F1
16/04/2017 18:00

Massa procura Verstappen e dá recado: “Tome cuidado porque você vai ter que ir para o Brasil”

Felipe Massa não deixou barata a afirmação de Max Verstappen de que não adianta reclamar algo com um brasileiro. No dia seguinte à polêmica afirmação do jovem piloto da Red Bull, Massa chamou Max de canto e disse que ele precisa tomar bastante cuidado com o que fala, porque precisará vir ao Brasil
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

A polêmica escancarada por Max Verstappen no último sábado, quando o holandês reclamou de ter sido atrapalhado por Felipe Massa durante a classificação em Sakhir e concluiu dizendo que não adiantar reclamar com um brasileiro, teve um segundo capítulo na noite barenita deste domingo (16). Massa afirmou que foi conversar com o jovem holandês e mandou um recado: ele terá que vir ao Brasil.
 
Massa relatou a conversa em entrevista ao site 'UOL Esporte'. Felipe, que tem uma antiga rusga com Max - que data de dois anos atrás, desde o GP de Mônaco de 2015 e que envolveu até Jos Verstappen, o pai de Max -, foi até o rival e avisou para ele tomar bastante cuidado com o que fala. 
 
"Eu falei para ele hoje: 'Tome cuidado com o que você fala porque você vai ter que ir para o Brasil correr lá. Cuidado com o que você fala'. Sem dúvida, não foi certo falar dos brasileiros sem nem saber do que ele estava falando", disse.
 
Após o aviso, Massa ainda foi mais longe. Garantiu que o que aconteceu entre si e Verstappen foi totalmente normal, nada que caiba colocar a culpa em alguém. Se Verstappen foi reclamar, é porque precisava de um bode expiatório.
Max Verstappen olha Felipe Massa durante coletiva no Brasil em 2015 (Foto: F1)
"E em segundo lugar, ele nem sabia mesmo do que estava falando porque eu nem o atrapalhei. Talvez eu fosse o 'gato' por ele não ter conseguido largar à frente do companheiro dele. Alguém tinha que ser o culpado da situação. Falei para ele: 'Aconteceu a mesma coisa entre mim e o Hulkenberg, vê se tem um reclamando do outro?'. Antes de abrir a volta, você tem de estar na melhor posição possível. Se não conseguir, a culpa é sua", seguiu.
 
Ainda, por fim, falou um pouco mais sobre sua exibição no Bahrein.
 
"Foi como uma vitória. Consegui lutar com carros bem melhores que o nosso como a Ferrari e a Red Bull, ultrapassei o [Nico] Hülkenberg, que era o mais importante para mim, e o [Kimi] Räikkonen na largada, e depois passei também o [Daniel] Ricciardo na relargada. Fiquei muito feliz com o resultado. Para o carro que a gente tem, é como uma vitória", encerrou.
 
A F1 volta em duas semanas com o GP da Rússia, em 30 de abril.

E votem no GRANDE PRÊMIO.




Últimas Notícias
domingo, 22 de outubro de 2017
Stock Car
F1
F1
Stock Car
Stock Car
F1
F1
Nascar
Superbike
F1
Brasileiro de Marcas
MotoGP
MotoGP
F1
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook