não é aceita por todos. O ‘Corriere dela Sera’ acredita que Vettel falha por não entregar as belas performances de 2015, ano de três vitórias e muita esperança para a Ferrari.
 
“Vettel é uma sombra triste de um piloto que tomou as rédeas da Escuderia no ano passado”, opinou.
 
A opinião comum é sobre Kimi Räikkönen. As duas publicações não conseguem entender como um piloto tão experiente se saiu tão mal no desafiador GP de Mônaco.
 
“Um desastre. Com sua experiência, não pode acertar o guard-rail em 10 voltas. É inaceitável”, ponderou o ‘Gazzetta’.
PADDOCK GP #30 DEBATE INDY, F-E E MOTOGP


Últimas Notícias
quinta-feira, 30 de março de 2017
F1
F1
Stock Car
MotoGP
F2
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook