F1
20/04/2017 10:07

Lauda diz que Ferrari “ligou o alarme” na Mercedes. E consultor da Red Bull põe fogo ao colocar Vettel como favorito

Niki Lauda admitiu que a Ferrari ligou o sinal de alerta na Mercedes, depois da segunda vitória de Sebastian Vettel na temporada. Compatriota do tricampeão e bastante conhecedor do tetracampeão, Helmut Marko entende que o ferrarista tem toda a vantagem para vencer Lewis Hamilton em 2017
Warm Up
Redação GP, de Curitiba
 

A Ferrari ligou o "alarme de alerta" na Mercedes. A frase é de Niki Lauda, tricampeão da F1 e presidente não-executivo da equipe alemã. Em três provas disputadas até o momento na temporada 2017, Sebastian Vettel venceu duas - na Austrália e no Bahrein -, enquanto Lewis Hamilton levou a corrida da China. O jogo está a favor do tetracampeão, que lidera a tabela com sete pontos a mais que o inglês. A esquadra italiana também aparece na frente entre os Construtores. 
 
"O som do alarme está tocando do nosso lado", admitiu o austríaco à publicação 'Osterreich'. "Aquele que ganha no Bahrein têm um certo fôlego para as três próximas etapas", acrescentou.
 
Hamilton e companheiro Valtteri Bottas, que chegou em terceiro depois de largar da pole-position, afirmaram que o grande problema do fim de semana barenita foram os pneus da Pirelli, especialmente em condições de temperatura alta, situação que não agrada ao carro construído pela Mercedes. 
Sebastian Vettel venceu o GP do Bahrein (Foto: Mercedes)

Ainda assim, há quem credite a derrota 'ao fator Vettel', como é o caso do compatriota de Lauda, Gerhard Berger. O ex-piloto se disse surpreso com a performance ferrarista, mas entende que Sebastian é mesmo o grande trunfo dos italianos. "Eu teria perdido todas as apostas antes da largada, porque eu duvidei da Ferrari", reconheceu Berger em declaração ao 'Sport Bild'.
 
Quem também jogou fogo na fogueira da disputa entre Vettel e Hamilton foi o consultor Helmut Marko, o conselheiro da Red Bull que trabalhou junto com alemão durante seus quatro títulos na F1. "Você se pode confiar no talento sozinho quando tem um carro que é um segundo mais rápido. Três décimos por volta não são suficientes para bater um Vettel", concluiu.
 

PADDOCK GP #74 DEBATE: QUAIS OS PILOTOS COM POTENCIAL DE FUTURO CAMPEÃO MUNDIAL DE F1?



Últimas Notícias
segunda-feira, 26 de junho de 2017
F1
F1
F1
F1
Superbike
MotoGP
Nascar
F1
Nascar
MotoGP
MotoGP
F1
F1
MotoGP
F1
Galerias de Imagens
Facebook