F1
13/02/2017 10:30

Lauda elogia atitude e interesse de Bottas no começo de trabalho na Mercedes: “Está deixando uma boa impressão”

Mesmo antes de acelerar o novo W08, pode-se dizer que Valtteri Bottas começou bem sua jornada como piloto da Mercedes. Niki Lauda destacou a atitude do finlandês e reiterou que a experiência pesou para, neste momento, a equipe não promover o jovem Pascal Wehrlein
Warm Up
Redação GP, de Sumaré
 
A primeira impressão deixada por Valtteri Bottas nesses primeiros dias de trabalho como piloto da Mercedes é a melhor possível. É o que diz Niki Lauda. O presidente não-executivo da equipe e tricampeão mundial destacou a atitude e o interesse mostrados pelo finlandês no começo da sua jornada pela escuderia que vem dominando a F1 desde 2014. Bottas chegou à Mercedes com a dura missão de substituir Nico Rosberg, que se aposentou apenas cinco dias depois de ter conquistado seu único título mundial.
 
“Estou falando com ele por telefone o tempo todo. Ele quer saber tudo. Está deixando uma boa impressão e mostra que tem vontade de vencer. Ele tem todo nosso apoio”, salientou o dirigente austríaco em entrevista à publicação suíça ‘Blick’.
Bottas mal chegou à Mercedes, mas já deixou uma boa impressão (Foto: Mercedes)
Depois de ter sido confirmado como novo piloto da Mercedes, Bottas voltou à Inglaterra para iniciar definitivamente seu trabalho pela equipe. O nórdico visitou a sede principal, em Brackley, e também esteve em Brixworth, onde fica a fábrica de motores, e mostrou sua cara para os funcionários da escuderia tricampeã do mundo. Nesta segunda-feira (13), Bottas está na sede mundial da Mercedes, em Stuttgart, na Alemanha.
 
“Estou em Brixworth, conhecendo todos os que fabricam o motor, a unidade de potência. É muito interessante ver todos os detalhes da nova temporada. Também falei com a fábrica, e todos foram bem receptivos. Estou me divertindo bem. Aprendo muito a cada minuto, a cada segundo. Foi um dia interessante”, disse o piloto, que deixou claro que não tem a intenção de ser mero escudeiro de Lewis Hamilton, garantindo que vai lutar pelo título em 2017.
 
Lauda reiterou que a experiência de Bottas em relação ao seu concorrente à vaga aberta pela saída de Rosberg, o jovem Pascal Wehrlein, foi determinante. “Quanto ao talento em si, poderíamos ter contratado Wehrlein. Mas, no fim das contas, a experiência nos fez optar pelo finlandês”, concluiu. 
 
 

PADDOCK GP #64 RECEBE FELIPE GIAFFONE E DEBATE CRISE NA F-TRUCK


Últimas Notícias
terça-feira, 19 de setembro de 2017
F-E
MotoGP
F-E
F1
F1
F1
MotoGP
F1
MotoGP
F1
F1
Warm Up
F1
F1
segunda-feira, 18 de setembro de 2017
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook