F1
16/04/2017 18:00

Massa procura Verstappen e dá recado: “Tome cuidado porque você vai ter que ir para o Brasil”

Felipe Massa não deixou barata a afirmação de Max Verstappen de que não adianta reclamar algo com um brasileiro. No dia seguinte à polêmica afirmação do jovem piloto da Red Bull, Massa chamou Max de canto e disse que ele precisa tomar bastante cuidado com o que fala, porque precisará vir ao Brasil
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

A polêmica escancarada por Max Verstappen no último sábado, quando o holandês reclamou de ter sido atrapalhado por Felipe Massa durante a classificação em Sakhir e concluiu dizendo que não adiantar reclamar com um brasileiro, teve um segundo capítulo na noite barenita deste domingo (16). Massa afirmou que foi conversar com o jovem holandês e mandou um recado: ele terá que vir ao Brasil.
 
Massa relatou a conversa em entrevista ao site 'UOL Esporte'. Felipe, que tem uma antiga rusga com Max - que data de dois anos atrás, desde o GP de Mônaco de 2015 e que envolveu até Jos Verstappen, o pai de Max -, foi até o rival e avisou para ele tomar bastante cuidado com o que fala. 
 
"Eu falei para ele hoje: 'Tome cuidado com o que você fala porque você vai ter que ir para o Brasil correr lá. Cuidado com o que você fala'. Sem dúvida, não foi certo falar dos brasileiros sem nem saber do que ele estava falando", disse.
 
Após o aviso, Massa ainda foi mais longe. Garantiu que o que aconteceu entre si e Verstappen foi totalmente normal, nada que caiba colocar a culpa em alguém. Se Verstappen foi reclamar, é porque precisava de um bode expiatório.
Max Verstappen olha Felipe Massa durante coletiva no Brasil em 2015 (Foto: F1)
"E em segundo lugar, ele nem sabia mesmo do que estava falando porque eu nem o atrapalhei. Talvez eu fosse o 'gato' por ele não ter conseguido largar à frente do companheiro dele. Alguém tinha que ser o culpado da situação. Falei para ele: 'Aconteceu a mesma coisa entre mim e o Hulkenberg, vê se tem um reclamando do outro?'. Antes de abrir a volta, você tem de estar na melhor posição possível. Se não conseguir, a culpa é sua", seguiu.
 
Ainda, por fim, falou um pouco mais sobre sua exibição no Bahrein.
 
"Foi como uma vitória. Consegui lutar com carros bem melhores que o nosso como a Ferrari e a Red Bull, ultrapassei o [Nico] Hülkenberg, que era o mais importante para mim, e o [Kimi] Räikkonen na largada, e depois passei também o [Daniel] Ricciardo na relargada. Fiquei muito feliz com o resultado. Para o carro que a gente tem, é como uma vitória", encerrou.
 
A F1 volta em duas semanas com o GP da Rússia, em 30 de abril.

E votem no GRANDE PRÊMIO.




Últimas Notícias
domingo, 20 de agosto de 2017
Superbike
DTM
F-Inter
F1
sábado, 19 de agosto de 2017
Indy
Seletiva BR
Indy
F3
Rali
Indy
Indy
Nascar
Indy
F3
F3
Galerias de Imagens
Facebook